ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sábado, 2 de maio de 2015

ARTISTAS CAPIXABAS DEVERÃO SER OUVIDOS PELO SECULT-ES EM 04 DE MAIO - 14 HS

Por: Carlos Augusto Peixoto



A CULTURA CAPIXABA NA BOCA DO FUNIL
ARTISTAS ACAMPAM E DORMEM NA PORTA DA SECULT-ES DESDE DIA 27

Pasmem, mas desde Segunda-feira,  dia 27 de Abril, que se encontram diversos movimentos culturais acampados na porta da SECULT- Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo. 

Todo este manifesto se deve ao fato do descaso do Governo Paulo Hartung com a cultura, onde, descontentes com a verba distribuída para os Editais de 2015 e não vendo soluções para um acordo amigável entre as partes (Conselho de Cultura e Secult-ES), sobrou apenas a solução para este manifesto, que se pretende estender até que seja atendido todos as necessidades da cultura.

Na discussão, vem sendo debatida a importância da criação de uma Lei de Estado de Incentivo à Cultura, (tal como já existe em diversos Estados do Brasil); onde o trabalhador da cultura teria seu mercado de trabalho expandido através da produção independente e poderia garantir o pão à mesa. 

A presidente do Sated-ES Verônica Gomes, destaca que, um Estado não pode viver somente de políticas de editais (que não é uma política e sim apenas premio), e num governo que tem tantos recursos como o Espírito Santo, a Petrobras como a nossa maior fonte de renda e o pouco avanço que a cultura vem tendo por falta do interesse do Governo Capixaba, e ela esclarece: " Eles pensam que artista é criança que se gambela com um doce e nada mais. Estamos exigindo respeito a nossa Classe e políticas culturais transparentes e dentro das necessidades discursivas dos Fóruns de Estado, Conselhos e Manifesto da Categoria. Queriam manobrar e calar o conselho de cultura e o resultado surtiu neste manifesto sem dia pra terminar até que sejamos atendidos e respeitados dentro da nossa importância para a contribuição social junto a cultura capixaba ". 

Se percebeu claramente, que, Verônica e demais categorias representativas da cultura capixaba, estavam muito revoltosos quanto a toda esta desordem ocorrida na Secretaria de Cultura do Estado, onde, pelo que se percebeu, não se pode argumentar e/ou negociar as pendencias, pois lembra um tipo de regime autoritário que muito se parece com a "antiga" ditadura Brasileira. Com tudo isso, os artistas lamentam e reclamam da falta de sorte por terem escolhido viver da arte e não terem condições mínimas de sobrevivência na cultura, sem o mínimo apoio do Estado, para se destacar no seu trabalho e levar uma vida digna de cidadãos Capixabas. 

Foi marcado pelo Secretário de Estado da Cultura Senhor João Gualberto, uma reunião extraordinária do Conselho de Estado da Cultura do Espírito Santo, para tentar solucionar estas pendencias. A data será no dia 04 de Maio de 2015, dentro do Teatro Carlos Gomes de Vitória-ES, no horário das 14:00 horas. 

Estarão presentes o Conselho de Estado da Cultura, Artistas diversificados, Entidades de diversas áreas da cultura, Fóruns, lideranças de governo, tal como a possível presença solene do Governador Paulo Hartung,  já convidado via ofício da ACAMP - Associação Capixaba dos Músicos, porém, acredita-se que ele poderá não comparecer enviando um representante, até porque se trata de uma figura do primeiro escalão do governo e não ficaria de bons modos não se justificar de alguma forma. 

Um panfletaço está acontecendo no dia de hoje pelos manifestantes da cultura que prometem fazer mais pressão até ter este caso resolvido definitivamente pelo Governador. E agora Governador você vai comparecer? Os profissionais da cultura lhe cofiaram o voto e você vai trair a confiança deles?