ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 23 de abril de 2015

SOS CULTURAL - A CULTURA CAPIXABA NO FUNIL.


Por: Carlos Augusto Peixoto


SOS CULTURAL. A CULTURA CAPIXABA NO FUNIL. MANIFESTO PÚBLICO EM PROL DE MELHORES CONDIÇÕES E APOIO DO ESTADO. SERÁ NA PORTA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM 24 DE ABRIL. CONSELHO DE ESTADO NÃO É RESPEITADO 


Aconteceu nesta quinta-feira 23 de Abril, uma reunião com diversas áreas representativas dos seguimentos culturais do Espírito Santo, se trata da tradicional reunião do Conselho de Estado da Cultura, que, tem como presidente o Secretário de Estado da Cultura. 

A pauta da dita assembleia se referiu aos Editais de Cultura capixaba, que, naturalmente passa por análise do Conselho todo ano. Acontece, que, ocorreu um tipo de redução abusiva de valores em comparado ao do ano anterior, justificado pelo presidente do Conselho, que, fora por motivos da crise que assola o País e que vem afetando os Capixabas. 

O FATO Como a redução ficou muito insuportável tolerar, devido a demanda de artistas existentes no espírito Santo e que necessitam de ter suas artes incentivadas; fora apresentado pelos Conselheiros, diversas propostas e solicitações, para fins da correção dos valores, onde, até se propuseram aceitar o mesmo valor defasado do ano de 2014. 

O dito Presidente do Conselho e Secretário de Estado da Cultura, se mostrou irredutível e totalmente disposto a manter todas as medidas que tomara junto ao Governador e outras instancias. Por mais que a Classe Cultural tentasse argumentar, em nada surtia efeitos e o comportamento debochado do Presidente até transpareceu a volta do regime da ditadura. 

MERRECA MONETÁRIA 

Só para o leitor ter uma ideia, a cadeira produtiva das artes cênicas teve no ano anterior, um isentivo no valor de mais de R$ 1.200,000,00 (um milhão e duzentos mil reais), sendo que em 2015 despencou para apenas R$ 360, 000.00 (trezentos e sessenta mil reais). Devido esta e outras cadeiras produtivas do Estado terem sofrido reduções de mais de 50% do valor do ano anterior, aconteceu este encontro com a categoria que não fora feliz nas reivindicações junto ao Secretário de Cultura da Secult-ES. 

REVOLTOSOS 

Entre murmúrios e lamentações e vendo que em nada ficara resolvido sobre a manutenção do Edital, ficou decidido entre as categorias dos trabalhadores da cultura do Espírito Santo que, será feito um manifesto público na porta da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, previsto para começar as 09:00 horas e sem previsão de término. Neste manifesto, se pretende junto a Deputados e até o ministério público chegar a uma solução que atenta a demanda da classe cultural. 

CONVOCAÇÃO

 SENDO ASSIM, ESTÃO TODOS OS MILITANTES DA CULTURA CAPIXABA CONVIDADOS A BRIGAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E FORTALECIMENTO DAS LEIS VIGENTES CULTURAIS E EDITAIS PARA ATENDER A CATEGORIA NUM GERAL. NESTE DIA 24 DE ABRIL, NA PORTA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA CAPIXABA, AS 09:00 HORAS DA MANHA.