ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quarta-feira, 4 de maio de 2016

ESTUDANTES INVADEM ASSEMBLEIA LEGISLATIVA E EXIGEM CPI DA MERENDA ESCOLAR



Na terça-feira (03/05), cerca de 150 estudantes invadiram o plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo para pedir investigação sobre a "Máfia da Merenda".

O Presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB),  envolvido como um dos suspeitos de ter aceitado propinas no caso intitulado pela Polícia Federal de "Alba Branca", tentou impedir a invasão dos estudantes, anunciando que pediria reintegração de posse e evitaria a entrada de mantimentos para os manifestantes que permanecessem no local, liberando apenas água e a utilização de um banheiro.

A "Máfia da Merenda" é um esquema investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público, aonde ocorreu superfaturamento na distribuição de suco de laranja para a rede pública, com propinas que chegam a 30% dos valores acertados.

A intenção dos Estudantes é de permanecerem na Assembleia Legislativa, até que consigam todas as assinaturas suficientes, para que seja instalada uma CPI. A ação dos estudantes, gerou tumulto e nervosismo entre os deputados. O deputado João Paulo Rillo (PT), irritado com a tentativa de conter a entrada dos estudantes ao recinto, agrediu um dos policiais. 

O esquema da "Máfia da Merenda" funcionava assim: a COAF - Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar, vendia os produtos superfaturados para as escolas estaduais e passava parte do valor excedente do contrato, como propina aos agentes públicos.

Esse tipo de produto é comprado por meio de chamadas públicas (sem licitação) e segundo a Folha de São Paulo, a COAF fundou duas cooperativas de fachada que apresentavam propostas diferentes para criar aparência de uma disputa pelo melhor preço, garantindo a vitória da Coaf, cujos preços eram superfaturados, dos quais, sobrava dinheiro para a propina. 

Até nos atestados que comprovavam que os produtos vinham de agricultura familiar, a cooperativa utilizou centenas de documentos fraudados, usando pequenos agricultores que desconheciam o fato.

Uma lei federal de 2009 afirma que todos os alunos do ensino público devem receber alimentação "saudável e adequada, compreendendo o uso de alimentos variados" e não está sendo cumprida.

Os estudantes passaram a noite na Assembleia Legislativa e por conta disso, Capez deu folga aos trabalhos e aguarda que os jovens sejam vencidos pelo cansaço.