ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

terça-feira, 8 de março de 2016

A médica legisla Rita de Cássia Gava, a primeira mulher a se tornar diretora do Núcleo de Apoio Logístico do IML

A Polícia Técnico-Científica – a maior do Brasil e referência na América Latina na produção de provas técnicas e periciais fundamentais para a investigação e esclarecimento de crimes – conta com os olhos atentos e mãos delicadas de mulheres à frente dos seus trabalhos.

É o caso da médica legisla Rita de Cássia Gava, a primeira mulher a se tornar diretora do Núcleo de Apoio Logístico (NAL) do Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo. Rita está há 19 anos na carreira e há 1 ano e meio à frente do NAL/IML.

Ao longo de sua trajetória na Polícia Técnico-Científica de São Paulo, Rita já desempenhou outras duas funções de direção, como responsável pelo Núcleo de Clínica Médica do instituto e chefe da Equipe do IML Centro.

“Acredito que ser mulher é uma vantagem para desempenhar esse cargo de direção, já que temos mais sensibilidade”, ressaltou a médica legista. Rita disse “gostar muito de tratar com sua equipe” e destacou a “ligação muito forte” que tem com seus funcionários, recebendo em troca muito respeito e afinidade.

Na diretoria do NAL do IML, a médica lida com a organização das operações “Direção Segura Integrada” (ODSI), que em conjunto com o Instituto de Criminalística (IC), polícias Civil e Militar e Detran realizam fiscalizações de combate à embriaguez e uso de outras substâncias no trânsito.

Entre outras funções, também é de responsabilidade do núcleo dirigido por Rita o setor de informática que programa os laudos do IML e questões voltadas a reformas estruturais em prédios de núcleos do IML em todo o Estado.

Além de dirigir o NAL, Rita também é professora da Academia de Polícia.