ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Brasil vai desenvolver teste para detecção de Zika nas bolsas de sangue



A ideia é que a doença seja incluída no teste NAT, que já é utilizado para identificar vírus do HIV, hepatite B e C. Ação contará com apoio dos EUA para dar celeridade no processo de validação


O Ministério da Saúde vai incluir o vírus Zika no teste NAT realizado nas bolsas de sangue em todo o país. Esse teste já identifica os vírus HIV, hepatite B e hepatite C para controle e segurança do sangue nos hemocentros nacionais. A ação contará com o apoio dos Estados Unidos para dar celeridade nos processos de registro e a expectativa é que o Brasil se torne um centro de referência para validação dos ensaios ou testes moleculares que tem o vírus Zika como alvo.

A produção do teste NAT com a inclusão do vírus Zika será feito pelo Laboratório Biomanguinhos da Fiocruz, no Rio de Janeiro, que já detém a plataforma NAT no país. Neste processo, devem ser colhidas e analisadas cerca de 300 amostras de sangue com o vírus. A previsão é que o teste esteja disponível nos laboratórios da rede pública de saúde até o final deste ano. A celeridade dos processos de registro ficarão a cargo de parceria firmada entre Anvisa e o FDA, agência reguladora dos EUA.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro, nesta sexta-feira (19), após Reunião Bilateral Brasil-EUA Fortalecimento da Cooperação para a Resposta à Epidemia do Vírus Zika, realizada em Brasília. “Fortalecemos neste encontro a importância do desenvolvimento de novos estudos epidemiológicos e clínicos que permitirão a melhor compreensão sobre a infecção pelo vírus Zika e suas consequências, com vistas à adoção de medidas de prevenção e controle. Brasil e Estados Unidos já estão trabalhando conjuntamente nesta direção”, destacou Castro.

Também como resultado deste encontro, que reuniu os principais especialistas em saúde do Brasil e dos Estados Unidos, será formado um comitê para dar continuidade no desenvolvimento de pesquisas para diagnóstico, controle, vacina e tratamento contra o vírus Zika.

“Os EUA e o Brasil têm um papel fundamental na busca de uma resposta para enfrentar o surto do vírus Zika. As doenças infecciosas não respeitam fronteiras. Nossos esforços conjuntos e ações estratégicas podem produzir resultados que vão beneficiar a todos”, ressaltou a Embaixadora Liliana Ayalde.

Já estão em andamento outras parcerias entre os dois países, como a firmada com a Universidade do Texas para o desenvolvimento da vacina com o vírus Zika. Também estão no Brasil, no estado da Paraíba, 15 pesquisadores do CDC juntamente com nossos técnicos do Ministério da Saúde, para fazer exatamente a correlação entre o vírus Zika e a microcefalia.

PLANO NACIONAL – No final do ano passado, com o aumento do registro de casos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e suas complicações, o Ministério da Saúde decretou Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional e a presidenta Dilma Rousseff lançou o Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes e à Microcefalia com medidas emergenciais que estão sendo colocadas em prática para intensificar as ações de combate ao mosquito. Todos os órgãos federais estão mobilizados para atuar conjuntamente neste enfrentamento, que conta também com a participação dos governos estaduais e municipais.

O Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti, realizado no último sábado (13), alcançou 2,8 milhões imóveis em 428 municípios do País. A ação contou com 220 mil integrantes das Forças Armadas, em conjunto com os agentes comunitários de saúde e os agentes de controle de endemias. As visitas de rotina às residências para eliminação e controle do vetor foram reforçadas ainda na última segunda-feira (15) com a terceira etapa de mobilização nacional, que reuniu 55 mil militares das Forças Armadas, 46 mil agentes comunitários de endemias, que já atuavam regularmente nessas atividades, e 266 mil agentes comunitários de saúde.

O número de imóveis vistoriados pelos agentes de saúde e militares das Forças Armadas, na mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti, já representa 41% dos 67 milhões estimados em todo o Brasil. Ao todo, 27,4 milhões de imóveis foram percorridos pelas equipes até quarta-feira (17), em busca de criadouros e para orientar a população sobre medidas de prevenção ao mosquito. O número inclui domicílios e prédios públicos, comerciais e industriais, conforme balanço da Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC) de Enfrentamento à Microcefalia.

Somam-se a esse esforço a mobilização voltada aos servidores públicos no dia 29 de janeiro, no chamado “Dia da Faxina”, cujo objetivo foi inspecionar e eliminar possíveis focos do mosquito nos prédios dos órgãos federais. A ação aconteceu em ministérios, autarquias, agências e demais órgãos vinculados em todo o Brasil. Foi publicado ainda no Diário Oficial da União, em fevereiro, decreto que determina adoção de medidas rotineiras de prevenção e combate ao vetor em todos os prédios públicos.

Por Alexandre Penido, Agência Saúde

VAMOS AJUDAR A COMBATER O ZIKA VÍRUS





Artistas e moradores realizam ocupação em prédio abandonado de Perus

Começou neste sábado (20/2) a “Ocupação Artística Canhoba”, em um espaço público ocioso no bairro de Perus; o objetivo é transformar o local abandonado em espaço cultural aberto para toda a população da região. A ocupação será dividida em dois momentos. Hoje (20/2) está sendo realizada a limpeza e organização do local e no domingo (21/2) programação com diversas atividades artísticas. (Rua Canhoba, altura do nº 333 no Jd. São Paulo). Precisamos de apoio com mão-de-obra, ocupação do espaço e água e comida sempre são bem-vindos.

Construído em 2010 pela Prefeitura de São Paulo, o ponto abandonado tinha como objetivo ser um Espaço de Leitura da cidade. A obra, no entanto, foi deixada de lado pelo poder público e o prédio nunca chegou a ser utilizado. Além da degradação, o espaço se tornou um ponto de drogas e violência. Com receio, a população que vive no entorno solicitou a revitalização do espaço por meio de abaixo-assinados já protocolados na subprefeitura de Perus, pedindo a revitalização também de praça deteriorado próxima ao local ocioso.

A ocupação tem como foco a abertura de diálogo com o poder público e ação cultural com a população do entorno. Os artistas entendem na ação a democratização ao acesso à produção cultural local, fortalecendo o trabalho cultural desenvolvido na região. “Compreendemos o território periférico não somente por seus problemas e demandas básicas, mas também por suas potencialidades, tendo fundamentalmente a identidade periférica, a juventude, a arte e a cultura como instrumentos de enriquecimento do universo imaginário e também como geradores de perspectiva de trabalho, lazer, economia da cultura e do conhecimento. Propomos um espaço para o desenvolvimento dos artistas locais, além de exercer a função social da propriedade, reduzindo a escassez de espaços culturais públicos nesta região periférica da cidade, proporcionando um espaço de integração e fruição artística na busca permanente pela transformação positiva da realidade, tendo a cultura como um exercício duradouro e um direito a cidadania”, aponta o Grupo Pandora de Teatro, um dos organizadores da ação.


Serviço
Ocupação Artística Canhoba

Data: sábado, 20/2 e domingo, 21/2
Horário: durante todo o dia nos dois dias
Local: Rua Canhoba, altura do nº 333 no Jd. São Paulo, bairro de Perus, zona noroeste da cidade de São Paulo (como chegar pela estação de trem de Perus – Linha 7-Rubi – desça na Praça Inácio Dias, caminhe até a Rua Bernardo José de Lorena, vire à esquerda na travessa embaixo do viaduto, no fim do viaduto há um ponto de ônibus na Av. Fiorelli Pecicacco. Ônibus que dão ao acesso ao local: LAPA/Perus 8055-10)




Saúde firma parceria com sindicatos e associações de limpeza para ações de conscientização contra o Aedes aegypti


Evento neste sábado em comunidade da zona oeste irá alertar moradores e crianças carentes sobre a importância e cuidados necessários com focos do mosquito; ação começa às 10h

Com o intuito de ampliar o alcance de informações sobre prevenção, combate e sintomas da dengue, a Secretaria de Estado da Saúde, em conjunto com a UGT (União Geral dos Trabalhadores), firmou uma parceria com sindicatos e federações de profissionais de asseio, conservação e limpeza para auxiliar nas ações contra o Aedes aegypti.

Cerca de 15 mil profissionais de associações como o Siemaco (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços em Asseio e Conservação e Limpeza Urbana) e a Femaco (Federação dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação Ambiental, Urbana e em Áreas Verdes), dentre outros, irão receber orientações específicas sobre os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito. O intuito é que eles se tornem multiplicadores de informação para combate à dengue nos seus locais de trabalho e moradia.

Neste sábado, 20 de fevereiro, profissionais da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), Defesa Civil, UGT e demais sindicatos estarão presentes na comunidade Rio Pequeno, zona oeste de São Paulo, visitando imóveis e orientando a população sobre os cuidados necessários com o Aedes.

Cerca de 10 mil folders com orientações sobre as três doenças (dengue, zika vírus e chikungunya), serão distribuídos e as crianças que são atendidas na associação “Casa do Sonho” participarão de uma palestra de conscientização

“Este conjunto de iniciativas será extremamente importante para fortalecer o trabalho de alerta à população sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti. Acreditamos que somar esforços, buscando parcerias com sindicatos, é fundamental em estratégias de prevenção e promoção da saúde, como o combate à dengue”, diz o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip.

A ação tem início às 10h na “Casa do Sonho”, que fica na rua Tasseli Ugo, 310, Rio Pequeno, São Paulo e terá também a participação do Cel. José Roberto de Oliveira, coordenador da Defesa Civil do Estado de São Paulo.



CURTA A PÁGINA DO BALADA DA FADA NO FACEBOOK *

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Suspensa da nova regra de cobrança do ICMS

Medida concedida pelo ministro Dias Toffoli passou a vigorar na tarde da última quarta-feira, 17

Na tarde da última quarta-feira, 17 de fevereiro, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da ADI 5464 (Ação Direta de Inconstitucionalidade), Dias Toffoli, concedeu medida cautelar suspendendo a cláusula 9 do Convênio 93. Essa decisão do Supremo impede que continue a funcionar a nova regra de cobrança do ICMS, vigente desde janeiro de 2016, até o julgamento final da ação.

A decisão é, obviamente uma resposta democrática às críticas sofridas pelos segmentos de varejo eletrônico, os e-commerces, assim como pelo Sebrae, já que ela impacta diretamente o funcionamento desses comércios e tem forçado muitos deles fechar as portas devido ao aumento de custos envolvidos, algo que muitos não tinha estrutura para suportar.

O impacto causado em todo o mercado de varejo foi tão intenso que, além de forçar diversos estabelecimentos a fechar, tem gerado revolta e aumento nas dores da chamada “crise financeira brasileira”.

“Essa, com certeza absoluta, foi uma vitória democrática de extrema importância para o povo brasileiro”, afirma Adão Lopes, CEO da VARITUS Brasil, empresa especializada em emissão e gerenciamento de documentação eletrônica. “A VARITUS vem trabalhando ao longo dos anos, sempre buscando apoiar o consumidor e o empresário, e justamente por isso desenvolvemos meios de auxiliar a classe durante esse período em que vigorou a alteração, pois como empresa de software temos que oferecer soluções até que a democracia tenha novas conquistas como a atual”.

Desde janeiro, entidades, como a própria OAB, tem ressaltado que aplicação da cláusula que altera a cobrança do ICMS não observada o princípio constitucional de dispensar tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas (artigos 170 e 179 da Constituição), algo que atingia todos os optantes do Simples Nacional e isso violava princípios constitucionais como os da legalidade (artigos 5º e 146), da capacidade contributiva (artigo 145) e da isonomia tributária e não confisco (artigo 150).


Toffoli ressaltou, ainda, diversas inadequações e problemas que embasavam a decisão da suspensão, que apesar de ainda não ser final, demonstra claramente a vontade do povo brasileiro.

Sobre a VARITUS Brasil: www.varitus.com.br / (19) 9544 2329

Empresa no setor de tecnologia da informação, a VARITUS Brasil possui ferramenta exclusiva para emissão, recuperação e armazenamento de arquivos digitais de acordo com as regras do Fisco, para pequenas, médias e grandes empresas das áreas públicas e privadas. Entre os principais serviços estão emissão de NF, NF-e, gestão de CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico), MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais) e GED (Estão Eletrônica de Documentos) incluindo a guarda física.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

“É ilegal a substituição de médicos por enfermeiros na realização de partos”, alerta o presidente da FENAM



A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) questiona a resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em que enfermeiros obstétricos e obstetrizes estejam aptos a realizar partos. A determinação da ANS fere a legislação em vigor no entendimento da entidade, que representa mais de 400 mil médicos no país.

O presidente da FENAM, Otto Baptista, se mostra preocupado com possíveis erros que venham a comprometer a saúde das gestantes e do bebês. “É ilegal a realização de parto sem a presença do médico. Temos formação específica para tal atuação, então não justifica chamar o médico apenas quando existem complicações. O acompanhamento do profissional médico durante a gestação é primordial para um parto bem sucedido'', alertou o presidente da FENAM, Otto Baptista, especialista em ginecologia e obstetrícia.

De acordo com a Lei 7.498, o profissional de enfermagem está autorizado a assistir à gestante, parturiente e puérpera, acompanhar a evolução e do trabalho de parto, e executar o parto sem complicações apenas como integrante da equipe de saúde. “O legislador quando estabeleceu essa regra obrigando a participação do profissional de enfermagem na assistência ao parto, apenas como integrante de uma equipe de saúde, ratificou a necessidade da presença do médico acompanhando todos os procedimentos relacionados à assistência ao parto”, ressaltou o secretário de Comunicação da FENAM, Jorge Darze.

A equipe de saúde é formada por todos os profissionais de saúde, obrigatoriamente tendo também o médico em sua formação.

Novos Botões do Facebook

Por: Alex Villaverde


O Facebook está testando as Reações, uma extensão do botão ‘Curtir’, desenhadas para dar às pessoas mais formas de compartilhar seus sentimentos de uma forma rápida e simples, isso vai fazer o conteúdo ser cada vez mais atrativo, essas são os novos botões em testes

Agora, além do curtir podemos:
Love: Amei
Haha: engraçado
Yay: que legal!
Wow: sério
Sad: chateado
Angry: não gostei

Como sabemos e já coloquei aqui no no blog, o EdgeRank é o algoritmo que define a relevância do conteúdo e impacta diretamente no alcance das postagens das páginas no Facebook e com estas interações todo o algorítimo deve ser modificado e novas métricas devem surgir.

Segundo informações coletadas no Facebook, as novas reações terão O MESMO peso que as curtidas atualmente, ou seja, no EdgeRank e nos anúncios, as reações serão contabilizadas como curtidas, lembrando que as reações atuais são separadas em (comentar, compartilhar e curtir) e cada uma delas possuem um peso diferente.

O Facebook está testando as Reações, uma extensão do botão ‘Curtir’, desenhadas para dar às pessoas mais formas de compartilhar seus sentimentos de uma forma rápida e simples, só fico na dúvida se isso não vai diminuir os comentários nos posts, algo que deve ser levado em consideração.

Vamos acompanhar e torcer que chegue logo a todos os usuários. As novidades do Facebook são liberadas para pequenos grupos para testarem em campo e somente depois são liberadas para todos.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Exposição 'As Cinzas da Quarta' chega a Guararema (SP)

Itinerância estará em cartaz, de 3 a 28/2, na Estação Literária Professora Maria de Lourdes Évora Camargo; a visitação é gratuita


Às vésperas do Carnaval, a cidade de Guararema (SP) recebe, a partir de 3 de fevereiro (quarta-feira), a exposição “As Cinzas de Quarta”, de Gabriel Quintão. Realizada pelo Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância ligada à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com o Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) e a Prefeitura, a mostra será exibida na Estação Literária Professora Maria de Lourdes Évora Camargo, no Centro.

Captadas em um terreno da zona norte de São Paulo, onde as escolas de samba abandonam suas criações depois do desfile, as fotografias incentivam uma comparação entre a alegria do Carnaval e a vida real das pessoas que fazem o espetáculo acontecer. As imagens buscam retratar a fragilidade da felicidade da festa e, sobretudo, o esforço dos foliões em sustentar algo nascido pra morrer após 80 minutos de uso. A série aborda os itens usados nos desfiles que representaram vida no sambódromo, que se decompõem em meio a outras sobras do último desfile.

A exposição é abertaàcomunidade e gratuita. Até o dia 28/2, estará em cartaz de terça a sexta-feira, das 9h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. A Estação Literária Professora Maria de Lourdes Évora Camargo fica à Rua 19 de setembro, n° 233, no Centro. Outras informações pelo telefone (11)4695-3871 ou no site www.sisemsp.org.br.

Sobre o artista

Gabriel Quintão nasceu em 1984 em Araraquara (SP), onde se formou em jornalismo pelo Centro Universitário de Araraquara. Em 2006 começou a fazer seus primeiros trabalhos fotográficos, quando começou a se afastar da direção de arte e se aproximar da foto. Em 2010 mudou-se para São Paulo para estudar fotografia na Escola Panamericana de Artes e atualmente atua na capital como fotógrafo freelancer.

Sistema Estadual de Museus

O Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) congrega e articula os museus do Estado de São Paulo, com o objetivo de promover a qualificação e o fortalecimento institucional em favor da preservação, pesquisa e difusão do acervo museológico paulista. Em mapeamento realizado em 2010, foram listadas 415 instituições museológicas, públicas e privadas, em 190 municípios paulistas. O SISEM-SP se estrutura em torno das premissas de parceria e responsabilidade compartilhada, em que as ações previstas para cada região são concebidas levando-se em conta o contexto, as demandas e as potencialidades locais. É coordenado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo (UPPM/SEC), tendo como instância organizacional o Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus (GTC SISEM-SP). Para saber mais acesse: www.sisemsp.org.br

Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP)

O Museu da Imagem e do Som foi criado em 29 de maio de 1970, já vinculado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. O MIS, gerenciado por uma parceria público-privada entre a Organização Social de Cultura Paço das Artes e a Secretaria da Cultura do Estado de São paulo, tem sua atuação baseada em áreas pensadas para agir de forma coordenada e complementar. Em 2011, por meio de um novo planejamento, o museu passou a ser um espaço de encontro para a população paulista, onde a pluralidade na programação artística e a efervescência cultural prevalecem. Para saber mais acesse: www.mis-sp.org.br

Serviço:
Exposição "As Cinzas da Quarta"
Período: de 3 a 28/2/2016
Local: Estação Literária Professora Maria de Lourdes Évora Camargo (Rua 19 de setembro, n° 233, Centro – Guararema/SP)
Horário: terça a sexta-feira, das 9h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Informações: (11)4695-3871
Entrada: gratuita

Conheça dicas para curtir o Carnaval sem sofrer no dia seguinte

Evitar excessos e hidratar o organismo são fundamentais para não perder a diversão

O Carnaval é uma das épocas mais aguardadas do ano pelos brasileiros e, para a maioria, o feriado é sinônimo de agito, badalação, muita festa, bloquinhos de rua e, consequentemente, poucas horas de sono, má alimentação e excessos. Pensando nisso, Engov – analgésico indicado para o tratamento de cefaleias, sensação de enjoo e náusea – e Epocler – medicamento indicado para o tratamento de distúrbios hepáticos – apresentam quatro dicas para ajudar os foliões a curtirem o carnaval da melhor forma.

Invista na água!

A palavra-chave para curtir o Carnaval é muita hidratação. Beber água é importante para evitar aquele mal estar do dia seguinte. Alguns excessos de alimentação e bebidas podem desidratar o corpo e deixá-lo debilitado. Por isso, o ideal é ingerir uma quantidade razoável de água durante as festas para não ser surpreendido por aquela dor de cabeça incômoda na manhã seguinte.

Tenha uma alimentação equilibrada

Outro cuidado importante para curtir o Carnaval sem neura e sem problemas é uma alimentação balanceada e leve. A falta de nutrientes pode deixar as pessoas fracas e sem energia para aguentar todos os dias de festa e, se a alimentação for muito pesada, a folia pode trazer mal-estar. Por isso, carregue sempre um lanchinho saudável e frutas na bolsa.

Cuidado com a ingestão de bebidas diuréticas

Bebidas alcoólicas e alguns refrigerantes ricos em cafeína atuam como diuréticos no organismo, levando a desidratação. A ingestão desse tipo de bebida deve ser moderada, pois os exageros poderão deixar o corpo debilitado para o dia seguinte e até mesmo irritar o sistema urinário.

O dia seguinte...

Os excessos podem ser sentidos no dia seguinte. Para melhorar rapidamente invista em algumas dicas que poderiam ter evitado os sintomas como hidratação e alimentação equilibrada, além claro de uma boa noite de sono.


Oferecimento: 





*Engov pode ser encontrado em strips de alumínio com seis comprimidos. É um medicamento isento de prescrição médica, por isso pode ser adquirido diretamente com o farmacêutico. É importante ler atentamente à bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

MS: 1.7817.0093.

*Epocler. MS 1.7817.0079 Indicações: no tratamento de distúrbios metabólicos hepáticos. Jan/2016.SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.