ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

domingo, 13 de dezembro de 2015

TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS VIRA TEMA DE DISCUSSÃO

Programa Recomeço firma parceria internacional para troca de experiências sobre atendimento aos dependentes químicos

Parceria com a Federação Latino Americana de Comunidades Terapêuticas tem como objetivo aprimorar os conhecimentos dos profissionais que atuam em parceria com o Programa Recomeço – Uma Vida sem Drogas

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e a Federação Latino Americana de Comunidades Terapêuticas (FLACT) assinaram um Protocolo de Intenções nesta sexta-feira (11/12). O objetivo da parceria é qualificar a gestão das Comunidades Terapêuticas e aprimorar os conhecimentos dos
profissionais que atuam em parceria com o Programa Recomeço – Uma Vida sem Drogas.

A Federação é uma organização reconhecida internacionalmente, líder no tratamento e reabilitação de pessoas afetadas pelo uso de substâncias psicoativas. Tem a expertise na qualificação dos serviços ofertados por estas entidades e desenvolve trabalhos em países como Argentina, Bolívia,
Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru, Uruguai, Paraguai, entre outros.

Pela Secretaria de Desenvolvimento Social, o Programa Recomeço mantém convênios com 41 comunidades Terapêuticas totalizando 983 vagas de acolhimento social. As Comunidades Terapêuticas são equipamentos diferenciados com características fundamentais e sensíveis para o
acolhimento de usuários de substâncias psicoativas que precisam passar por um processo de recuperação em um espaço protetivo.

Os cursos, seguindo a metodologia da FLACT, serão aplicados pela Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT) também parceira do Programa Recomeço.

Assinam o Protocolo de Intenções, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, e o Presidente da Federação Latino-americana de Comunidades Terapêuticas- FLACT, Fabian Chiosso.

Sobre o Programa Recomeço

O Programa Recomeço de enfrentamento ao crack, ação do Governo do Estado de São Paulo, promove ações preventivas do uso indevido de substâncias psicoativas, e o controle e requalificação de territórios degradados em virtude das cenas de uso. Também oferece acesso à justiça e à cidadania,
apoio socioassistencial e tratamento médico aos dependentes de substâncias psicoativas, suas famílias e comunidade.

Tem o objetivo de proporcionar condições para uma vida saudável e digna à população do Estado de São Paulo e auxiliar os dependentes de substâncias psicoativas, seus familiares e comunidade a trilharem da melhor maneira possível o caminho para a recuperação e ao retorno a uma vida plena.

A ação intersetorial conta com a participação das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Social, de Saúde, de Justiça e Defesa da Cidadania, Educação e Segurança Pública. A coordenação executiva é da Secretaria de Desenvolvimento Social.