ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Campanhas contribuem para aumento de 30% nas doações de sangue

Para driblar os meses mais críticos de doação, hemocentros adotam iniciativas para atrair voluntários;


Todo mundo sabe, ou deveria saber: doar sangue é rápido, simples, seguro e salva vidas. Mas, na correria do dia-a-dia, esse ato de solidariedade pode acabar esquecido. Com o intuito de impulsionar as doações, principalmente nas épocas do ano que tradicionalmente já existem menos voluntários, os hemocentros têm recorrido a campanhas para atrair e recrutar doadores.

Como foi o caso da Pró-Sangue, que entre junho e julho de 2015 registrou um aumento de 30% nas doações, em relação ao mesmo período de 2014. Esse índice se deu por conta do conjunto de ações adotadas pela Fundação, como a intensificação na convocação de doadores por telefone, e-mail e SMS e envio de 30 mil malas diretas – medidas que são adotadas sempre que o hemocentro tem baixa em volume de estoque. Mas o que chamou a atenção em 2015, foram as novas e criativas campanhas de marketing, como a inusitada DOA-SE, uma iniciativa espontânea da sociedade civil que atraiu a atenção da população Brasil afora.

Cansados de ver amigos divulgando nas redes sociais pedidos de doação de sangue para ajudar algum conhecido, os publicitários Vinicius Sakamoto e Mateus Oliveira, criaram a campanha DOA-SE (www.doasesangue.com.br). Nela, cidadãos comuns foram convidados a colocar aquela conhecida placa de ‘VENDE-SE’ em seus carros, mas desta vez com a palavra ‘DOA-SE’.

Ao chegar mais perto da placa, era possível entender que se tratava de um incentivo à campanha de doação de sangue, com contatos de hemocentros e hospitais além da frase ‘Doar sangue não chama tanto a atenção, mas ajuda muito mais. Entre nessa campanha. Ligue agora e agende sua doação’. “O grande desafio foi gerar engajamento das pessoas, fosse para doar sangue ou apenas colaborando colando a placa no carro” explica Vinicius Sakamoto, um dos idealizadores da campanha.

Passado quase dois meses da campanha no ar os publicitários comemoram os resultados “O mais interessante foi ver como a sociedade se mobiliza por causas importantes. Criamos a campanha com o intuito de ajudar, porém não imaginávamos quanto apoio receberíamos de todas as partes do Brasil. Tivemos mais de 7 mil acessos nos dois meses da campanha e quase 6 mil downloads de placas” - conta Mateus Oliveira, também criador da campanha.

“Além dessa nova ação, outras campanhas como ‘Junho Vermelho’, ‘Projeto Mundo Melhor’, ‘Motociclista Sangue Bom’, ‘Projeto Vida Por Vidas’ e ‘Maria Sangue Bom’ contribuíram para o aumento de doadores, gerando melhor distribuição no estoque de sangue e hemoderivados aos hospitais abastecidos”, explica Doris Sandoval Lavorat, gestora da comunicação corporativa da Fundação Pró-Sangue. Segundo a Fundação Pró-Sangue, menos de 2% da população brasileira é doadora, o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que esse percentual fiquei entre 5% e 6%.

Meses críticos

Historicamente junho e julho são os meses com menos doação, cerca de 30% menos em relação as demais, segundo dados da Fundação Pró-Sangue, ligada à Secretaria Estadual da Saúde. O problema pode ainda ser agravado por conta da epidemia de Dengue, que já vem comprometendo alguns estoques. Isso porque cada doação de sangue recebida é dividida em três bolsas diferentes: plaquetas, hemácias e plasma. São as plaquetas as grandes responsáveis por ajudar quem sofre com a dengue hemorrágica, mas é preciso uma bolsa para cada 10 quilos do peso da pessoa e esse processo pode ser repetido durante vários dias.

Vídeo:


Perigo: choques elétricos dentro de casa mataram três vezes mais que os atropelamentos nas Marginais


No Brasil foram registradas 180 mortes provocadas por problemas em instalações elétricas dentro de casa em 2014, contra 55 nas marginais. No total, choques causaram a morte de 627 pessoas em todo o país, 69 delas crianças e jovens até 15 anos

A Prefeitura de São Paulo reduziu a velocidade máxima nas marginais Tietê e Pinheiros em razão do alto número de atropelamentos nas vias: foram 96 nas marginais, com 55 mortes. De maneira geral, no entanto, as prefeituras brasileiras têm ignorado outro problema presente no dia a dia que provoca um número ainda maior de acidentes fatais: os problemas com instalações elétricas.

Em 2014, segundo estudo apresentado pela Abracopel – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, foram 627 acidentes fatais provocados por choques elétricos no país. Desse total, 180 mortes aconteceram dentro de casa, 79 em estabelecimentos de comércio de pequeno porte e 4 em escolas, entre outros locais. As causas são variadas: problemas com tomadas e extensões, cercas eletrificadas, eletrodomésticos e até chuveiros elétricos.

Segundo Edson Martinho, diretor executivo da Abracopel, o número de acidentes representa um crescimento de 17% em relação a 2013, primeiro ano em que a entidade fez um estudo mais profundo sobre a natureza dos acidentes. Antes, era divulgado apenas o número de total de mortes, sem detalhes sobre os acidentes. O número de acidentes fatais também aumentou: 6%. “A maioria das pessoas não acredita que as instalações elétricas dentro de casa oferecem um risco tão grande. O grande problema é a falta de conhecimento sobre os riscos da eletricidade. As pessoas acham que o máximo que vai acontecer é que elas vão tomar um choquezinho, mas a verdade é que pode haver um risco grande de óbito também nos acidentes envolvendo instalações de baixa tensão”, afirma Edson.

A região que apresenta o maior número de acidentes fatais foi o Nordeste, com 266 ocorrências. A região Sudeste teve 123 óbitos, 56 deles no estado de São Paulo. Em relação aos profissionais atingidos, o número de pedreiros, pintores e ajudantes supera o de eletricistas: 31 contra 29. A faixa etária mais atingida é de pessoas com idade entre 31 e 40 anos, com 166 ocorrências. As crianças também sofrem com os problemas nas instalações elétricas: foram 69 casos fatais em pessoas de 0 a 15 anos.



DICAS PARA A POPULAÇÃO EVITAR ESSES PROBLEMAS

Para evitar problemas com as instalações elétricas, o Procobre - Instituto Brasileiro do Cobre, criou o programa ‘Casa Segura’, que dá dicas de como manter suas instalações elétricas de maneira correta. A seguir, algumas delas:

:: Manutenção

A rede elétrica interna deve passar por manutenção a cada dois anos. Peça para profissionais qualificados fazerem a inspeção. Muitas vezes, durante a construção da casa ou obras, ou mesmo com o passar do tempo, o isolamento dos cabos pode ser danificado, o que é um risco grande.

:: Fios e tomadas

Cuidado com fios e tomadas, principalmente se houver crianças na casa. Verifique se os fios estão bem isolados e tampe as tomadas com protetores encontrados em lojas de decoração e materiais de construção.

:: Chuveiro elétrico

Nunca ajuste a temperatura do chuveiro com ele ligado. Desligue a fonte para isso, pois o banheiro é uma área de muita umidade, o que não combina com energia elétrica.

:: Geladeira

Geladeira ou qualquer equipamento que esteja dando pequenos choques, mesmo aqueles quase imperceptíveis, precisam ser trocados. Esses objetos não podem ser doados ou, como muitas vezes ocorre, levados para a casa de praia, onde serão menos usados.

:: Secador de cabelo e chapinha

Esses equipamentos não devem ser usados no banheiro. Use-os no quarto ou em um local bem seco, mas nunca no banheiro. Não os use com o corpo ainda molhado, após sair do banho.

:: Trovoadas e raios

- Não toque em equipamentos que estejam ligados na tomada;

- Não use celulares ou pequenos dispositivos que estejam carregando;

- Saia de perto das janelas e portas;

- Não use o telefone fixo, pois ele também está ligado na rede. Use o celular, mas nunca com o carregador na tomada.

Sobre o Procobre

O Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre) é uma instituição sem fins lucrativos cuja missão é a promoção do uso do cobre, a fim de impulsionar a pesquisa e o desenvolvimento de novas aplicações e difundir sua contribuição ao melhoramento da qualidade de vida e ao progresso da sociedade. O Procobre faz parte da Internacional Copper Association (ICA), com sede em Nova Iorque, encarregada de liderar a promoção do cobre mundialmente.



Sobre a International Copper Association

A International Copper Association (ICA) difunde o conhecimento e uso de cobre comunicando os atributos únicos que tornam este elemento sustentável um colaborador essencial para a formação da vida, aos avanços na ciência e tecnologia e à melhoria da qualidade de vida em todo o mundo. Os 43 membros da ICA representam a maioria da produção mundial de cobre refinado e estão entre os maiores produtores de cobre, fabricantes e companhias de cabos e fios.



Para mais informações visite: www.procobre.org

www.youtube.com/procobre

Minuto Casa Segura - www.programacasasegura.org

https://www.facebook.com/programacasasegura

http://copperalliance.org/

quarta-feira, 22 de julho de 2015

O que muda com a nova Regra 85/95 na Aposentadoria? Direito na Prática - CHC Advocacia


Com o início da vigência da Medida Provisória nº 676/2015, publicada no diário oficial em 18/06, passaram a valer novas regras na concessão de benefícios da Previdência Social. A partir desta data, a concessão da aposentadoria por tempo de contribuição está submetida à chamada “Regra 85/95”. Mas afinal o que mudou com essa nova regra?
A fórmula 85/95 significa que o segurado precisa atingir um número mínimo de pontos, obtido a partir da soma da idade e o tempo de contribuição, para poder se aposentar com o valor integral do benefício. A mulher precisa somar 85 pontos e o homem 95.
Um exemplo para entender melhor:
Se na data da aposentadoria o segurado tiver, por exemplo, 58 anos de idade e 37 anos de contribuição, ele atingirá o total de 95 pontos e poderá se aposentar com provento integral.
Vale lembrar que ainda é exigido o tempo mínimo de contribuição de 30 anos para mulher e 35 anos homem. Além disso, os professores que se dedicaram exclusivamente ao ensino infantil, fundamental ou médio ganham 5 pontos na soma da idade e tempo de contribuição.
Basicamente, a mudança consiste na não aplicação da fórmula matemática, conhecida como fator previdenciário, na aposentadoria por tempo de contribuição. Este fator criado em 99, ainda no governo FHC, possui o objetivo de reduzir o benefício de quem se aposenta antes da idade mínima (60 anos mulher e 65 homem) de forma a incentivar o trabalhador a contribuir para a previdência por mais tempo.
A presidente Dilma vetou o fim da incidência do fator previdenciário no cálculo da aposentadoria, mas de forma alternativa manteve Fórmula 85/95 com progressividade. O fator previdenciário continuará sendo aplicado quando o segurado possui tempo mínimo de contribuição, mas não atingiu a idade mínima. A introdução da progressividade implica aumento do número de pontos, que evoluem a partir do ano de 2017 até 2022. A progressividade acontecerá da seguinte forma:
O que muda com a nova Regra 8595 na Aposentadoria
Ao longo dos próximos 7 anos, a pontuação irá aumentar gradativamente até chegar em 2022 com a fórmula 90/100, ou seja, a partir de 2017 a pontuação mínima aumenta 1 ponto.
Segundo o atual governo, a progressão no cálculo da aposentadoria permite o acompanhamento da transição demográfica no Brasil, pois o aumento da expectativa de vida e de sobrevida da população gera a necessidade de mudanças na legislação previdenciária.
Vale lembrar que a nova regra vale apenas para a aposentadoria por tempo de contribuição na hipótese de requerimento de benefício pelo valor integral. No entanto, se o segurado pretende se aposentar antes de completar a soma de pontos exigidos, ele poderá requerer o benefício, mas neste caso a fator previdenciário será aplicado, importando em possível redução do benefício.
A fórmula 85/95 é uma regra temporária, uma vez que a solução definitiva ainda está sendo discutida em fórum de debates fomentando por representantes do governo, dos empregadores, empregados, aposentados e pensionistas e ainda poderá ser alterada no Congresso Nacional.
Importante ressaltar que a nova regra não atinge as aposentadorias já concedidas e também não cabe pedido de revisão do cálculo da aposentadoria com base na atual fórmula, se já houve recebimento do benefício.
Para aprender mais com o DIREITO NA PRÁTICA inscreva-se no nosso canal do YouTube.
Patrícia Moura Monteiro

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Especialista mostra como cortar “ervas daninhas” e manter apenas relacionamentos saudáveis


A todo o momento estamos criando novos relacionamentos, sejam eles para nossa vida pessoal ou profissional. E assim como afetamos as pessoas ao nosso redor, também somos afetados por elas. Por isso, é preciso se atentar à qualidade dessas relações, ressalta a coach Bibianna Teodori.

“A mente humana assimila partes do caráter dos outros e, infelizmente, se acostuma mesmo os comportamentos negativos”, diz.

Especialista em desenvolvimento humano, Bibianna lembra que nos tornamos uma mistura das pessoas com as quais convivemos. Assim devemos estar rodeados somente de quem proporciona coisas positivas e bem-estar.

“Se você mantém contato com pessoas que se queixam sempre, falam mal dos outros, são sempre vítimas e culpam a todos, menos a elas mesmas, está na hora de selecionar melhor seus relacionamentos. Seja seletivo e aproxime-se de pessoas que assumam suas próprias responsabilidades, no trabalho ou em relações pessoais.”

Cuide de seu jardim

A coach explica que o ideal é atuar como um jardineiro que cuida do próprio jardim. “Corte as ervas daninhas e elimine relacionamentos que são deprimentes. Se não cortar totalmente o vínculo, diminua o tempo de exposição.”

Um exercício prático ensinado por Bibianna pode auxiliar no processo de seleção. Siga os passos abaixo:

1) Pense nas pessoas com as quais você mantém contato.
2) Visualize o rosto de cada uma e analise as sensações que aparecem.
3) Em seguida, observe se a impressão deixada é positiva ou negativa.
4) Se a pessoa te traz uma sensação boa, escreva o nome dela à direita – em caso negativo, coloque o nome à esquerda.

“Mesmo se for para cortar metade de sua atual turma de amigos ou reduzir drasticamente o convívio com algumas pessoas, faça isso. Assim você conseguirá relacionamentos mais positivos para sua vida pessoal e carreira”, finaliza a coach.

Sobre Bibianna Teodori

É Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de "Coaching na Prática - Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”.

Possui larga experiência organizacional e trabalhou por mais de 20 anos como executiva de empresas italianas nas áreas de RH, gestão de mudanças, venda & marketing, unindo competências de liderança e transformação pessoal para aumento de desempenho.

Além da formação na Sociedade Brasileira de Coaching, com certificação pela BCI Behavioral Coaching Institute e pelo ICC International Coaching Council, fez Soul Coaching pela Denise Linn. Tem ainda certificações em Assessments Training (Disc - Motivadores - Axiologia - Valores - Psicologia Positiva), Assessment Traninig (Success Tools), Assessment Training (Universidade Quantum) e especializações em coaching de liderança e aplicado a vendas. É também palestrante internacional.

www.bibiannateodoricoach.com.br

domingo, 12 de julho de 2015

DIETA DO CHOCOLATE AMARGO PODE SER EFICAZ

Foi publicado na Folha de São Paulo os resultados de uma pesquisa sobre os efeitos do chocolate no corpo humano.

Os resultados apontaram que o doce agora denominado de superalimento possui propriedades antioxidantes e capazes de reduzir a pressão arterial, doenças cardiovasculares, peso e aumentar a inteligência. A escolha entre os tipos de chocolate é que faz a diferença:

- CHOCOLATE AMARGO: 6g de chocolate amargo por dia ajuda a controlar a pressão arterial.
A pesquisa foi realizada na Alemanha com 44 voluntários que conseguiram controlar a pressão arterial após 18 semanas ingerindo a substância. Além disso auxilia no controle de ingestão de 15% de calorias a menos, porque a manteiga de cacau demora mais tempo para ser digerida. Para os que possuem colesterol ruim alto, podem reduzir com a ingestão de 100 g diariamente e com apenas 40g a 80g ajuda a terão as compulsões diminuídas.


sábado, 11 de julho de 2015

Novidades e atrações inéditas surpreenderão os visitantes do 14º Expo Moto Show de São Pedro



Um dos maiores encontros de motociclistas do país contará com uma estrutura moderna para receber mais de 20 mil visitantes durante três dias. Globo da Morte inédito no Brasil apresentará números de tirar o fôlego do público

O Encontro Nacional de Motociclistas de São Pedro (SP) já se consolidou entre um dos maiores e mais tradicionais eventos de motociclismo e turismo de aventura no País. Em sua 14º edição, a festividade trará novidades que deverão atrair visitantes de nove estados do Brasil que já confirmaram presença, entre eles dois casais que sairão de Recife/PE e outro de São Leopoldo/RS, que rodarão juntos mais de 7,5 mil quilômetros. Durante três dias, 17, 18 e 19 de julho, os participantes embarcarão em uma mega estrutura, com direito a apresentações de 12 bandas de rock, exposições, feira de equipamentos e artefatos para motocicletas e muita diversão.

Com um espaço bem distribuído, o local receberá uma praça de alimentação coberta, vestiários, lojas especializadas, área de camping com segurança, monitoramento do local por 24 horas, vestiários, exposição de artesanato, missa do motociclista, espaço kids e espaço da mulher. O Expo Moto Show de São Pedro ainda terá as grandes marcas expondo as novidades e lançamentos de motos do mercado e mais dois ginásios cobertos com chuveiros para camping.

Para aqueles que gostam de adrenalina, o encontro promete grandes emoções. Pela primeira vez no país, um globo da morte que se separa em duas partes durante o show, com motos rodando na parte de cima e de baixo simultaneamente se apresentando no local, mostrando um número incrível que mistura habilidade e muita coragem. Com relação as apresentações musicais, o evento contará com a apresentação das bandas: Iron Maiden Cover, Guns “N Roses Cover, Creedence Cover, Legião Urbana Cover, Tim Maia Cover, Elvis Presley Cover, Mamonas Assassinas Cover, Banda Maverick, Banda Nacontramão, Artt Rock, Banda Clip e Gleison Tulio.

O evento começa na sexta (17), a partir das 18h. No sábado (18) e no domingo (19) a festa começa às 10h. O encontro será no Ginásio Bordadão, que fica próximo à entrada de São Pedro, na frente do Hotel São João. A entrada para o evento custa R$ 10,00 mais 1 Kg de alimento ou R$ 15,00 sem a doação, válido para os três dias de evento, incluído o café da manhã para quem acampar. Mais informações pelo telefone 19-99212 4269 ou no site: www.expomotoshow.com

Trupe põe no palco a realidade dos meninos de rua

MENINOS DA GUERRA inspira-se nas vivências de adolescentes da periferia do Distrito Federal, atores do espetáculo

No momento em que o debate sobre a redução da idade penal inflama Câmara e Senado e divide a opinião de especialistas e cidadãos, uma trupe brasiliense estende a polêmica ao palco e nele encena a realidade vivida por meninos de rua. No elenco de MENINOS DA GUERRAestão adolescentes hoje recolhidos em abrigos da Ceilândia-DF, junto com atores profissionais. A estreia será em 24 de julho, no Teatro Newton Rossi do SESC-Ceilândia, e em 4 de agosto, no Teatro Garagem do SESC 913Sul, em Brasília.

O público vai assistir a ruptura do front que separa desamparados e privilegiados, em dramaturgia construída para cenas que retratam as vivências marginais dos garotos. MENINOS DA GUERRA é uma produção associada das companhias de Teatro La Casa Incierta e Celeiro das Antas e da Associação Cultural Intermedia Caliandra − Cinema. O projeto é patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF).

O espetáculo tem direção de Carlos Laredo (La Casa Incierta) e co-direção de José Regino (Celeiro das Antas); assistência de direção e atuação da mestranda em Artes Cênicas pela UnB Lívia Fernandez; dramaturgia e encenação de Carlos Laredo; e produção e atuação da atriz Clarice Cardell (La Casa Incierta). A trilha sonora é assinada pelo rapper brasiliense Gog, com produção musical de Higo Melo.



GÊNESE − O projeto nasceu em abril do ano passado, sugerido pela promotora da Infância e da Adolescência, Luiza de Marillac. A ideia de poder trabalhar cenicamente com meninos que vivem o vazio entre a rua e os abrigos foi de imediato acolhida pelo casal, que convidou o também diretor teatral José Regino e este chamou Lívia Fernandez. Mestranda pela UnB que desenvolvia pela Secretaria de Segurança Pública um projeto de teatro com essa população desde 2013, voltado à sua dissertação em artes cênicas, Lívia seria a pessoa certa para abrir os caminhos nos abrigos e, depois, para assumir a assistência de direção.

Formou-se o quarteto, o projeto foi proposto ao FAC-DF e aprovado um ano depois, ou seja, em março, quando a trupe passou a percorrer os abrigos e orfanatos das redondezas de Brasília, conhecendo os garotos, se inteirando de suas realidades e iniciando uma corajosa e paciente experiência com cerca de 15 possíveis para viver seus próprios dramas ou os de seus colegas no palco. "Nunca se sabia se voltariam ao ensaio no dia seguinte, e de fato, perdemos talentos nessa caminhada", conta Laredo. "Alguns por estarem sendo perseguidos por gangues; outros, desaparecidos, talvez mortos, porque não tivemos mais notícias", completa Clarice.

A construção da conquista de confiança e de uma disciplina de trabalho − que não envolvia só os garotos, mas também os cuidadores dos abrigos −foi lenta e persistente. Três meses depois, percebe-se neles uma mudança significativa de interesse e comportamento, estão mais integrados e seguros de si. "Todos portam fardos de sofrimento extremo, que nem eu nem você conseguiríamos sustentar. E só precisam ser olhados sem medo, confiando em ver, ainda, tesouros de grandeza humana na inocência, na fragilidade e no entusiasmo que sobrevive. O que mudou foi o olhar, também deles para nós; isso estamos conseguindo", assegura Carlos Laredo.

O espetáculo será transmitido ao vivo diretamente do Teatro Sesc-Ceilândia, no dia 26 de julho, às 20h. Para assistir online acesse o site primeirainfancia.org.br . A transmissão será feita pela Comova. Página no Facebook: MENINOS DA GUERRA.


MENINOS DA GUERRA − Apresentações no Sesc-Ceilândia/Teatro Newton Rossi: dias 24, 25 e 26 de julho, às 20hs. No Sesc 913 Sul-Brasília/Teatro Garagem: 4, 5 e 6 de agosto, às 20h30. Transmissão online ao vivo pela Comova, no site primeirainfancia.org.br.

Comercialização: Governo reajusta preços mínimos das culturas de verão

Também foram corrigidos os valores de produtos regionais e extrativistas 

Brasília (9/7/2015) - Os preços mínimos das culturas de verão das safras 2015/2016 e 2016 que fazem parte da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) foram reajustados. A decisão foi tomada em reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) realizada em 25 de junho. A portaria com os valores foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (9).

O preço mínimo da soja, a nível nacional, aumentou 5,08%, de R$ 26,38 para R$ 27,72/saca de 60 quilos, para vigorar a partir de janeiro de 2016.

O preço do arroz longo fino em casca (agulhinha/irrigado), para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, teve aumento de 8,88%, de R$ R$ 27,25 para R$ 29,67/saca de 50 quilos. Para as regiões Sudeste e Nordeste e os estados do Paraná, de Mato Grosso do Sul e de Goiás, a elevação foi de 7,89%, passando de R$ 33 para R$ 35,60/saca de 60 quilos.

O arroz longo em casca (sequeiro) nas regiões Sudeste e Nordeste e nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás foram unificados aos da Região Norte e Mato Grosso.

A raiz, farinha, fécula e goma (polvilho) da mandioca tiveram variação entre 6,02% e 7%. Por exemplo, a tonelada da mandioca, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste saiu de R$ 170 para R$ 181,90. Para o Norte e Nordeste, de R$ 188 para R$ 201,16.

Os preços do feijão cores, preto e caupi sofreram redução entre 16% e 17,89%. Já o algodão em caroço, algodão em pluma, caroço de algodão, juta, malva, milho em grãos, milho de pipoca e sorgo mantiveram os mesmos valores da safra anterior.

Os produtos regionais (alho, borracha natural cultivada, cacau cultivada, cera de carnaúba, castanha de caju, casulo de seda, guaraná, laranja, leite, mamona, e sisal) e os produtos extrativistas (açaí, andiroba, babaçu, baru, borracha natural, cacau, carnaúba, castanha do Brasil, juçara, macaúba, mangaba, pequi, piaçava, pinhão e umbu) também tiveram elevação ou manutenção nos preços mínimos para a safra 2015/2016.

Os novos preços mínimos dos produtos agrícolas foram baseados nos custos médios variáveis elaborados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os recursos da PGPM são provenientes das Operações Oficiais de Crédito.

Dilma defende reforma do Conselho de Segurança da ONU e condena violação de direitos humanos


A presidenta Dilma Rousseff defendeu, nesta quinta-feira (9), que seja realizada uma reforma no Conselho de Segurança das Nações Unidas, acompanhando o pleito que tem sido feito por vários países nos últimos anos.“O Brasil acredita que um Conselho de Segurança da ONU reformado e ampliado será mais legítimo e eficaz no exercício da importante função de preservar a paz internacional e a segurança coletiva”, disse ela, durante sessão plenária dos chefes de Estado e de governo do sétimo encontro dos Brics, na Rússia.

A presidenta chamou a atenção para o fato de que o Brasil está comprometido em dar apoio e resguardo a milhões pessoas que buscam uma nova pátria, como os haitianos e outros migrantes vindos da América do Sul e da África.

Dilma discursou durante sessão plenária dos chefes de Estado e de governo na 7ª Cúpula do Brics, na Rússia. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Ela falou ainda sobre a situação do Oriente Médio, quando condenou veementemente “as graves violações aos direitos da humanidade em curso nessas regiões, em especial a perseguição a minorias étnicas e religiosas, as execuções sumárias, a violência sexual, o recrutamento de crianças e a destruição do patrimônio cultural”.

“No Oriente Médio e no Norte da África, são motivos de especial preocupação os conflitos na Síria, no Iraque, no Iêmen e na Líbia. A não resolução da questão israelo-palestina, segue também sendo fonte de instabilidade. Sabemos que intervenções militares, bloqueios, não foram e não serão capazes de resolver os problemas de segurança nessas regiões e nas outras regiões conflagradas. Pelo contrário, tendem a incentivar sectarismos de diferentes matizes, fragilizar as instituições estatais, alimentar a proliferação de armas nas mãos de atores não estatais”, afirmou Dilma.

Repúdio ao terrorismo
A presidenta Dilma reiterou o repúdio inequívoco do governo e do povo brasileiros ao terrorismo, de qualquer forma que ele se apresente, onde quer que ocorra, quaisquer que sejam seus atores e motivações.

“Esse mal deve ser combatido no marco do direito internacional. Deve ser reprimido. Precisamos também atuar, simultaneamente, preventivamente em suas causas estruturais. Nesta cúpula reiteramos o compromisso do Brics com o multilateralismo abrangente, transparente e representativo, que reflita as mudanças nas realidades de poder”, acrescentou.

Meio ambiente

Finalmente, Dilma reiterou que o Brasil está aberto a dialogar no Brics sobre outros temas estratégicos do século 21: governança da internet, crimes cibernéticos, migrações e o problema mundial das drogas.

“Além disso, neste ano, terá lugar a COP21, a Conferência do Clima 21, em Paris. Nós defendemos um acordo equilibrado e ambicioso que contemple as fontes alternativas e as fontes renováveis de energia, mas que garanta também o princípio tirado na Conferência do Rio, Rio+20, que diz: é possível crescer, incluir, conservar e proteger”, afirmou.

AGF: Governo autoriza compra de farinha e fécula de mandioca

Resolução foi aprovada em reunião do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos 


Brasília (9/7/2015) - O governo federal autorizou a aquisição de até 40 mil toneladas de farinha e fécula de mandioca nos estados em que a cotação de mercado esteja abaixo do preço mínimo. Essa operação foi aprovada em reunião do Conselho Interministerial de Estoques Públicos de Alimentos (Ciep), composto pelos ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Fazenda, do Desenvolvimento Agrário e da Casa Civil.

A medida, que será efetivada por meio de Aquisição do Governo Federal (AGF), poderá ser estendida a mais 40 mil toneladas desses produtos. O preço mínimo da farinha de mandioca está estipulado em R$ 0,83/kg e o da fécula de mandioca, em R$ 1,02/kg.

O objetivo da resolução do Ciep é garantir aos produtores rurais o nível de rentabilidade dado pelo preço mínimo, evitando que eles tenham que comercializar sua produção a preços que inviabilizem a atividade econômica.

Os interessados em fazer a operação de AGF deverão procurar as superintendências da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nos estados.


Doação de feijão

O governo autorizou a doação de até 45 mil toneladas de feijão dos estoques públicos para atender ações de combate a insegurança alimentar e nutricional.

O produto será disponibilizado nos armazéns da Conab, e os municípios interessados deverão apresentar proposta.

Os beneficiários diretos são órgãos, entidades e organizações que integram a rede socioassistencial do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

A retirada do produto dos locais de armazenagem será de responsabilidade dos municípios interessados.

Mairiporã é o palco da 3ª. Etapa da Copa Brasil de Downhill Individual‏

Competição promovida pela Confederação Brasileira de Mountain Bike reúne atletas brasileiros para descer a Pista do Saracura em menor tempo

Mairiporã, 09 de julho – Neste final de semana a Confederação Brasileira de Mountain Bike, CBMTB, promove a terceira etapa da Copa Brasil de Downhill Individual 2015. A pista do Saracura, em Mairiporã é o palco escolhido para o show que os pilotos prometem dar com suas bicicletas.

 A competição está na metade e contará com mais duas etapas, previstas para os meses de Agosto e Setembro.

Espera-se que 120 atletas de várias partes do Brasil e diferentes níveis técnicos devam chegar a Mairiporã neste sábado para descer a trilha com suas bicicletas em busca do menor tempo.

A pista é uma das mais apreciadas pelos atletas por sua inclinação e grau de dificuldade. Uma trilha natural, de vegetação densa, o que torna a pista bastante úmida, e conseqüentemente com muito barro, como os pilotos gostam.

“No último ano a cidade de Mairiporã recebeu a última etapa da Copa Brasil 2014, e o sucesso junto aos pilotos e o apoio da Prefeitura Municipal, foi motivo suficiente para repetirmos a dose em 2015”, conta Marcelo Coelho, presidente da Confederação Brasileira de Mountain Bike – CBMTB.

Gabriel Oliveira, piloto de Pindamonhangaba, é o favorito para este ano tendo vencido as duas primeiras etapas da Copa nos municípios de Camanducaia – MG, e São Vicente – SP, realizadas nos meses de maio e junho. Ele perdeu por uma diferença de 4,4 segundos no último ano, em Mairiporã, para Walace Miranda que completou a prova em 3 minutos e 36 segundos.

A prova vale pontos para o Ranking Nacional de Downhill da CBMTB, e os pilotos com melhor pontuação, por categoria, ao final da Copa, ganharão uma vaga na Descida das Escadas de Santos 2016, maior evento de Downhill Urbano do mundo, que será realizado em fevereiro no Monte Serrat, em Santos.

PROGRAMAÇÃO

Concentração e chegada: Estrada Armando Barbosa de Almeida, próximo à Estrada Municipal João Rosa de Miranda. (Trilha do Saracura)


Sábado, 11 de julho
09h00 - Início dos treinos
15h00 - Término do Treino Livre
15h30 – Qualify – não obrigatório.
18h00 – Encerramento das atividades.

Domingo, 12 de julho
09h00 – início dos treinos. Cada atleta terá direito a duas descidas.
11h00 - Final
13h00 - Premiação das categorias

A organização e supervisão do evento são da Confederação Brasileira de Mountain Bike - CBMTB, com realização da Time Marketing, apoio da Prefeitura de Mairiporã, DCycles, Eroika Caps, Mud no More RSD, Brutus, Jam Bikes e FOX.

QUADRINHOS INÉDITOS DO ZIRALDO ALERTAM PARA O CONSUMO CONSCIENTE DE ÁGUA E ENERGIA

Iniciativa faz parte de uma campanha nacional da Lojas Americanas e Americanas.com para promover o uso responsável dos recursos naturais

Gibis inéditos da Turma do Pererê, assinados pelo cartunista Ziraldo, estão circulando em todo o país, gratuitamente, nos folhetos publicitários da Lojas Americanas. A iniciativa faz parte da campanha “Consumo Consciente”, promovida pela Lojas Americanas e Americanas.com, e visa alertar a população sobre o uso responsável de água e energia. A ação tem alcançado cerca de nove milhões de pessoas por meio das lojas físicas de todo o país e pelas redes sociais das marcas.

Nesta sexta-feira, dia 10, a Lojas Americanas lança a terceira história em quadrinho chamada “Missão Secreta”. Os clientes que visitaram as lojas desde o dia 26 de junho, já conheceram os gibis “Sobrevivência” e “Barbaridade”, que tratam sobre o cuidado com o meio ambiente e a necessidade de economia de água, respectivamente. Os desenhos ganharam ainda versões animadas que podem ser vistas nas páginas da Lojas Americanas e da Americanas.com no Facebook.

A campanha integra as iniciativas de sustentabilidade das Companhias e reforça o seu posicionamento ético e responsável. Em função da campanha, os gestores de todas as lojas, centros de distribuição e escritórios administrativos estão sendo motivados a revisar os processos internos para reduzir o uso dos recursos naturais.

Segundo a ONU, até 2050, mais de 45% da população mundial podem não ter acesso à água potável. A estratégia adotada pelas Companhias é uma demonstração prática do alinhamento da Política de Sustentabilidade Corporativa com os dois princípios de proteção ambiental do Pacto Global — o qual as companhias aderiram em 2013 — de apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais e promover a responsabilidade ambiental, encorajando diversos stakeholders para adoção de novas práticas.


sexta-feira, 10 de julho de 2015

Lei das Domésticas - o que já vale e o que ainda entrará em vigor

A Lei das Domésticas já está em vigor em todo o país, contudo, muitas dúvidas já surgem em relação a situação desses trabalhadores, principalmente referente ao que já está valendo e o que ainda há algum período para adequação dos empregadores.

"Por mais que a Lei já estivesse com algumas normas em vido há um longo tempo, muitos pontos ainda eram obscuros e só foram elucidados com a sanção presidencial. Assim, esses pontos tem um prazo para entrar em vigor, que será a partir de outubro, assim é importante se atualizar", alerta o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos.

Para melhor entendimento dos empregadores a Confirp detalhou melhor o que já vale e o que valerá em outubro.

Está em vigor:
Empregados que trabalhem das 22h as 05h terão direito a Adicional Noturno;
O empregador terá a obrigação de controle de ponto de seu empregado;
Caso o empregado tenha que viajar a trabalho ele terá direito a Adicional de Viagem;
Caso o empregado tenha 40 horas adicionais no mês terá que ser pago em forma de horas-extras e caso opte em estabelecer um banco de horas, as que ultrapassarem 4h mensais poderão ser compensadas no período de 1 ano;
Proibição de contratação de menores de 18 anos.


Com essas novas obrigações, é imprescindível que o empregador passe a controlar a jornada de seu empregado, seja através de livro de ponto, registro eletrônico ou cartão de ponto (chapeira).

Entrará em vigor a partir de outubro.

Redução do INSS de 12% para 8% do empregador, mantendo o desconto do empregado conforme tabela do INSS;
Obrigatoriedade do Recolhimento do FGTS de 8%;
Seguro Acidente de Trabalho de 0,8%;
Antecipação da Multa de 40% do FGTS em 3,2% ao mês, onde o empregado terá direito a sacar caso seja dispensado, caso ele solicite seu desligamento o empregador terá direito a devolução valor depositado;
Seguro Desemprego de no máximo 3 meses no valor de 1Salário mínimo;
Salário Família;
Pagamento de todos os impostos em uma única guia (guia do Simples Doméstico).


Saiba mais sobre a Lei das Domésticas:

O que muda com a Lei das Domésticas
A pessoa física que contratar trabalhador para prestação de serviço em sua residência de forma contínua e de finalidade não lucrativa à pessoa ou família, será configurado "empregador doméstico" e por sua vez, deverá registrar seu empregado, uma vez que prestado o serviço de forma contínua a este mesmo empregador configurará o vínculo empregatício.

É orientado que seja celebrado o contrato de trabalho, podendo o empregador inclusive optar pelo contrato de experiência que terá validade máxima de 90 (noventa) dias, para avaliar o seu contratado. Neste contrato deverá constar os dados do empregador doméstico (nome completo, CPF e endereço), do empregado doméstico(nome completo, CTPS/Série, endereço, função, data de admissão, horário de trabalho, não pode ser superior a 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro horas) semanais, dias de trabalho de trabalho e salário).

Além do contrato, é obrigatório o registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS, desde o primeiro dia de trabalho, mesmo que esteja no período de experiência, informando na página "contrato de trabalho" os dados do empregador doméstico (patrão), data de admissão, função, valor e forma de pagamento (mensal/hora), cabendo ao patrão ao final do preenchimento opor sua assinatura na CTPS e devolve-la ao empregado doméstico no prazo de 48 horas. Havendo contrato de experiência, na página de anotações gerais devera constar esta informação, informando ainda o prazo final da experiência.

Também é necessário obter o número do NIT (Número de Identificação do Trabalhador) ou PIS para que seja possível o recolhimento do INSS deste empregado doméstico. Não tendo nenhuma destas inscrições, o empregado doméstico poderá cadastrar-se pelo site da Previdência Social - www.mpas.gov.br, pelo telefone 135 ou em uma Agência da Previdência Social.

Punição para quem não registrar


Os empregadores domésticos terão a possibilidade de pagamento de multa em caso de infração, essas equiparam-se as previstas na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Assim, quem não registrar em carteira a contratação terá de pagar multa de R$ 402,53 (378,28 UFIR´S), por funcionário não registrado. A justiça do trabalho, poderá dobrar o valor da multa julgando o grau de omissão do empregador, como no caso a falta de anotações relevantes, tais como Data de Admissão e Remuneração na CTPS do empregado. A elevação da multa, no entanto, poderá ser reduzida caso o empregador reconheça voluntariamente o tempo de serviço e regularize a situação do seu empregado - uma forma de estimular a formalização.

Sobre o Confirp em Casa

O Confirp em Casa supri toda a esta demanda gerada pela Lei das Domésticas, bem como atende aos requisitos do eSocial. Isso porque a lei traz uma série de dificuldades para os contratantes, sendo necessário o constante acompanhamento às modificações que estão ocorrendo, sob pena de ficarem expostos a penalidades e contingências trabalhistas.

STAR WARS: O DESPERTAR DA FORÇA ESTRÉIA DIA 17 DE DEZEMBRO NOS CINEMAS



Fãs na San Diego Comic-Con foram brindados com um material especial dos bastidores de Star Wars: O Despertar da Força pelo diretor J.J. Abrams, a produtora e Presidente da Lucasfilm Kathleen Kennedy, e o roteirista Lawrence Kasdan. No palco, os cineastas estavam acompanhados pelo elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Adam piloto, Oscar Isaac, Domhnall Gleeson, Gwendoline Christie, Mark Hamill, Carrie Fisher e Harrison Ford, para a surpresa e alegria dos fãs.

No final da apresentação, os mais de 6.000 fãs foram convidados a continuar a festa com o elenco e os realizadores do painel em um Concerto de Star Wars surpresa. A sinfônica de San Diego apresentou a música clássica de Star Wars, de John Williams no Embarcadero Marina Park South.


Star Wars: O Despertar da Força estreia 17 de dezembro nos cinemas.