ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Vendas de tabaco de SC e PR para China podem ser autorizadas este ano

Resultados das análises laboratoriais desses dois estados são similares aos do Rio Grande do Sul, que já exporta para o país asiático

 Brasília (26/09/2012) - O Governo brasileiro tem a expectativa de serem aprovadas ainda este ano as exportações de tabaco produzido nos estados de Santa Catarina e Paraná para a China. A informação foi dada pelo diretor do Departamento de Sanidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Cósam Coutinho, durante reunião da Câmara Setorial do Tabaco, que se reuniu nesta quarta-feira, 26 de setembro, no auditório menor do Mapa.

 De acordo com Coutinho, os resultados das análises laboratoriais desses dois estados são similares aos do Rio Grande do Sul, que já exporta para o país asiático. “A China está interessada nas folhas de tabaco da região Sul. Caso seja enviada uma missão de autoridades sanitárias daquele País à região em 2012, provavelmente ainda este ano os estados de Santa Catarina e Paraná já sejam autorizados a exportar o produto”, afirmou.

 O objetivo da missão é auditar o processo de cultivo, armazenamento e transporte, assim como avaliar, conjuntamente com técnicos do Mapa, os resultados de monitoramento e análise das folhas de tabaco produzidas nesses estados. Após a vinda das autoridades chinesas ao Brasil, a expectativa é de que seja assinado um protocolo para autorizar as exportações.

 Esse documento seria o reconhecimento oficial de que as duas unidades da federação são livres da praga quarentenária Peronospora tabacina, que é o fungo causador da doença denominada mofo azul do tabaco. Recentemente, dois estados da região Nordeste foram autorizados a vender o produto para os chineses.

A expectativa é que o Brasil irá exportar, por ano, cerca de US$ 200 milhões na exportação de folhas de tabaco para produção de charutos produzidos na Bahia e Alagoas, com a geração de cerca de 50 mil empregos diretos e deverá revitalizar 40 municípios em torno do pólo de Cruz das Almas no Recôncavo Baiano.

 Produção

 Durante a reunião da Câmara Setorial do Tabaco, ainda foram apresentados os dados da produção da região Sul. Segundo a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), o total de produtores durante a safra 2011/12 foi de 165,1 mil em 652 municípios. A produção no período foi 727,5 mil toneladas em 324,6 mil hectares de área plantada, cujo faturamento foi de R$ 4,5 bilhões, alta de 11% em relação à safra anterior.