ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

domingo, 24 de julho de 2011

Grupo Fleury abre chamada pública

Cada proposta selecionada para projeto cooperativo de pesquisa e desenvolvimento tecnológico na área de medicina e saúde pode receber até R$ 500 mil. Inscrições são aceitas até 19/9/2011

O Grupo Fleury lançou chamada pública de propostas de projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico na área de Medicina e Saúde. O convite é dirigido a pesquisadores interessados, vinculados a universidades ou centros de pesquisa, públicos ou privados, no Brasil ou no exterior. As propostas serão recebidas até 19 de setembro de 2011. Será disponibilizado um total de R$ 5 milhões, mas cada proposta poderá pleitear um valor máximo de até R$ 500 mil. Os projetos deverão ter ainda, obrigatoriamente, pelo menos um pesquisador do Grupo Fleury como participante ativo.

“O objetivo dessa chamada é apoiar projetos que resultem em novo conhecimento científico ou inovação tecnológica na área de Medicina e Saúde”, esclarece a diretora de Pesquisa e Desenvolvimento do Fleury, Jeane Tsutsui. As propostas selecionadas vão receber recursos financeiros subvencionados pelo Grupo Fleury, com incentivo da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

As propostas devem ser enquadradas em pelo menos uma das seis áreas temáticas de pesquisa que foram definidas previamente. São elas: medicina personalizada; integração dos conhecimentos de fisiopatologia e patogênese molecular no desenvolvimento de intervenções diagnósticas e terapêuticas; aplicações em Medicina e Saúde dos métodos de última geração em genômica, proteômica e metabolômica; desenvolvimento de novas soluções em diagnóstico por imagem; estudos epidemiológicos sobre o uso racional de recursos diagnósticos concorrentes ou complementares e integração de plataformas tecnológicas e metodológicas em Medicina e Saúde.

Natureza do Apoio

Cada projeto aprovado poderá usar o apoio recebido para aquisição de material de consumo, como produtos químicos, reagentes, anticorpos, kits, materiais destinados exclusivamente para uso nas dependências do Fleury. A verba também pode ser usada para compra de software, serviços de terceiros, cobertura de custos de testes diagnósticos que integram o portfólio de produtos da empresa. A verba pode ainda ser empregada em despesas com patentes e proteção de propriedade intelectual e em despesas para introdução pioneira do produto, processo ou serviço no mercado.

O Fleury também poderá disponibilizar sua infraestrutura de P&D (pesquisa e desenvolvimento) já existente para desenvolvimento de projetos. Há, por exemplo, uma área física de 235 m² dedicada à atividade, além de equipamentos de uso exclusivo disponíveis para projetos de pesquisa. Os projetos poderão, ainda, contar com o apoio de assessores científicos, PHDs e analistas.

Apresentação das propostas

As propostas em colaboração com universidades e centros de pesquisa públicos ou privados, nacionais ou internacionais, deverão ter participação ativa, desde a concepção e planejamento do estudo, de pelo menos um pesquisador do Fleury, de forma a caracterizar efetiva colaboração em pesquisa, mas não apenas realização de testes ou participação em aspectos técnicos restritos do estudo. “Não serão considerados projetos em cooperação aqueles em que a participação do Fleury se der apenas por meio de prestação de serviço”, esclarece a diretora de P&D.

As propostas deverão ser apresentadas em duas etapas. Na primeira, a proposta deverá ser enviada para o e-mail pesquisa.inovacao@fleury.com.br.

Confira o texto da chamada pública na íntegra em:

http://www.fleury.com.br/Publico/Medicos/Noticias/Pages/projetos-cooperativos-de-pesquisa-e-desenvolvimento-tecnologico.aspx