ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Consumo de Peixe aumenta durante a Semana Santa

O consumo de peixes e frutos do mar aumenta na Semana Santa, quando muita gente evita o consumo de carne vermelha. No entanto, especialistas alertam que o incentivo ao consumo deste alimento deve ser frenquente e não apenas em datas especiais. O peixe deve estar presente nos menus de todas as famílias, pois é excelente fonte de proteínas completas e, principalmente, de minerais como fósforo e potássio, que auxiliam na formação e fortalecimento dos ossos e renovação das células do corpo, respectivamente.

Além disso, os peixes de águas geladas, como salmão e atum, são ótimas fontes de ácido graxo Ômega 3 – um tipo de gordura importante para a saúde do nosso coração, redução da pressão arterial, ação antiinflamatória e diminuição das taxas de triglicérides e colesterol total do sangue. Apesar de ser um alimento completo, os brasileiros consomem muito pouco peixe – possivelmente em razão do custo alto- cerca de 30% mais alto do que frango ou carne vermelha e também por falta de hábito da população.Segundo especialista é importante diminuir o consumo de carnes gordurosas e frituras que não agregam valor nutricional e incorporar os pescados na alimentação do dia a dia.



Dicas de conservação do alimento


Para conservar o pescado de maneira correta, algumas dicas são necessárias:
• A carne precisa ter uma boa qualidade inicial;
• Peixes pequenos podem ser congelados inteiros, enquanto peixes grandes precisam ser cortados em filés ou postas;
• Remova primeiramente as barbatanas e escamas;
• Em seguida, faça um corte no ventre para eliminar as vísceras;
• Retire cauda e cabeça;
• Lave bem, enxugue e envolva em plástico transparente, apertando bem;
• Se dividido em filés, congele separadamente em papel filme, sempre datado.



Fonte: Weruska Barrios, nutricionista do Hospital Samaritano de São Paulo