ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Inatel realiza vestibular para vagas remanescentes

Mais de 90% dos alunos saem empregados

O Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) está com inscrições abertas para o vestibular de vagas remanescentes para o segundo semestre, que será realizado dia 24 de julho. Há vagas para os cursos de Engenharia Biomédica, Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Tecnologia em Redes de Computadores e Automação Industrial. Os cursos de formação de tecnólogos são noturnos, com duração de três anos.
De acordo com levantamento feito pelo Núcleo de Estágios e Serviços Profissionais (Nesp), mais de 90% dos estudantes saem do Instituto empregados e muitos conquistaram posições de destaque no mercado de trabalho. Alguns desses nomes estão na galeria de fotos no site do vestibular. Um deles é o engenheiro Luciano Antunes Araujo, gerente de desenvolvimento de software da Ericsson, que se formou no Inatel em julho de 1994. "O exemplo que alguns professores deram serviu de inspiração para a minha carreira e a qualidade do ensino e as diversas oportunidades de desenvolvimento foram determinantes na minha capacitação técnica e pessoal", diz Araújo.
Pela internet, as inscrições para o vestibular podem ser feitas até dia 20 de julho, no site www.inatel.br/vestibular. No campus do Instituto o prazo vai até o dia 23, véspera da prova. A taxa é de R$ 30,00. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h30 às 17h30, na Sessão de Registros Acadêmicos. O Inatel fica na Avenida João de Camargo, 510, no Centro de Santa Rita do Sapucaí.

Inatel
Fundado em 1965, o Inatel é um centro de excelência em ensino e pesquisa na área de Engenharia, e tem se consolidado cada vez mais, no Brasil e no exterior, como um celeiro de grandes talentos. Foi a primeira instituição de ensino do país a oferecer um curso superior de Engenharia tendo as Telecomunicações como foco.
O Inatel está localizado em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas Gerais, polo tecnológico conhecido como Vale da Eletrônica devido ao grande número de empresas na área.