ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Tratamento com hormônios bioidênticos requer manipulados

A modulação hormonal realizada com hormônios bioidênticos é uma forma de prevenção e tratamento aplicável a todas as pessoas em algum momento da vida. O êxito desse tipo de tratamento depende da avaliação criteriosa do quadro de saúde de cada paciente, envolvendo sintomas, histórico de vida pessoal e familiar, resultados de exames laboratoriais e hábitos e estilo de vida, entre outros itens, segundo Reginalda Russo, que integra a diretoria técnica da Anfarmag e atua na área de modulação hormonal há nove anos.

Reginalda ressalta que “o tratamento com hormônios bioidênticos, acompanhado por médicos, é sempre individual e personalizado”. Assim, os produtos necessários podem ser aviados em farmácias magistrais, mediante prescrição médica.

“Esse tema está em alta tanto para a classe médica quanto para o público leigo e vai evoluir ainda mais nos próximos anos. Certamente se trata de uma excelente oportunidade para as farmácias magistrais, devido à elevada especificidade da terapia na adequação da via de administração e na dose posológica. A eficácia do tratamento se deve à sua total individualização e, nesse caso, somente a manipulação magistral é preparada para atender a esse critério”, pontuou Reginalda.

Definição -- Hormônios bioidênticos são substâncias quimicamente idênticas aos hormônios produzidos normalmente pelo organismo humano e que podem ser utilizados para devolver o equilíbrio hormonal em situações em que a produção está baixa a ponto de prejudicar a saúde. Atuante no segmento magistral desde 1990, Reginalda Russo publicou o livro “Terapia de modulação hormonal bioidêntica” no ano passado.

EIFM – Reginalda Russo ministrará um curso sobre hormônios bioidênticos no “Encontro Internacional de Farmacêuticos Magistrais”, -- evento promovido pela Anfarmag que vai acontecer em São Paulo (SP) nos dias 1º, 2 e 3 de julho.

Ela abordará os seguintes itens: 1. fisiologia e farmacologia dos hormônios esteroidais; 2. envelhecimento hormonal; 3. história da modulação hormonal/ fundamentos científicos e controvérsias; 4. conceitos e fontes: hormônios sintéticos, naturais e bioidênticos; 5. hormônios esteroidais sexuais e vias de administração; e 6. terapia de modulação hormonal bioidêntica feminina e masculina (climatério/ menopausa e declínio androgênico/ reposição de andrógenos, respectivamente), entre outros itens. Na ocasião, também participará de uma mesa redonda sobre o assunto.
Saiba mais sobre a Anfarmag

A Anfarmag – Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais representa os interesses institucionais de estimadas 7.800 farmácias que estão registradas nos conselhos farmacêuticos de todo o país como atuantes na manipulação de medicamentos. Atuam no setor aproximadamente 15.000 profissionais da área e 35.000 outros colaboradores, que atendem anualmente 100 mil prescritores e um universo de 60 milhões de pessoas.

A atuação da Anfarmag em defesa e promoção da farmácia e do medicamento magistral no Brasil resultou numa série de atividades e conquistas que têm alterado o perfil do setor nos últimos anos. Contribui ativamente na construção do marco regulatório. Estruturou a representação institucional junto aos três poderes da república. Desenvolveu e implanta desde 2006 um programa de auto-regulação e de controle de qualidade, o SINAMM – Sistema Nacional de Aperfeiçoamento e Monitoramento Magistral, que padroniza o conhecimento de todas as farmácias participantes por meio de um programa de educação continuada exibido pelo canal de televisão exclusivo (TV Farma), transmitido via satélite.

Em alinhamento com outras entidades, a Anfarmag atuou fortemente para a edição do Âmbito Farmacêutico pelo CFF, cujos efeitos positivos puderam ser medidos com o aprimoramento da regulamentação do setor. Simultaneamente, a associação colabora para consolidar a farmacopeia brasileira e a inserção do medicamento magistral em escala cada vez maior nos tratamentos de saúde do país.

O trabalho da instituição tem abrangido ainda o relacionamento com os prescritores, especialmente médicos, por meio da edição de guias profissionais que colaboram para as políticas públicas que propunham o uso racional de medicamentos.

Este conjunto de ações tem resultado, no âmbito interno, num crescente reconhecimento dos integrantes do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária sobre a qualidade da farmácia magistral brasileira; no âmbito externo, na busca por mais conhecimento do desenvolvimento do setor no Brasil pelas entidades mundiais das farmácias magistrais e dos profissionais farmacêuticos, por meio de palestras em conferências internacionais e divulgação de relatos destes trabalhos em publicações indexadas.

A Anfarmag atua ainda no estímulo para o desenvolvimento do cooperativismo no setor ao apoiar iniciativas como a INFAR – Central de Negócios Farmacêuticos.