segunda-feira, 28 de junho de 2010

Cuidado para não errar na maquiagem de inverno

Quando o frio chega, tiramos do armário nossas botas, cachecol, lenços, casacos, tudo que possa contribuir para que o inverno seja estação mais elegante do ano. Para arrematar esse look, devemos combinar as roupas chiques a uma maquiagem clássica e elegante

O maquiador e cabeleireiro Luis Ribeiro, do salão de beleza Luis Coiffeur, ensina passo a passo, como fazer uma bela maquiagem para esses dias mais frios. “O primeiro passo é preparar a pele para que ela fique com um aspecto hidratado aveludado e natural. Para isso dê preferência às bases em forma de pó, ou se preferir as mais liquidas, use aquelas ultrafinas. A base deve ser bem espalhada formando uma camada suave” diz o maquiador.

Para a região dos olhos, existem várias opções, das mais ousadas, as mais discretas: “A sombra ou o delineador coloridos, aplicados no contorno dos olhos são os mais usados entre as mais ousadas” afirma Luis. Com o auxilio de um pincel macio e fino, deve-se aplicar da raiz dos cílios em direção as sobrancelhas. Em seguida esfumace bem realçando o contorno inferior dos olhos. Logo, aplique a máscara preta nos cílios.

Nessa época do ano as cores clássicas são as mais utilizadas. “Com a chegada do inverno as cores das sombras devem ser neutras, como marrom, nude, areia, grafite, cinza e até mesmo o preto para dar mais destaque ao olho”, ensina.

O maquiador diz ainda que quando a make deixa os olhos mais marcados, a boca deve ser mais suave. “A boca deve ser contornada com um lápis para marcar os lábios de forma natural, já na hora de escolher os batons, opte por cores claras, um tom de rosa, lilás, até o laranja que esteve em alta no verão ainda pode ser usado. Lembrando que o gloss está fora dessa estação, aposte em batons sem brilho deixando a boca bem opaca, o blush também ficará de fora, para que a pele tenha uma apresentação mais sóbria remetendo a estação fria”, afirma o maquiador.

LUIS RIBEIRO é maquiador e cabeleireiro há 30 anos. Proprietário do salão de beleza Luis Coiffeur, ele é um dos profissionais mais gabaritos de Rio Preto e região. Recentemente fez quatro reciclagens internacionais em Nova York, Alemanha, Itália e Paris.

Prefeitura de São Paulo recebe doações para apoio às vítimas das enchentes do nordeste

A Prefeitura da Cidade de São Paulo, por intermédio da Defesa Civil, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU), está recebendo doações para as vítimas das enchentes dos estados do Nordeste, especialmente de Pernambuco e Alagoas. A população pode contribuir com materiais de higiene pessoal (sabonete, creme dental, escova de dente, entre outros), além de alimentos não-perecíveis, preferencialmente prontos para o consumo (alimentos enlatados, barras de cereais, cesta básica, leite longa vida, achocolatados) e roupas de cama (lençóis, fronhas e toalhas de banho).

A Defesa Civil solicita às empresas aéreas e rodoviárias auxílio para transportar os donativos até Pernambuco e Alagoas. Entidades religiosas, sociedade civil e artistas já estão participando desta mobilização.

Os interessados em atuar como voluntários e ajudar na triagem e empacotamento das doações podem se dirigir à sede da Defesa Civil da Cidade de São Paulo.

As doações serão recebidas diretamente na sede da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), localizada na Rua Afonso Pena, nº 130, durante 24 horas (todos os dias da semana).

Para mais informações, entre em contato com a Defesa Civil pelo telefone (11) 3313-5726.

Uso indiscriminado de colírios pode levar ao glaucoma e à catarata precoce

O hábito de pingar colírios nos olhos sem recomendação médica ou além da posologia indicada pelo especialista representa sérios riscos à saúde ocular. Os danos causados variam de acordo com o colírio utilizado, mas vão desde vermelhidão sem cura a o desenvolvimento de glaucoma ou catarata precoce. Quem faz o alerta são as oftalmologistas do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), Hanna Flávia Gomes e Maria Lúcia Rios especialistas em glaucoma e córnea, respectivamente.
Os tipos de colírio variam de acordo com a finalidade. Existem os antibióticos, os anti-inflamatórios com hormônio (corticóides) e sem hormônio, também há as lágrimas artificiais, os colírios vasosconstritores, os antiglaucomatosos e os anestésicos.
"O colírio, como qualquer outro medicamento, deve ser utilizado seguindo as determinações de um médico. O uso inapropriado da medicação pode lesionar o olho, causando problemas sérios e comprometendo, inclusive, a visão", explica Hanna Flávia Gomes.
Antibióticos - Os colírios antibióticos são indicados quando é detectada, pelo médico, uma ação bacteriana no olho e devem ter sua aplicação cuidadosamente administrada. Hanna alerta que "o uso prolon gado de colírios antibióticos pode fortalecer as bactérias que atacam o olho, tornando-as mais resistentes e imunes ao tratamento. A longo prazo, assim como no colírio anestésico, o uso indiscriminado pode perfurar a córnea".
Vasoconstritor - O globo ocular é repleto de vasos sanguíneos que, quando dilatados, dão ao olho o aspecto vermelho. Na tentativa de sanar essa vermelhidão e deixar o olho branco, o paciente pinga o colírio vasoconstritor indiscriminadamente, sujeitando-se ao chamado efeito rebote.
O efeito rebote é ilustrado por Maria Lúcia Rios: "os vasos sanguíneos são elásticos, possuem a propriedade de contraírem-se e expandirem-se de acordo com a necessidade. Quando o paciente usa o colírio vasoconstritor, eles se contraem, sem consequência, circula menos sangue no globo ocular e os olhos ficam brancos. No entanto, o uso excessivo deste medicamento, faz com que os vasos necessitem de doses cada vez maiores de medicação para atingirem o aspecto branco".
Para sempre - A especialista do HOB adverte ainda que com o tempo, os vasos perdem a propriedade de elasticidade e chegam a um ponto que não conseguem mais contrair, ficando totalmente relaxados e proporcionando aos olhos um aspecto vermelho para sempre. "Nesses casos não há tratamento que reverta a situação. Não há cirurgia corretiva ou medicação que devolva aos olhos o aspecto branco", alerta. "O olho não fica vermelho à toa. A vermelhidão é um sinal de que há algo errado. Quando o colírio é usado para acabar com este sintoma, não se trata a causa. Por essa razão, o ideal é que, ao menor sinal de vermelhidão, o paciente procure um oftalmologista", aconselha.
Corticóide - Dentre os anti-inflamatórios mais utilizados em situações alérgicas, está o esteróide corticóide. Este tipo de colírio é o que requer mais cuidado, segundo Hanna Flávia. A especialista do HOB conta que muitos pacientes pingam o colírio depois do prazo estipulado pelo médico na tentativa de aliviar os sintomas de coceira, o que pode ser perigoso. "O corticóide deve ser usado estritamente sob recomendação médica. O paciente não pode pingar uma gota sequer além do indicado pelo especialista. O uso indiscriminado dessa medicação pode levar à opacidade do cristalino, causando a catarata, e ao aumento da pressão intra-ocular, favorecendo o desencadeamento do glaucoma", adverte.
Hanna Flávia relata que já acompanhou casos de pacientes muito jovens com o quadro de catarata e glaucoma. Os quais usaram o corticóide sem acompanhamento médico. "Há muitos pacientes que chegam ao consultório com defeitos oculares específicos de portadores de glaucoma, como perda do campo visual ou nervo óptico danificado. No entanto, já atendi casos ainda mais graves, como pacientes de 20 anos de idade com catarata causada pelo uso excessivo de corticóide. Há também pacientes cegos por glaucoma aos 25 anos por causa da utilização inapropriada do medicamento", conta.
Antiglaucomatosos - Hanna Flávia explica ainda que os pacientes portadores de glaucoma figuram entre os indivíduos que mais utilizam colírios diariamente para o controle da doença e, por isso, também devem ficar atentos à utilização correta do medicamento. "O paciente não pode pingar os colírios em quantidade maior do que a indicada pelo médico. Se isso ocorrer, o remédio deixa de fazer o efeito desejado e passa a estimular o aumento da pressão intraocular, revertendo o resultado e piorando o quadro de glaucoma", assinala.
Lágrimas artificiais - Muito utilizada por pessoas que moram em locais de clima seco ou que se expõem a ambientes com ar-condicionado ou ainda que trabalham por muito tempo na frente de computadores, as lágrimas artificiais também precisam de cuidados na aplicação. O paciente pode usar a lágrima artificial ao longo de toda a sua vida. O produto em si não faz mal. No entanto, Maria Lúcia explica, que não deve haver exagero na aplicação. "Usar mais de seis vezes por dia pode causar intoxicação nos olhos por conta do conservante utilizado na fórmula das lágrimas", explica.
Cuidados - Além do uso estrito dos colírios de acordo com a recomendação médica, descrito como cuidado essencial pelas especialistas do HOB, hábitos de higiene no manuseio do colírio são fundamentais. "O colírio é de uso pessoal e exclusivo de um paciente. Não se deve emprestar ou indicar uma medicação para outra pessoa. Isso seria perigoso. O fato gerador da vermelhidão ocular em um pode ser diferente do que causa no outro. É necessário evitar o contato direto entre o recipiente do colírio e a superfície ocular, a medicação pode ser contaminada. Por fim, após o tratamento, o paciente deve desprezar a sobra do medicamento", aconselha Hanna Flávia Gomes.

Tratamento com hormônios bioidênticos requer manipulados

A modulação hormonal realizada com hormônios bioidênticos é uma forma de prevenção e tratamento aplicável a todas as pessoas em algum momento da vida. O êxito desse tipo de tratamento depende da avaliação criteriosa do quadro de saúde de cada paciente, envolvendo sintomas, histórico de vida pessoal e familiar, resultados de exames laboratoriais e hábitos e estilo de vida, entre outros itens, segundo Reginalda Russo, que integra a diretoria técnica da Anfarmag e atua na área de modulação hormonal há nove anos.

Reginalda ressalta que “o tratamento com hormônios bioidênticos, acompanhado por médicos, é sempre individual e personalizado”. Assim, os produtos necessários podem ser aviados em farmácias magistrais, mediante prescrição médica.

“Esse tema está em alta tanto para a classe médica quanto para o público leigo e vai evoluir ainda mais nos próximos anos. Certamente se trata de uma excelente oportunidade para as farmácias magistrais, devido à elevada especificidade da terapia na adequação da via de administração e na dose posológica. A eficácia do tratamento se deve à sua total individualização e, nesse caso, somente a manipulação magistral é preparada para atender a esse critério”, pontuou Reginalda.

Definição -- Hormônios bioidênticos são substâncias quimicamente idênticas aos hormônios produzidos normalmente pelo organismo humano e que podem ser utilizados para devolver o equilíbrio hormonal em situações em que a produção está baixa a ponto de prejudicar a saúde. Atuante no segmento magistral desde 1990, Reginalda Russo publicou o livro “Terapia de modulação hormonal bioidêntica” no ano passado.

EIFM – Reginalda Russo ministrará um curso sobre hormônios bioidênticos no “Encontro Internacional de Farmacêuticos Magistrais”, -- evento promovido pela Anfarmag que vai acontecer em São Paulo (SP) nos dias 1º, 2 e 3 de julho.

Ela abordará os seguintes itens: 1. fisiologia e farmacologia dos hormônios esteroidais; 2. envelhecimento hormonal; 3. história da modulação hormonal/ fundamentos científicos e controvérsias; 4. conceitos e fontes: hormônios sintéticos, naturais e bioidênticos; 5. hormônios esteroidais sexuais e vias de administração; e 6. terapia de modulação hormonal bioidêntica feminina e masculina (climatério/ menopausa e declínio androgênico/ reposição de andrógenos, respectivamente), entre outros itens. Na ocasião, também participará de uma mesa redonda sobre o assunto.
Saiba mais sobre a Anfarmag

A Anfarmag – Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais representa os interesses institucionais de estimadas 7.800 farmácias que estão registradas nos conselhos farmacêuticos de todo o país como atuantes na manipulação de medicamentos. Atuam no setor aproximadamente 15.000 profissionais da área e 35.000 outros colaboradores, que atendem anualmente 100 mil prescritores e um universo de 60 milhões de pessoas.

A atuação da Anfarmag em defesa e promoção da farmácia e do medicamento magistral no Brasil resultou numa série de atividades e conquistas que têm alterado o perfil do setor nos últimos anos. Contribui ativamente na construção do marco regulatório. Estruturou a representação institucional junto aos três poderes da república. Desenvolveu e implanta desde 2006 um programa de auto-regulação e de controle de qualidade, o SINAMM – Sistema Nacional de Aperfeiçoamento e Monitoramento Magistral, que padroniza o conhecimento de todas as farmácias participantes por meio de um programa de educação continuada exibido pelo canal de televisão exclusivo (TV Farma), transmitido via satélite.

Em alinhamento com outras entidades, a Anfarmag atuou fortemente para a edição do Âmbito Farmacêutico pelo CFF, cujos efeitos positivos puderam ser medidos com o aprimoramento da regulamentação do setor. Simultaneamente, a associação colabora para consolidar a farmacopeia brasileira e a inserção do medicamento magistral em escala cada vez maior nos tratamentos de saúde do país.

O trabalho da instituição tem abrangido ainda o relacionamento com os prescritores, especialmente médicos, por meio da edição de guias profissionais que colaboram para as políticas públicas que propunham o uso racional de medicamentos.

Este conjunto de ações tem resultado, no âmbito interno, num crescente reconhecimento dos integrantes do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária sobre a qualidade da farmácia magistral brasileira; no âmbito externo, na busca por mais conhecimento do desenvolvimento do setor no Brasil pelas entidades mundiais das farmácias magistrais e dos profissionais farmacêuticos, por meio de palestras em conferências internacionais e divulgação de relatos destes trabalhos em publicações indexadas.

A Anfarmag atua ainda no estímulo para o desenvolvimento do cooperativismo no setor ao apoiar iniciativas como a INFAR – Central de Negócios Farmacêuticos.

Hospital Pequeno Príncipe promove um dos maiores eventos da pediatria

O maior evento pediátrico do país, o Criança 2010 - III Congresso Internacional de Especialidades Pediátricas, acontecerá de 28 a 31 de agosto, em Curitiba/PR. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de agosto no site www.crianca2010.com.br. O Criança 2010 é realizado pelo Hospital Pequeno Príncipe – a maior unidade exclusivamente pediátrica do Brasil.
Serão 14 módulos de diversas áreas como cardiologia, enfermagem, psicologia, nutrição e ortopedia, com a presença de palestrantes nacionais e internacionais. O evento contará com mais de 30 especialistas de países como EUA, Itália, Argentina, Cuba, México, Uruguai, Canadá e Bélgica. Além de 140 profissionais brasileiros de diversas áreas voltadas à saúde da criança e do adolescente. Os especialistas brasileiros são provenientes de diferentes estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerias, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Ceará, Pernambuco, entre outros.
Mais de 130 mesas redondas e mais de 160 conferências fazem parte da programação, além de simpósios e apresentações de centenas de trabalhos acadêmicos. Na última edição do evento, realizado em 2005, participaram mais de três mil pessoas.
Módulos do Congresso
Pediatria
Anestesia
Bioética e Humanização
Cardiologia - Cirurgia Cardíaca
Cirurgia
Dor
Enfermagem
Fisioterapia
Nutrição
Oncologia - Hematologia
Ortopedia
Psicologia
Radiologia
Urologia

Serviço:
Criança 2010 – III Congresso Internacional de Especialidades Pediátricas
Data: de 28 a 31 de agosto
Local: Estação Embratel Convention Center (Av. Sete de Setembro, 2775 – Curitiba-PR)
Inscrições: até o dia 20 de agosto no site www.crianca2010.com.br.

Hospital Pequeno Príncipe
Localizado em Curitiba, no Paraná, o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil iniciou suas atividades há 90 anos. O Hospital Pequeno Príncipe realiza, anualmente, cerca de 290 mil atendimentos a pacientes de 0 a 18 anos. De sua capacidade total de atendimento, 70% são dedicadas aos pacientes do serviço público de saúde do País, o chamado Sistema Único de Saúde (SUS). Essas crianças e adolescentes brasileiros recebem, gratuitamente, desde consultas ambulatoriais até tratamentos complexos, tais como transplantes de rim, fígado, coração e ossos, tratamento oncológico, ortopédico e cardíaco.

Dados do Hospital Pequeno Príncipe em 2009:
• 390 leitos, sendo 62 leitos de UTI;
• 287.700 atendimentos ambulatoriais;
• 23.082 internações;
• 15.440 cirurgias;
• 564.687 exames;
• 38 transplantes de rim, fígado e coração;
• oferece atendimento em mais de 30 especialidades de saúde a crianças e adolescentes de 0 a 18 anos.

Terapia Craniossacral corrige causas de disfunções sensoriais, motoras e neurológicas, diz especialista

Tratamento ativa os mecanismos naturais de cura do organismo e pode acabar com uma simples enxaqueca e controlar doenças como fibromialgia, escoliose, autismo, hiperatividade, entre outras.

A Terapia Craniossacral ganha espaço na medicina e se mostra como uma nova técnica manual que auxilia a detectar e corrigir o desequilíbrio e disfunções do corpo. O método alivia dores de cabeça, na coluna, dificuldade de coordenação motora, fadiga, hiperatividade, entre outros problemas causados por desequilíbrios e disfunções do organismo. O tratamento foi criado pelo médico e pesquisador americano John Upledger há mais de trinta anos e já apresenta resultados significativos.

O fisioterapeuta Felipe Augusto Silva, professor do curso de Pós- Graduação da Faculdade de Medicina de Rio Preto (FAMERP), certificado em Terapia Crânio Sacral pelo Upledger Institute, nos Estados Unidos, explica que a terapia corrige desequilíbrios no sistema craniossacral, que podem ser a causa de disfunções sensoriais, motoras e neurológicas. O sistema craniossacral é composto pelos ossos cranianos, meninges (membranas que envolvem o cérebro), sacro e pelo líquido cefalorraquidiano, que circula dentro das meninges.
“Este liquido vai desde a cabeça ao sacro se espalhando por todo o corpo. Qualquer alteração nesse mecanismo altera todo o funcionamento hormonal e neurotransmissor do sistema nervoso. Muitas são as doenças associadas ao sistema nervoso causadas pelas disfunções e alterações existentes no sistema crânio sacral. Muitos problemas do sistema nervoso e emocional poderão ser melhorados significativamente ou até mesmo eliminados com esta terapia”, diz.
A terapia

Felipe explica que, por meio de toques leves nas regiões do crânio, sacro e cóccix, o terapeuta procura pontos que indicariam restrições e desequilíbrio no sistema craniosacral. Identificado o problema, o terapeuta aplica toques em partes específicas do corpo, fortalecendo os mecanismos de autocorreção do organismo.

O método age também aumentando a resistência do corpo e eliminando gradativamente os efeitos negativos do stress sobre o sistema nervoso central. Além disso, pode ser aplicado simultaneamente a outros métodos terapêuticos.

Quando é indicada

A terapia é indicada para aliviar doenças, dores e algumas disfunções como dificuldades de coordenação motora, lesões por traumatismo craniano, fibromialgia, escoliose, disfunções do sistema nervoso central e até mesmo dificuldades de aprendizagem.

Mas é preciso estar atento e certificar-se de que o terapeuta está habilitado para aplicar as técnicas da terapia craniosacral. “A técnica é muito delicada e exige que o terapeuta conheça bem os pontos a serem trabalhos. Caso contrário, o resultado pode não ser o esperado”, finaliza Felipe.

FELIPE AUGUSTO SILVA é professor do curso de pós-graduação em Fisioterapia da Faculdade de Medicina de Rio Preto (FAMERP), certificado em Terapia Craniosacral pelo UPLEDGER INSTITUTE – USA, com aprimoramento profissional na URBAN ATHETE, Toronto, no Canadá.

Tempo de espera para transplante de córnea diminui em Minas

Hoje é de seis meses, mas chegou a ser de três anos. Campanhas permanentes são fundamentais para conscientizar população sobre importância das doações. Na microrregião de Barbacena, Congonhas tem o único hospital credenciado
Em Minas Gerais, os pacientes que dependem das doações de córneas para que seja realizado o transplante esperam cerca de seis meses. Esse período já chegou a ser de três anos. “O número de doações varia muito, por isso, a importância de se realizar campanhas permanentes para que haja mais conscientização das pessoas quanto à importância da doação. É preciso trabalhar o aspecto social, cultural e humano”, afirma o oftalmologista e responsável pelos transplantes de córnea na microrregião de Barbacena, Wellington Tadeu Montenegro.
O médico explica que o tempo de espera só diminui na proporção em que as doações aumentam. “As questões culturais fazem com que tenhamos poucas doações”, diz. Para ser um doador, basta manifestar essa intenção à própria família. Há uma central de atendimento à população do MG Transplantes. O telefone é 08002837183. O Complexo MG Transplantes coordena a doação de órgãos e sua destinação para transplantes.
Em Congonhas, o único hospital credenciado da microrregião – Desde 2006, 45 transplantes de córnea já foram realizados no Hospital Bom Jesus, que fica em Congonhas. Esse é o único credenciado da microrregião de Barbacena. Cerca de 35 cidades são atendidas entre elas Jeceaba, Ouro Branco, São Brás do Suaçuí e Desterro de Entre Rios. O credenciamento do hospital aconteceu em 2004 e, em 2006, o hospital realizou o primeiro transplante.

Cultura japonesa, lugares sagrados indígenas e Teatro Oficina serão protegidos pelo Iphan

Conselho Consultivo aprovou os pedidos de tombamento confirmando a nova visão sobre a proteção ao patrimônio cultural

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural aprovou na última quinta-feira (24), em reunião realizada no Paço Municipal, no Rio de Janeiro, todas as propostas de tombamento apresentadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. A partir de agora, estão sob proteção federal o Teatro Oficina, em São Paulo; quatorze bens da imigração japonesa no Vale do Ribeira, também no estado paulista; além das paisagens sagradas do Sagihengu e Kamukwará, dos índios do alto-Xingu, em Mato Grosso.

O reconhecimento do valor cultural do Teatro Oficina, lugar que assinala a trajetória do grupo teatral de José Celso Martinez Corrêa, assegura ao imóvel a preservação de suas singularidades que propiciam a atividade artística. Em função desse novo valor, devido à excepcionalidade arquitetônica do prédio, o Conselho orientou que o Iphan deverá rever a delimitação da área de entorno, demarcação ao redor do bem tombado que permite que ele seja apreciado de fora e que garante a vista observada de dentro. A determinação do entorno será fruto de negociação posterior envolvendo o Iphan, Ministério da Cultura, o governo do estado de São Paulo e a Prefeitura.

A paisagem do Vale do Ribeira é marcada pela colonização de imigrantes japoneses, que trouxeram suas técnicas construtivas baseadas na carpintaria e aspectos da sua cultura, como a cultura do chá. Entre os bens tombados, estão as primeiras mudas de chá da variedade assam, o chá preto proveniente da índia, que foram plantadas em 1935 por Torazo Okamoto, na colônia de Registro. Também serão preservados outros treze bens, entre casas, igrejas e fábricas edificadas pelos japoneses em solo brasileiro.

Os lugares que recebem a denominação sagrada de Sagihengu e Kamukwará, no Mato Grosso, são palco do Kwarup, maior festa ritualística dos índios do alto-Xingu, cerimônia anual com duração de alguns dias, de homenagem póstuma a chefes e lideranças. Esses locais vêm sofrendo com desmatamento, erosão, pesca predatória, manejo inadequado e atividades agropecuárias. O tombamento, pedido pelos próprios indígenas, garante a proteção do ambiente natural.

Todos os processos de tombamento seguem para o Ministério da Cultura, onde serão finalizados com a assinatura e homologação do ministro Juca Ferreira e posterior publicação no Diário Oficial.

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural
Formado por 22 conselheiros, especialistas em diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia, é presidido pelo presidente do Iphan Luiz Fernando de Almeida. Ao Conselho Consultivo compete examinar, apreciar e decidir sobre questões relacionadas ao tombamento, ao registro de bens culturais de natureza imaterial e à autorização de saída temporária do país de obras de arte protegidas por legislação federal e opinar acerca de outras questões relevantes do patrimônio cultural brasileiro.

domingo, 20 de junho de 2010

Software da Siemens otimiza processos em hospital na África do Sul durante a Copa do Mundo

As pessoas que durante a Copa do Mundo precisarem ir ao Hospital Central Inkosi Albert Luthuli, em Durban, encontrarão o primeiro "hospital sem papéis" com todos os processos digitalizados na África do Sul. Equipado com 846 leitos, 20 clínicas ambulatoriais e 19 salas de cirurgia, as informações dão entrada eletronicamente na mesa de recepção e internação, são armazenadas em uma base de dados central e atualizadas por médicos e enfermeiras.
Antes da Copa do Mundo, a Siemens assinou um contrato de licença de uso de software com a AME International, a revendedora de valor agregado do Soarian MedSuite - o novo sistema de informações hospitalares (HIS) do Setor Healthcare, que substituirá o atual Medicom HIS no início de 2011.
O sistema de saúde pública da África do Sul enfrenta sérios desafios. Enquanto HIV/AIDS pode ser a questão mais importante, ele às vezes distrai a atenção de outros problemas como escassez persistente de pessoal no setor de saúde. Uma parte da solução é um maior grau de automação, levando o atendimento médico às massas e facilitando que um grande número de pacientes seja medicado.
Um dos principais benefícios do sistema de informações hospitalares é que uma vez que os detalhes do paciente tenham sido capturados e armazenados, eles podem ser compartilhados com todos os departamentos do hospital bem como com outros hospitais e clínicas na região. Uma vez funcionando na rede hospitalar, a Soarian MedSuite ajudará a otimizar os processos tais como registros, internação de pacientes ao hospital, alta, cobrança, gerenciamento de prontuários médicos e programação dos vários recursos em todo o empreendimento.
África - um continente com...
Mais de um bilhão de pessoas vivem nos mais de 39 milhões de quilômetros quadrados da África (22 por cento da massa territorial da Terra), distribuídos em 53 países, o que é apenas 15 por cento da população mundial. Em termos de tamanho e população, portanto, a África é o segundo maior continente do mundo, após a Ásia. O que realmente coloca a África em outro patamar, no entanto, é a sua diversidade: quase 2.000 idiomas e dialetos falados, além de uma gigantesca variedade de culturas caracterizam o continente.
Economicamente, a África ainda tem muito a se desenvolver. Em 2007, o PIB combinado do continente era de US$ 1,253 trilhões. Em comparação, o PIB da França era quase o dobro no mesmo ano (US$ 2,567 trilhões). Grandes partes da economia africana ainda são eminentemente agrícolas, e bananas, cacau, café e outras exportações desempenham um papel importante. Além disso, a mineração de recursos naturais tem aumentado de importância.
Sobre o setor Healthcare da Siemens
O Setor Healthcare da Siemens é um dos maiores fornecedores do mundo para o setor da saúde e referência em diagnóstico por imagem, diagnósticos laboratoriais, tecnologia de informações médicas e aparelhos auditivos. A Siemens é a única empresa a oferecer aos clientes produtos e soluções para todo o leque de cuidados com o paciente a partir de um único parceiro - desde prevenção e detecção precoce até o diagnóstico e o tratamento e cuidados posteriores. Ao otimizar os fluxos dos trabalhos clínicos para as doenças mais comuns, a Siemens também torna o atendimento à saúde mais rápido, melhor e mais acessível à toda população. O Setor Healthcare da Siemens emprega cerca de 48.000 pessoas ao redor do mundo e está presente em mais de 130 países. No exercício de 2009 (até 30 de setembro), o Setor lançou receitas da ordem de 11,9 bilhões de euros e lucro de 1,5 bilhão de euros. A unidade brasileira se destacou pelo fortalecimento da divisão de Audiologia no País, em 2007, e com as exportações de mesas radiológicas Multix B, produzidas localmente, para países da América Latina.. Para mais informações visite: www.siemens.com/healthcare.

Kits Copa do Mundo - Casa Santa Luzia

Santa Luzia cria kits para o torcedor degustar durante as partidas da Copa

Foto: Kit Infantil Masconte, Kit Gol e Cooler Copa do Mundo, respectivamente

A Casa Santa Luzia está em total sintonia com o clima de Copa do Mundo que assola o nosso País. Inspirada por este momento mágico do futebol mundial criou a Linha Copa do Mundo 2010, formada por kits diversos com bebidas e petiscos para serem degustados durante os jogos.

São 15 kits com várias combinações de produtos e diversos tamanhos para agradar a todos os torcedores: tem kit para a família, para pequenos grupos, para a criançada, individual e outros. Entre as guloseimas que formam as composições estão chocolates, biscoitos, cervejas, refrigerantes, sucos, balas, pipoca, amendoins, batatas fritas e outros. Os Kits da Copa do Mundo 2010 estão disponíveis no piso térreo da loja.

No mesmo ambiente, no novo espaço de cervejas importadas, o cliente encontra uma seleção de cervejas de vários países participantes da Copa. As garrafas trazem tags com informações sobre as datas em que as seleções desses países entram em campo, estimulando o torcedor a experimentar sabores de outras nacionalidades, enquanto acompanham as partidas.

Alguns Kits Copa do Mundo 2010

• Kit Gol
Lata em formato de bola de futebol contendo bombons Sonho Valsa Lacta (250g). Preço: R$ 28,00

• Kit Infantil Mascote
Lata retangular decorada com o tema da Copa, contendo bala Fini, Wonka, Batom Garoto, Biss, M&M, biscoito Club Social, pipoca e suco Kapo de abacaxi. Preço: R$ 45,00

• Cooler Copa do Mundo
Cooler de acrílico verde, contendo amendoim crocante chileno, cervejas Brahma lata 473 ml. Preço: R$ 59,00

CASA SANTA LUZIA
Al. Lorena, 1471 – SP - Tel (11) 3897-5000 – www.santaluzia.com.br
Horário de funcionamento: segunda a sábado das 8h às 20h45.
Aceita cartões - Crédito: Mastercard, Visa, Diners e American Express.
Aceita cartões de débito: Rede Shop, Visa Electron, Maestro e Cheque Eletrônico.
Cartões de refeição: não aceita.
Estacionamento Estapar: gratuito p/ compras acima de R$ 50,00 (sem manobrista, 187 vagas).
Possui acesso universal e ar condicionado.

Inauguração da 36ª Etec na capital

Fotos: João Luiz G. Silva / Secom
Prefeito e governador visitam exposição que homenageia Gildo Marçal Bezerra Brandão

O prefeito Gilberto Kassab participou nesta quarta-feira (16) da inauguração da Escola Técnica Estadual (Etec) Gildo Marçal Bezerra Brandão, realizada pelo governador Alberto Goldman em Perus, zona norte da Capital. O governo estadual investiu mais de R$ 8 milhões na construção do novo centro de estudo. Foram R$ 690 mil em mobiliário e equipamentos e R$ 7,4 milhões na construção do prédio em área cedida pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). O local tem 12 salas de aulas, biblioteca e quadra poliesportiva.

"A educação é o caminho para que possamos fazer um país mais justo e uma cidade com maior qualidade de vida. Ela oferece às pessoas, e principalmente aos jovens, a oportunidade de se capacitar. Dessa forma, elas podem entrar de uma forma qualificada no mercado de trabalho", afirmou Kassab.

Para atender à demanda do ensino técnico na Capital, foi promovido um convênio no segundo semestre de 2009 entre a Prefeitura, o Centro Paula Souza e a Secretaria Estadual de Educação. Graças a essa parceria, foram oferecidas 1.725 vagas para cursos técnicos em 23 escolas da rede estadual e 1.350 vagas em 22 CEUs na Capital. Dessa forma, a oferta de vagas no ensino técnico na Capital triplicou nos últimos quatro anos. No segundo semestre de 2006, a cidade contava com 5.360 vagas. No segundo semestre de 2010, com a adesão dos CEUs ao programa, esse número subirá para 16.015.

Goldman explicou como foi feita a escolha para a instalação da Etec em Perus. "Nós procuramos distribuir as escolas técnicas de acordo com a densidade populacional. Procuramos privilegiar as regiões que ainda não tinham uma Etec. Principalmente nas regiões em que os estudantes jovens não têm condições de se deslocar até um local de ensino", explicou o governador.

No total, o número de Etecs na Capital chega a 36 - 22 a mais do que em 2006. A previsão é de que, até 2011, o Estado instale mais sete unidades na cidade: Brooklin, Capela do Socorro (Cidade Dutra), Luz, Mandaqui, Vila Carrão, Vila Maria e Pirituba.

Fachada da ETEC Gildo Marçal Bezerra Brandão - Perus - Zona Norte de SP

Homenagem


Nascido em Alagoas, Gildo Marçal Bezerra Brandão graduou-se em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco em 1971. Dedicou grande parte de sua carreira ao conhecimento científico e à universidade pública. Na Universidade de São Paulo (USP), concluiu o doutorado e a livre docência pelo Departamento de Ciência Política, foi professor e pesquisador do Centro de Estudos de Cultura Contemporânea. Ele morreu em fevereiro de 2010, aos 60 anos.

"É uma alegria muito grande inaugurar mais uma Etec em São Paulo. E esta levando o nome do Gildo, que tem uma história dedicada à educação, à ciência política, à filosofia e que nesse momento recebe uma justíssima homenagem", destacou Kassab.

Além do prefeito e do governador, a inauguração contou com a presença do secretário estadual de Desenvolvimento, Luciano Almeida; do reitor da USP, João Grandino Rodas; da diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá; e do diretor da Etec, Ricardo Elpídio Pereira Antunes.

Cartilha de Prevenção de Acidentes é lançada em campanha nacional nas escolas

Em forma de história em quadrinhos, cartilha será distribuída em escolas de todo o país durante a Mobilização Nacional de Prevenção do Neurotrauma - de 21 a 25 de junho.

Com o slogan Pense Bem: use a cabeça para proteger seu corpo, a cartilha que está sendo lançada pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) busca a conscientização dos jovens, especialmente de 11 a 14 anos, sobre os cuidados necessários no trânsito, em casa e no lazer, a fim de evitar traumas cerebrais, na coluna e na medula espinhal, que causam graves lesões e custam bilhões ao cofres públicos.
A cartilha será lançada durante a Mobilização Nacional de Prevenção do Neurotrauma, no período de 21 a 25 de junho, onde neurocirurgiões voluntários irão às escolas do país para alertar alunos, pais e professores. A SBN acredita que através da conscientização dos jovens é possível mudar a cultura de comportamento no país e diminuir a incidência dos traumas. Segundo o Ministério da Saúde, 20,7% das crianças internadas são vítimas de neurotrauma.
As emergências dos hospitais públicos e particulares mostram que, além dos acidentes de trânsito, também que no lazer, principalmente durante as férias, o neurotrauma é responsável por inúmeros diagnósticos de paraplegia e tetraplegia. Estas sequelas poderiam ser evitadas com o simples uso de capacete durante o lazer com bicicleta, patins e skate ou com alertas sobre profundidade em locais de lazer aquático. Neste sentido, a SBN já encaminhou uma proposta de lei ao Congresso Nacional que obriga a fixação de placas informativas sobre a profundidade de piscinas, rios, lagoas e praias.

Você sabe administrar seu dia?

Treinamento gratuito dará dicas para planejar o tempo e investir na conquista de um estágio
As férias estão chegando e muitos estudantes estão pensando em viajar, sair com os amigos e dormir até mais tarde. Outros, porém vão aproveitar o tempo livre para procurar um estágio e fazer cursos para enriquecer o currículo e aumentar as chances de ingressar no mercado de trabalho. Para quem tem dificuldade em administrar as tarefas, o Nube - Núcleo Brasileiro de Estágios, dará treinamento gratuito com o tema "Tempo: seu aliado na busca de um emprego".

O evento será realizado em parceria com o Centro de Desenvolvimento Profissional - Cedep, dia 24 de junho, às 14 horas, no Centro de São Paulo. O local fica próximo ao metrô República. Durante as três horas de duração, serão ministrados os tópicos: planejamento: o ponto de partida, ladrões do tempo: cuidado, prepare-se para dar o melhor de si, e muitos outros. "Nosso intuito é auxiliar os jovens a se planejarem. Dessa forma, é possível conseguir um estágio o quanto antes", afirma Anessa Trassi, palestrante e analista de RH do Cedep.

Lembre-se: conseguir administrar o tempo é uma das ações mais importantes para qualquer pessoa melhorar suas chances de sucesso na carreira e na vida. Definir as prioridades, fazer uma lista com a ordem dos afazeres e executá-los de acordo com a urgência, são algumas dicas para começar essa programação.

Para participar do evento é simples. Os interessados devem acessar o site www.nube.com.br e clicar no banner com o tema do curso. As inscrições são gratuitas, bem como todo o material a ser utilizado. Os participantes terão direito ao certificado, disponível no cadastro do estudante para ser impresso sempre quando necessário.


Serviço:

Treinamento gratuito: "Tempo: seu aliado na busca de um emprego".

Data: 24/06, às 14h.

Local: Centro de São Paulo - Próximo ao metrô República.

Informações e inscrições acesse o site www.nube.com.br

Sobre o Nube
Há 12 anos no mercado, o Nube é um agente de integração responsável pelo processo de estágio desde o cadastramento do estudante até a sua efetivação pela empresa. Possui 5 mil empresas clientes, 8,5 mil instituições de ensino conveniadas em todo o país e já colocou mais de 250 mil estagiários no mercado de trabalho. Também administra toda a parte legal e realiza o acompanhamento do estagiário por meio de relatórios de atividades semestrais. Anualmente, são realizadas 6 milhões de ligações, enviados 1,2 milhão de SMS e 360 mil encaminhamentos de candidatos. O banco de dados conta com 2 milhões de estudantes cadastrados, que podem concorrer às milhares de oportunidades de estágio oferecidas mensalmente. O cadastro é GRATUITO e pode ser feito no site www.nube.com.br

Encontro Brasil-Uruguai discute negócios em 10 setores estratégicos

Empresários e autoridades do Brasil e do Uruguai discutem na sexta-feira (18) oportunidades comerciais em dez setores estratégicos em reunião às 9h na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp). A rodada de negócios, realizada pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), tem foco nas áreas de lácteos, eletrônicos, autopeças, energia eólica, couro, preservativos, massas alimentícias, vinhos, têxtil e biotecnologia.

O encontro é o segundo realizado entre os dois países para discutir integração produtiva. O primeiro ocorreu no início de maio em Montevidéu, Uruguai. “É uma excelente oportunidade para estreitarmos as relações econômicas e avaliarmos possibilidades de parcerias, negócios e projetos conjuntos. O Uruguai é um país fronteiriço e conta com importantes investimentos brasileiros”, afirma o presidente da ABDI, Reginaldo Arcuri.

Ele lembra que o Brasil é um dos principais fornecedores de energia elétrica para o Uruguai, além de exportar automóveis, máquinas industriais e combustíveis. Por outro lado, são importados do Uruguai produtos têxteis, leite e derivados. A primeira reunião entre os dois países ocorreu no âmbito da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao presidente uruguaio José Mujica. O encontro deu continuidade ao diálogo iniciado em 2009, quando os países identificaram setores com potencial de complementariedade e integração produtiva.

Em março deste ano, os ministros Miguel Jorge, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e Roberto Kreimerman, da Indústria, Energia e Mineração do Uruguai, se reuniram no Brasil e fizeram a priorização dos setores. “Há várias ações em curso e outras que necessitam de apoio para que tenham início, com grandes possibilidades de desenvolvimento e crescimento conjunto, como é o caso do setor de lácteos, cujas indústrias poderão se associar para a instalação de uma torre de secagem no Brasil e para a produção de leite condensado no Uruguai”, destaca Arcuri.

Além do setor de lácteos, há perspectivas de projetos de transferência de tecnologia de kits para diagnóstico por metodologias diferenciadas (biotecnologia), instalação de fábrica de autopeças para carretas (metalmecânica), identificação e capacitação de fornecedores (energia eólica e couro), além de parcerias para a fabricação de preservativos.

A Escolha pela Força

Por Mariliz Vargas

Lígia* não tinha histórico de câncer de mama na família. Nem tão pouco o seu perfil encaixava-se como propensa a desenvolver a doença. Por isso o seu médico, um renomado ginecologista da cidade, a liberava anualmente da necessidade de realizar a mamografia, por mais que sua idade inspirasse tal cuidado.

Ela estava na casa dos 60 anos, e era mulher de fibra, uma daquelas mulheres fortes e decididas, que quando colocam uma coisa na cabeça, vão em frente. Por isso, apesar de todas as garantias do médico, Ligia colocou na cabeça que precisava fazer o exame. O médico mostrou-se categórico, transbordando auto confiança profissional ao afirmar a inutilidade do procedimento. Talvez outra mulher tivesse encontrado alívio na segurança profissional do médico. Afinal é muito bom ter alguém que confiamos e que nos diz que não temos com o que nos preocupar.

Mas Ligia não era assim. Mesmo sabendo que poderia se deparar com alguma coisa muito desagradável com a sua insistência preferiu confiar em sua sensibilidade, e insistiu na realização imediata da mamografia. Foi então que Ligia fez o exame. E o resultado, acusou positivo. Sim ela tinha um pequeno tumor no seio esquerdo. Feita a biopsia, descobriu-se que era maligno. A família quase desmoronou de susto, de medo, de desespero em ver aquela que era a força de todos, ameaçada por esta terrível doença. Lembro-me quando fui visitá-la depois do fatídico diagnóstico. Ela me olhou bem nos olhos, com aquela firmeza habitual e disse:- Vou tirar de letra.

E assim o fez. O câncer foi removido, juntamente com a sua mama esquerda. Ficou agradecida por ser poupada da quimioterapia, já que a cirurgia havia extinguido completamente o tumor, pois o câncer estava em seu início. Por isso, o caso de Lígia nos alerta principalmente para a responsabilidade da própria mulher na sua saúde, onde nós precisamos estar atentas a nós mesmas, e contar com a equipe médica colocando-a a nosso favor. Ela optou, também, em não fazer a reconstituição da mama. Fez sua escolha, assumiu a sua condição de sobrevivente de um câncer e tratou de curtir a vida ao lado dos seus amados netos.

Ligia nos deu muitos exemplos de coragem. Em nenhum momento se considerou menor do que a doença, mas foi sábia o suficiente para respeitá-la. Confiou na experiência do médico mas não a colocou acima da sua sensibilidade. Diante do diagnóstico, tratou de tomar posse das suas forças e se lançar em direção ao destino com a fé e a certeza de que tudo seria feito da melhor forma possível. Certamente em muitos momentos se entristeceu, chorou e questionou Deus e o destino por terem colocado esta situação diante dela. Mas a postura que todos nós que acompanhamos o caso pudemos presenciar foi de pura coragem e força, e que por ocasião desta doença teve ainda mais condição de se manifestar. Ligia sobreviveu ao câncer, e viveu ainda muitos anos. Hoje já não está mais entre nós, mas é importante dizer que ela não morreu de câncer. Para todos nós a sua maior herança foi o seu exemplo e a certeza de que temos sim que enfrentar as nossas dores, de encarar os nossos medos, de acreditar na nossa sensibilidade antes de tudo, pois sem dúvida, somos muito mais do que supomos ser.

*O nome da paciente foi alterado como medida de proteção.


Sobre a autora:
Mariliz Vargas é psicóloga, formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Trabalha com Psicoterapia há mais de 20 anos. Ministra cursos e palestras sobre temas relacionados ao aprimoramento humano na busca por uma vida mais rica e feliz. Autora de inúmeros artigos publicados no jornal paranaense Gazeta do Povo, suplemento Viver Bem, e atualmente veiculados através da internet. Recentemente, Mariliz lançou o livro 'A Sabedoria do Não', pela editora Rósea Nigrea. A obra apresenta um panorama do poder construtivo do ´não´ e seu papel na conquista da felicidade.

Acesse:
www.marilizvargas.com.br
www.twitter.com/marilizvargas
www.roseanigra.com.br

Hospital Amaral Carvalho é líder na realização de transplantes alogênicos de medula óssea

Foto: Bruna Oliveira/ Assessoria de Imprensa HAC
Crianças na Casa de Apoio Infantil do TMO: apoio do HAC antes, durante e depois do procedimento

Dados do Sistema Nacional de Transplantes de Órgãos mostram que o Hospital Amaral Carvalho de Jaú, referência no tratamento e combate ao câncer, é um dos que mais realiza transplantes de medula óssea no Brasil. Em 2009, o serviço da instituição foi o que mais fez transplantes alogênicos de medula óssea no país: 127 procedimentos. Além deste número, outros 50 transplantes autólogos de menor complexidade ocorreram no hospital jauense.
"O HAC dedica-se prioritariamente a realização do TMO alogênico, modalidade que determina a necessidade de presença de doador em nosso serviço, em geral familiar, o que ocorre em 75% dos casos", diz o médico hematologista Vergílio Antonio Rensi Colturato, da unidade de TMO do HAC.
Na falta de doadores do próprio grupo familiar há necessidade de um doador voluntário não-aparentado, a maior parte proveniente do Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (Redome), que hoje conta com mais de 1 milhão e 100 mil doadores. Quando necessário, é utilizada medula óssea proveniente de doadores voluntários de registros internacionais. "Além disso, na Unidade de TMO do Hospital Amaral Carvalho tem se verificado a utilização com maior frequência de sangue de cordão umbilical placentário, principalmente em crianças. Mesmo assim, muitos pacientes que necessitam do procedimento acabam não encontrando um doador compatível, sugerindo que o esforço que tem sido feito com sucesso em aumentar o número de doadores voluntários no Redome seja mantido", esclarece dr. Vergílio.
A eficiência do serviço tem sido comprovada pelos bons resultados a médio e longo prazo, observados principalmente nas curvas de sobrevida favoráveis e superponíveis a experiência de grandes centros internacionais.
Hoje o serviço do HAC é referência nacional, e já transplantou pacientes de praticamente todos os estados brasileiros. "A complexidade do procedimento alogênico fica clara quando entendemos que nesta modalidade de transplante a imunidade do paciente é substituída por um novo sistema imunológico, fato este que contribui para o controle ou erradicação da doença em questão, mas pode trazer complicações clínicas importantes. Isso determina a oferta constante de cuidado especializado aos pacientes, principalmente nos primeiros seis meses do procedimento", esclarece o médico.
Contribui para obtenção de bons resultados o empenho e especialização de toda a equipe multidisciplinar. O importante apoio institucional e a necessária retaguarda social ofertada pela Fundação Amaral Carvalho, de acordo com dr. Vergílio, são elementos vitais para a obtenção de resultados positivos.
Com a recente ampliação da unidade de TMO, obtida com recursos provenientes da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, o HAC espera um aumento no número de procedimentos em até 25%. "Fato este que contribui para que a instituição possa consolidar cada vez mais a sua vocação e missão assistencial beneficiando a um número maior de pacientes, muitos carentes, que são encaminhados para a unidade de TMO do Hospital Amaral Carvalho", finaliza o médico.

Neurociência e educação são temas de congresso

INSTITUTO GLIA ORGANIZA MAIOR EVENTO DA AMÉRICA LATINA SOBRE NEUROCIÊNCIAS E EDUCAÇÃO

III Congresso Aprender Criança terá profissionais nas áreas de educação, cérebro e aprendizado e trará, pela primeira vez ao Brasil, curso sobre Neurofeedback. Também abordarão os temas Neuroeducação, Teoria da Mente e Metacognição, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Dislexia e Disciplina Assertiva

O Instituo Glia (www.institutoglia.com.br), especializado em neurociência aplicada à educação, realiza, nos dias 6, 7 e 8 de agosto, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o III Congresso Aprender Criança (www.aprendercrianca.com.br) maior evento da América Latina sobre o tema.

Com o intuito de fomentar a troca de informações entre neurocientistas e educadores, o Aprender Criança 2010 terá palestras, workshops, cursos e congressos que abordarão assuntos como Neuroeducação, Teoria da Mente e Metacognição, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Dislexia, Disciplina Assertiva e, pela primeira no Brasil, um curso sobre a técnica de Neurofeedback.

"Hoje, já sabemos que o processo de aprendizagem modifica a química e a estrutura cerebral. Neurocientistas investigam o seu funcionamento para descobrir os mistérios da memória, da escrita, da leitura e da matemática, facilitando a nossa compreensão tanto de talentos quanto de deficiências", explica Dr. Marco Arruda, diretor do Instituto Glia.

Além das palestras, o Congresso Aprender Criança terá a apresentação da fase nacional do Projeto Atenção Brasil, o maior levantamento já realizado no Brasil sobre Saúde Mental na infância e adolescência.

Coordenado por pesquisadores do Instituto Glia, das Universidades de Duke (EUA) e La Sapienza (Roma), o Projeto Atenção Brasil tem como meta retratar aspectos de Saúde Mental, desenvolvimento e hábitos da criança e do adolescente brasileiro.


III Congresso Aprender Criança
Data: 06, 07 e 08 de Agosto de 2010
Local: Centro de Convenções de Ribeirão Preto
Rua Bernardino de Campos, 999
Ribeirão Preto - SP
www.aprendercrianca.com.br/congresso

terça-feira, 15 de junho de 2010

DENÚNCIA ESPONTÂNEA: EM BUSCA DE SUA REVITALIZAÇÃO

Há, no Código Tributário Nacional, um dispositivo muito conhecido entre aqueles que atuam na seara do direito tributário, prevendo a exclusão da responsabilidade aos contribuintes que, espontaneamente e antes de qualquer procedimento de fiscalização, denunciem ao fisco sua demora, efetuando, “se for o caso”, o pagamento do tributo.

Em outras palavras, a lei determina a impossibilidade de aplicação de penalidade pelo atraso, sempre que o contribuinte se antecipe, demonstrando e sanando seu inadimplemento, antes de qualquer movimentação da administração tributária.

Esse instituto, indicado nos meios acadêmicos apenas como denúncia espontânea, foi sendo moldado pela jurisprudência ao longo dos anos, tendo sido objeto de muitas discussões nos Tribunais. Assentou-se que o pagamento do tributo em atraso realizado mediante parcelamento de débitos não enseja a exclusão da penalidade, já que a expressão “se for o caso” não indicaria a possibilidade de o contribuinte abster-se de quitar integralmente o tributo. Consolidou-se, também, a impossibilidade de manejo do instituto para exclusão de multa por atraso na entrega de obrigações acessórias, situação que os contribuintes entendiam como apta a ser abrangida pela já indicada expressão “se for o caso”. Seria justamente na hipótese de realização de denúncia espontânea de obrigações acessórias que não seria o caso de pagamento (o contribuinte apenas entregaria sua declaração ou prestaria a informação devida). Diante destes dois posicionamentos, foi inevitável o questionamento: quando será, então, o caso de realização de denúncia espontânea sem pagamento do tributo? Isso diante da premissa de que o pagamento, como já indicado, é condição para configuração da denúncia apenas “se for o caso”. A questão, no entanto, seguiu sem resposta, restando consignado, também nesta hipótese, a inaplicabilidade do instituto.
Mais grave do que isso, no entanto, parece ser o entendimento que vem sendo consolidado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nos últimos anos quanto à impossibilidade de manejo da denúncia espontânea nos chamados tributos sujeitos ao lançamento por homologação (quando a legislação atribui ao contribuinte o dever de apurar, declarar e antecipar, sem qualquer participação do fisco, o pagamento do tributo, sendo esta a roupagem que a esmagadora maioria dos tributos brasileiros atualmente ostenta).

É que nestes casos, a jurisprudência é no sentido de não reconhecer a aplicabilidade da denúncia espontânea, sempre que o contribuinte já tiver declarado ao fisco o tributo devido. A denúncia espontânea até poderia ser aplicada aos tributos sujeitos ao lançamento por homologação, desde que o contribuinte nada tenha declarado ao fisco. Segundo a Súmula nº 360 do STJ, “o benefício da denúncia espontânea não se aplica aos tributos sujeitos a lançamento por homologação regularmente declarados, mas pagos a destempo”.
Isto quer dizer que este importante instituto, segundo a linha de entendimento que prevalece, só pode ser aplicado para a grande maioria dos tributos, na hipótese de o contribuinte não ter nem mesmo remetido ao fisco as suas declarações de débitos (DCTF´s, DIPJ´s, GFIP´s e GIA´s). Caso esteja inadimplente, mas tenha declarado ao fisco os tributos devidos, o contribuinte terá fechado a porta da denúncia espontânea.
Prestigia-se com esse entendimento, no entanto, o contribuinte marginalizado, aquele que nem mesmo declara seus débitos ao fisco, reprimindo e estancando a regularização de débitos inadimplidos de contribuintes cumpridores de suas obrigações acessórias.
Essa construção, apesar de afetar de maneira firme a natureza indutora do instituto da denúncia espontânea, carregando em si uma clara incoerência interna de estímulo à má-fé e à desídia de certos contribuintes, vem sendo sustentada pelo STJ em virtude da fixação de premissa pelo Tribunal de que as declarações de débitos fornecidas pelos contribuintes constituem o crédito tributário (podendo, inclusive, ser remetido à dívida ativa, independentemente de qualquer procedimento do fisco). Mesmo que assim se entenda, deveria o STJ permitir o manejo da denúncia espontânea enquanto não inscrito o débito em dívida ativa.

Caso não haja uma mudança nessa sucessão de entendimentos, como se percebe, perdurará o estímulo à inaplicabilidade do instituto, isolando-o, salvo em raras exceções, como mecanismo de salvaguarda de contribuintes não cumpridores de quaisquer de suas obrigações e impedindo sua utilização pelo bom pagador que, tendo declarado seu débito ao fisco, procura restaurar espontaneamente sua regularidade fiscal.

Colocados nestes moldes, fica o presente texto como singelo manifesto em prol da revitalização da denúncia espontânea, tomado como instituto indutor, atual, eficiente e fomentador de boas práticas pelos contribuintes brasileiros em um contexto de integração com o fisco.

Diego Bomfim é advogado do escritório Machado Meyer e mestre em Direito Tributário pela PUC/SP

Inscrições para o Prêmio ANA são prorrogadas até 30 de junho

Trabalhos sobre o tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” podem se inscrever nas seguintes categorias: Governo, Empresas, ONG, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Organismos de Bacia, Ensino e Imprensa



Quem ainda não se inscreveu para o Prêmio ANA 2010 terá uma segunda chance. Até 30 de junho, os interessados em participar poderão inscrever trabalhos que se enquadrem no tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” em sete categorias: Governo, Empresas, ONG, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Organismos de Bacia, Ensino e Imprensa. As iniciativas devem estimular o combate à poluição e ao desperdício e apontar caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para o desenvolvimento e a qualidade de vida dos brasileiros. A premiação é realizada pela Agência Nacional de Águas e conta com o patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal e o apoio da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (Abas).
Os interessados poderão enviar seus trabalhos por remessa postal registrada aos cuidados da Comissão Organizadora do Prêmio ANA 2010 no seguinte endereço: SPO, Área 5, Quadra 3, Bloco “M”, Sala 222, Brasília-DF, CEP: 70610-200. A data de postagem será considerada como a de entrega. Os concorrentes poderão inscrever mais de uma iniciativa. Além disso, é permitido apresentar trabalhos por indicação de terceiros, desde que acompanhados de declaração assinada pelo indicado, concordando com a inscrição e com o regulamento da premiação.

O Prêmio ANA 2010, concedido a cada dois anos, tem uma Comissão Julgadora composta de membros externos à Agência e com notório saber sobre recursos hídricos ou meio ambiente. Um representante da ANA e um da Caixa compõem o grupo, mas sem direito a voto. Os critérios de avaliação dos trabalhos levarão em consideração os seguintes aspectos: efetividade; potencial de difusão/replicação; aderência social; originalidade; e impactos social, cultural e ambiental.

A Comissão Julgadora selecionará três iniciativas finalistas de cada uma das sete categorias e as vencedoras de cada uma delas serão conhecidas em solenidade de premiação marcada para 1º de dezembro de 2010 no teatro da Caixa Cultural de Brasília. Os sete vencedores receberão o Troféu Prêmio ANA, concebido pelo mestre-vidreiro italiano Mario Seguso.

Cronograma

· Inscrições: até 30 de junho de 2010;
· Prazo de julgamento: de 2 de agosto a 10 de setembro e de 4 a 8 de outubro de 2010;
· Comunicação aos finalistas: de 25 a 29 de outubro de 2010;
· Cerimônia de premiação: 1º de dezembro de 2010.

Histórico
Em sua primeira edição, em 2006, o Prêmio ANA teve três temas em disputa: “Gestão de Recursos Hídricos”, “Uso Racional de Recursos Hídricos” e “Água para a Vida”. À época, 284 trabalhos se inscreveram. No segundo Prêmio ANA, em 2008, o tema foi único: “Conservação e Uso Racional da Água”. Na ocasião, participaram 272 iniciativas de seis categorias: governo, empresas, organizações não governamentais, organismos de bacia, imprensa e academia.

Informações
Para mais informações acesse o hotsite www.ana.gov.br/premio, envie e-mail para premioana@ana.gov.br ou ligue para (61) 2109-5412.

BSG World Festival

De 26 a 29 de junho de 2010, a cidade de Curitiba, no Paraná, vai receber o BSG World Festival, evento que reúne moda, beleza, SPA, fitness, estética e saúde com atrações nacionais e internacionais.
O festival acontecerá no Expo Unimed Curitiba e no Teatro Positivo, locais que se tornaram referências para eventos de grande porte da região. Serão quatro dias dedicados a troca de experiências e conhecimento através da realização de workshops, congressos de estética, campeonato de cabeleireiros, show beneficente com 15 equipes internacionais e uma expo de beleza, que mostrará as novidades em produtos, serviços e equipamentos.
Além disso, serão comemorados os 10 anos do Creative Color International, o maior evento em conteúdo técnico para profissionais de beleza das Américas. Serão 8 equipes internacionais, vindas da Espanha, Estados Unidos, Inglaterra e Brasil

BSG World Festival 2010
Data: 26 a 29 de junho de 2010
Horário: 10h às 20h
Local: Expo Unimed e Teatro Positivo
Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300
Campo Comprido - Curitiba - PR
www.bsgworldfestival.com

sábado, 5 de junho de 2010

WALLPAPER FALA SOBRE PROJETO RESIDENCIAL DO ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA FGMF


Projeto residencial de Botucatu, citado pelo portal da Wallpaper

O escritório de arquitetura Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz (FGMF), de São Paulo, está no portal da revista britânica Wallpaper deste mês. A matéria “Brazil’s inside-out architecture”, do “Brazil Architect’s Directory”, traz uma abordagem sobre a cultura arquitetônica do país, e menciona a FGMF com a pré-fabricação sustentável da Casa Natura, e também um projeto residencial de Botucatu com grande integração entre os espaços internos e externos através de uma estrutura ousada e original. (Link da matéria: http://www.wallpaper.com/news/brazils-inside-out-architecture/4519).

Localizado em São Paulo, na Vila Madalena, o escritório do trio Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz foi fundado há 10 anos e, em 2009, pela primeira vez a revista britânica Wallpaper*, considerada a principal publicação mundial da área de tendências e design, destacou o FGMF no Architects Directory anual. O diretório trouxe a relação dos 30 jovens escritórios de arquitetura considerados pela Wallpaper* como os mais promissores e vanguardistas do mundo.
No Brasil, já ganharam diversos prêmios em projetos que vão desde residenciais e institucionais a urbanismo, de instituições renomadas como Instituto de Arquitetos do Brasil e ABCEM (Associação Brasileira da Construção Metálica), Prefeitura de São Paulo, entre outros. Internacionalmente, tiveram seus projetos publicados em países como Alemanha, China, Itália, India, Coréia e Espanha, e foram selecionados para a final do Living Steel de 2008, na Finlândia, onde receberam o architect’s prize de urbanismo. Mais informações, clique aqui

Alunos de Administração da FEI apresentam novas ideias de negócios para empreendedores

Entre as ideias propostas estão a criação de uma agência de turismo de aventura para a área corporativa, empresa que realiza viagens de formatura a bordo de um navio e brinquedos e jogos para pessoas com necessidades especiais

Estudantes do curso de Administração do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) desenvolveram 9 projetos voltados a futuros empreendedores. Entre as ideias propostas estão a criação de uma agência de turismo de aventura para a área corporativa, empresa que realiza viagens de formatura a bordo de um navio, brinquedos e jogos para pessoas com necessidades especiais e até uma chocolateria.

Denominada de Clube EcoIntegração, a agência de turismo de aventura tem como alvo a área corporativa e visa potencializar o desenvolvimento de competências dos colaboradores da empresa. A ideia dos estudantes é que os colaboradores possam desenvolver atividades específicas por meio do turismo de aventura. “A nossa empresa também faz palestras motivacionais com os gerentes de cada área para definir o trabalho a ser desenvolvido”, destaca a estudante Letícia Aparecida da Silva, 26 anos.

Outro projeto é a empresa Digilock, que realiza a digitalização de documentos para evitar arquivos no estoque. “O principal diferencial da empresa é a criação do certificado de autenticidade que valida o documento digitalizado”, conta o aluno Emerson Ribeiro da Silva, 25 anos..

Visando o recrutamento de profissionais estrangeiros ou de brasileiros que estão no Exterior e que desejam trabalhar no Brasil, a consultoria de RH Global Jobs oferece oportunidades de trabalho a talentos que moram fora do País. A ideia é identificar o perfil de profissional desejado pela empresa brasileira e, a partir do estudo, iniciar o processo de seleção. Para evitar gastos, a tecnologia é a grande aliada na fase de contratação. “As etapas de seleção são feitas, por exemplo, por meio de videoconferência”, explica o aluno Luis Gustavo Chrispim de Oliveira, 25 anos.

Os demais Planos de Negócios:

Atlantis – A empresa de eventos promove formaturas e viagens a bordo de um navio. O cruzeiro possui três tipos de roteiros e inclui passeios com partidas de Santos (SP) para Florianópolis, Rio de Janeiro, Arraial D’Ajuda (Bahia).

Criar – Visando a produção e comercialização de brinquedos e jogos para pessoas com necessidades especiais, a Criar oferece produtos como dominó, baralho, jogo da velha, xadrez, dama e bolas para prática de esportes.

High Society – A empresa de quadras de futebol society para aluguel foi desenvolvida para atender as classes A e B e grandes empresas. O espaço contempla toda a família, com áreas de lazer para as crianças e centro de estética para as mulheres. Outro diferencial é que os jogos são transmitidos ao vivo no local por meio de telões.

Karoll’s – Na área alimentícia, a novidade é a chocolateria Karoll’s, que oferece também serviços de buffet para festas e eventos e espaço reservado nas lojas para acesso à internet. Entre os produtos comercializados estão bombons, trufas, barras, cestas para presentes e ovos de Páscoa.

Madruga’s – Inspirada no conforto e segurança para os clientes, a Madruga’s foi concebida para realizar entrega de produtos de conveniência como, refrigerantes, comidas congeladas e instantâneas, em horário diferenciado. A entrega será feita por bike boys, entre 22h e 6h da manhã.

Rubber – Trabalhar com a reciclagem de pneus para a fabricação de produtos para a construção civil, como tijolos, revestimentos e pisos de borracha, é o foco da empresa Rubber. No plano de negócios, os alunos sugerem firmar parcerias com catadores de lixo e órgãos públicos para recolher os pneus.

“Estas propostas estão pontas e podem ser aplicadas por qualquer empreendedor”, avisa o professor da disciplina Estratégia Empresarial II William Sampaio Francini.

Curso pioneiro - criado em 1941, nos moldes da Graduate School of Business Administration, da Universidade de Harvard, Estados Unidos, o curso de Administração FEI foi o primeiro de nível superior a funcionar no País. É ministrado nos campi São Bernardo (noturno) e Liberdade (matutino e noturno), com duração de oito semestres. Com uma estrutura curricular especialmente direcionada às necessidades e tendências de mercado, o curso objetiva a formação de profissionais – executivos, empresários e consultores – capazes de gerir desde uma pequena unidade de negócios até um conglomerado de empresas.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

ÚLTIMOS DIAS DE INSCRIÇÕES para o vestibular a distância DO GRUPO UNINTER EM TODO O BRASIL

O Grupo Educacional UNINTER, por meio de suas Instituições de Ensino Superior Facinter e a Fatec Internacional, está com os últimos dias de inscrições abertas para o vestibular a distância em todo o Brasil, até o dia 04 de junho, para os cursos superiores de tecnologia na modalidade de Educação a Distância (EaD).

As inscrições podem ser feitas pelo site www.vestibularnacional.com.br ou pelo telefone 0800 702 0500, as provas acontecem no dia 06 de junho.

Além de oferecer dez opções de cursos superiores – autorizados e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) –, com duração de 2 a 3,5 anos, o Grupo educacional UNINTER segundo pesquisa ABE-EAD, está em primeiro lugar de qualidade no ensino a distância e, ainda apresentam diferenciais que proporcionam o acesso à educação de qualidade a todos os brasileiros: aulas ao vivo, via satélite, uma vez por semana, transmitidas por meio de uma das melhores estruturas de dialógica eletrônica de EaD do país, mensalidades acessíveis e a entrega de aproximadamente 30 livros gratuitos durante todo o curso.

Com esta proposta educacional, a formação superior chega a várias regiões, oportunizando para a comunidade cursos de graduação com praticidade e qualidade.

Os cursos a distância da Facinter e da Fatec Internacional estão disponíveis em todas as regiões do país, nos Polos de Apoio Presencial distribuídos em mais 600 cidades brasileiras.

Segundo pesquisa da ABE-EaD, validada pelo MEC, o Grupo Educacional UNINTER, está em primeiro lugar em qualidade entre as maiores instituições de ensino a distância do país.

Diferenciais dos cursos EaD

A Fatec Internacional foi a primeira instituição de ensino superior a oferecer cursos superiores de tecnologia a distância reconhecidos pelo MEC. Este pioneirismo fez com que o Grupo UNINTER se tornasse, hoje, um dos maiores e mais conceituados no segmento EaD, difundindo esta modalidade de ensino via satélite.

O material didático de todos os cursos é composto, em média, por 30 livros (já inclusos no valor da mensalidade). Com este diferencial, o aluno pode criar a sua própria minibiblioteca para consultas a qualquer momento. Além disto, estudantes e professores têm à disposição ferramentas tecnológicas de última geração para as aulas, que são realizadas ao vivo – por meio da tecnologia via satélite – com interação em tempo real com professores especialistas, mestres e doutores. As aulas são transmitidas uma vez por semana, sendo que os alunos devem comparecer ao Polo, onde assistem, em um telão, a matéria transmitida pelo docente (ministrada nos estúdios em Curitiba).

As dúvidas podem ser encaminhadas por e-mail, 0800 ou fax, e o professor responde durante a aula, também ao vivo. Afinal, o questionamento de um aluno em Porto Alegre, por exemplo, pode ser o mesmo de outro em Manaus. Mas, se depois da aula o aluno ainda tiver perguntas, estas são enviadas à Tutoria Central, que fornece orientações específicas sobre os temas ministrados em sala de aula.

O Grupo ainda disponibiliza ferramentas de apoio como: canais na web com interação através do sistema Voip; canal de interatividade entre alunos e professores – Claroline –; Vídeo on Demand, que equivale a aulas de reforço pela Internet; Rádio Web, uma rádio educativa com programação variada, entre outras.



Serviço

Inscrições abertas para o vestibular a distância do Grupo UNINTER em todo o Brasil
Inscrições: até 04 de junho pelo www.vestibularnacional.com.br ou pelo telefone 0800 702 0500
Valor: R$50,00
Informações: www.grupouninter.com.br ou pelo telefone 0800 702 0500

Faixa etária para doar sangue deve ser ampliada

Documento, em consulta pública, propõe que jovens com 16 e 17 anos e idosos entre 65 e 68 anos sejam incluídos na faixa etária para doar sangue

O Ministério da Saúde quer ampliar o número de doações de sangue no Brasil. Para isso, colocou em consulta pública, nesta quarta-feira, dia 2 de junho, proposta que permite que jovens de 16 a 17 anos (mediante autorização dos pais) e idosos de 65 a 68 anos possam ser doadores de sangue. Atualmente, somente pessoas com idade entre 18 e 65 anos estão autorizadas a doar. O texto da medida - que faz parte da nova Política de Procedimentos Hemoterápicos - pode ser lido na página do Ministério da Saúde e receber sugestões da população até o dia 2 de agosto.

Atualmente, no Brasil, são coletadas por ano, em média, 3,5 milhões de bolsas de sangue. O índice brasileiro de doadores é de aproximadamente 1,8% da população. De acordo com parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), para manter os estoques regulares é necessário que 1% a 3% da população faça isso regularmente.

A ampliação da faixa etária é baseada em evidências científicas plenamente comprovadas por estudos internacionais. Nos EUA, a associação americana de sangue (ABB) já aprovou que jovens com 16 e 17 anos e idosos acima de 65 anos possam doar. O sistema americano já adota estes novos critérios de idade, assim como a Europa. A decisão de ampliar para idosos com até 68 anos também vai ao encontro da tendência de crescimento da expectativa de vida da população brasileira.

IMPACTO - Ao ampliar a faixa-etária de doadores, o Ministério da Saúde prevê que cerca 13,9 milhões de pessoas sejam estimuladas à doação, ampliando significativamente a oferta aos pacientes que hoje necessitam. Segundo os padrões da OMS, o ideal, para o Brasil, considerando as especificidades e necessidades regionais, seria coletar anualmente cerca de 5,7 milhões de bolsas sangue.

Desde 2004, o Ministério da Saúde é responsável por normatizar e controlar a política de sangue, componentes e hemoderivados no país. Com a nova regulamentação, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ficará responsável pelo controle e fiscalização sanitária dos serviços.

A Política de Procedimentos Hemoterápicos foi elaborada por um grupo técnico, formado por especialistas do Ministério da Saúde. Nela estão contidas desde avanços tecnológicos até novas especificações técnicas, passando por adequação de produtos do sangue, usos de componentes e controle de qualidade.

A proposta contém medidas que garantem maior humanização na prestação dos serviços de hemoterapia e também atendimento especializado e maior acessibilidade aos portadores de necessidade especiais. Na prática, isso significa que deficientes poderão dispor, entre outras adequações, de rampas de acesso aos serviços, triagem realizada por profissional habilitado em libras ou até mesmo material informativo em braile.

CONSULTA PÚBLICA - Publicada no Diário Oficial da União, A Política de Procedimentos Homoterápicos ficará em consulta pública durante 60 dias - até o dia 2 de agosto, podendo ser acessada pelo site www.saude.gov.br/consultapublica

DOAÇÃO – Para doar sangue é fácil, o voluntário deve procurar o hemocentro mais próximo da sua residência. Antes de doar, o candidato passa por uma entrevista médica. Esse procedimento serve como controle de qualidade do sangue coletado.

Doar sangue é uma prática segura e que não dói, é rápido, fácil e não debilita e nem prejudica a saúde. Em cada doação são retirados, em média, 450 mililitros de sangue. O ideal é que cada pessoa doe duas vezes ao ano. Após a doação, o voluntário recebe as instruções que deve seguir após o procedimento.

Reconhecimento brasileiro na natação

Mesmo em época de Copa do Mundo os holofotes estão voltados para a natação. O nadador Cesar Cielo receberá nesta sexta-feira, 04 de junho, o Prêmio Mérito Esportivo, do Ministério dos Esportes. O evento acontecerá durante a III Conferência Nacional do Esporte, em Brasília. Patrocinado pela marca de desodorantes Avanço, Cesar Cielo está treinando em Auburn, Alabama (EUA). Em um ano sem Olimpíada e Mundial, o principal objetivo do nadador na temporada é a disputa do Pan-Pacífico, em Irvine, na Califórnia. Antes disso, disputa dois torneios de preparação: o Paris Open e o Grand Prix de Athens, na Georgia (EUA).



Sobre Avanço

Avanço é uma marca tradicional de desodorantes masculinos desde1966. Os produtos, que podem ser encontrados nos formatos Aerossol, Roll-On e Spray, estão disponíveis em cinco versões, que oferecem total proteção e perfume marcante no dia-a-dia do homem brasileiro. O produto, conhecido em todos os cantos do Brasil, ficou famoso pelo seu slogan “Com Avanço, elas avançam", usado em campanhas publicitárias da marca.

Ipea promove seminário sobre fluxos financeiros

Evento lançará relatório final do Grupo Internacional de Peritos criado pela França depois da crise financeira internacional

As inscrições para o seminário Taxação sobre fluxos financeiros para um mundo melhor estão abertas até 8 de junho. O evento, promovido pela Diretoria de Estudos e Relações Econômicas e Políticas Internacionais (Deint) do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), será nos dias 10 e 11 de junho. O ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Samuel Pinheiro Guimarães, participará da mesa de abertura, às 9 horas de quinta-feira, 10, ao lado do presidente do Ipea, Marcio Pochmann.

No primeiro dia, o seminário debaterá a crise internacional financeira, o financiamento do desenvolvimento e a viabilidade técnica de uma taxação sobre transações cambiais. São questões debatidas no mundo desde o início da crise, em 2008, quando os países mais ricos e desenvolvidos do planeta, entre os quais os Estados Unidos e Inglaterra, sofreram colapsos econômicos.

A regulação e taxação de transações financeiras estão sempre presente nessas discussões, mas ainda precisa de apoio político para entrar na agenda. No segundo dia, sexta-feira, 11, o seminário debaterá este tema das 9h às 11h30. Logo após, será lançado o livro Globalização para todos – Taxação solidária sobre os fluxos financeiros internacionais, editado pelo Ipea e organizado por Marcos Antonio Macedo Cintra, Giorgio Romano Schutte e Andre Rego Viana.

Também será lançada a versão em português do relatório final do Grupo Internacional de Peritos sobre a taxação de fluxos financeiros. Onze países, entre os quais Brasil, Chile, Espanha, Alemanha, Grã-Bretanha e Japão, entraram no grupo com a França, que liderou uma Força-Tarefa para apresentar a viabilidade técnica e política da taxação. Marcio Pochmann integrou o Grupo de Peritos.

Os interessados podem se inscrever pelo email eventos@ipea.gov.br ou pelo telefone (61) 3315 – 5108.

Programação:

Seminário Internacional: Taxação sobre fluxos financeiros para um mundo melhor
Data: 10 e 11 de junho de 2010
Local: Auditório Ipea – Setor Bancário Sul – Edifício BNDES, Brasília, DF
5a feira, 10 de junho
9h-10:30h - Abertura

• Samuel Pinheiro Guimaraes, Ministro-Chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (confirmado)

• Marcio Pochmann, Presidente do IPEA (confirmado)

• Celso Amorim Ministro de Relações Exteriores

10h30- 12h30 Crise e regulação financeira

Coordenador: Deputado Federal Ricardo Berzoini

Apresentações:

· Daniel Titelman, Chefe da Unidade de Estudos de Desenvolvimento da Cepal, Santiago

Damon Silvers, Diretor do Departamento de Política, AFL-CIO
José Carlos de Souza Braga, Instituto de Economia/Unicamp
Debatedor: Luis Melin, Chefe de Gabinete do Ministério da Fazenda e membro do Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) do G20


14h00-16h Financiamento do Desenvolvimento e os Objetivos do Milênio

Coordenador: Jorge Abrahão de Castro, Diretor de Estudos e Políticas Sociais do IPEA

Apresentações:

Christian Masset, Diretor-Geral para Assuntos Globais e Parcerias Internacionais, Ministério de Relações Exteriores da França
Rathin Roy, Diretor do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC)
Prof Takehiko Uemura, Yokahama City University, Japão
Debatedor: Ministro Sílvio José Albuquerque e Silva, Chefe da Divisão de Temas Sociais, do Itamaraty


16h00-18h30 Viabilidade técnica de uma taxação sobre transações cambiais

Coordenador: Ministro Luis Antônio Balduino Carneiro, Chefe do Departamento de Assuntos Financeiros e Serviços do Itamaraty

Apresentações:

Rodney Schmidt, Pesquisador Finanças e Desenvolvimento, Institute Nord-Sud, Ottawa, Ontário/Canadá
Lieven Denys, Especialista em direito internacional e tributário, Universidade de Bruxelas
Fernando Cardim de Carvalho, Instituto de Economia/UFRJ
Debatedor: Wagner Guerra, Departamento de Assuntos Internacional do Banco Central do Brasil


6ª feira, 11 de junho



9h-11h30 Como mobilizar apoio político?

Coordenador: Arthur Henrique, presidente da Central Única dos Trabalhadores – CUT

Apresentações:

§ David Hillman, coordenador da campanha Robin Hood

§ Jacques Cossart, representante da Associação pela Tributação das Transações Financeiras em Apoio aos Cidadãos (ATTAC)/França



§ Adhemar Mineiro, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese)/Rede Brasileira Pela Integração dos Povos (Rebrip)

§ Deputado Federal Pepe Vargas (Câmara dos Deputados)

Debatedor: Ministro Carlos Alberto Den Hartog, Coordenadoria Mecanismo Inovadores para financiar o desenvolvimento, Itamaraty

11h30-12h30

v Lançamento livro Globalização para todos – Taxação solidária sobre os fluxos financeiros internacionais. Org. Marcos Antonio Macedo Cintra, Giorgio Romano Schutte e Andre Rego Viana

v Lançamento versão em português do Relatório Final do Grupo internacional de Peritos para financiar do desenvolvimento.

v Encerramento com Márcio Pochmann, presidente do IPEA







Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

www.agencia.ipea.gov.br

www.ipea.gov.br

Fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) fornece suporte técnico e institucional às ações governamentais - possibilitando a formulação de inúmeras políticas públicas e programas de desenvolvimento brasileiro - e disponibiliza, para a sociedade, pesquisas e estudos realizados por seus técnicos.

Feira do Meio Ambiente promove consciência ambiental e social em Barretos

Com o objetivo de promover a consciência ambiental, evento terá programação diversificada. A iniciativa e ideia da Feira é da Associação Cultural e Turística Vivart em parceria com o Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos UNIFEB, Os Independentes, ACIB e Secretaria Municipal do Meio Ambiente

De 10 a 12 de junho a população barretense e da região poderá conhecer um pouco mais sobre diversas questões ambientais na 1a Feira do Meio Ambiente, que será realizada no Rancho do Peãozinho, no Parque do Peão.

Serão três dias com oficinas sobre materiais recicláveis, orientações sobre consumo inteligente de água, construções sustentáveis e como gerar renda com lixo. Além de uma feira de cacarecos, que será o destaque do evento. “A Feira funcionará como barganha, a criança trocará um brinquedo que não usa por um outro. E os recicláveis que trouxerem, usarão nas oficinas", disse a Engª Marony Martins Dutra, professora da Engenharia Civil do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB).

Segundo a presidente da Vivart, Renata de Freitas Teixeira, o foco principal do evento é sensibilizar a todos para uma vida ecologicamente correta.

Para a Pró-Reitora de Extensão e Cultura e Pró-Reitora de Graduação do UNIFEB, Profa. Dra. Luiza Maria Pierini, o evento é muito importante para contribuir com a conscientização da população. "O UNIFEB apoia a iniciativa, pois a Feira do Meio Ambiente é um ponto de partida para que as pessoas tenham conhecimento dos problemas ambientais e comecem, com pequenas atitudes, a contribuir para um planeta melhor."

São esperadas mais de 2 mil crianças das escolas públicas e particulares de Barretos e região, alunos da UNIFEB, SENAC e outras instituições de ensino. “As crianças são nosso foco principal mas a Feira será aberta a todo público”, afirma Marcos Murta, presidente de Os Independentes.

Programação – Durante o evento, diversas atividades culturais como exposições de artes do CEMART e do Artista plástico Renato Amisy, dança e música serão apresentadas. Também está confirmada na programação do evento a apresentação do projeto Criança Ecológica, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Incentivo - Para facilitar o acesso ao local e incentivar a participação, principalmente das crianças, A ACIB e a secretaria da Educação disponibilizará ônibus gratuitos. Pelo menos10 ônibus serão disponibilizados para levar as crianças até o parque nos três dias de Feira do Meio Ambiente. Os ônibus devem sair das escolas que participarão do evento. Além disso, a ACIB também sorteará três bicicletas durante os três dias do evento e 30 canecas da feira confeccionadas pelo Foto King.

Lixo eletrônico - Outra ação que será realizada é a coleta de lixo eletrônico. Quem tiver pilhas usadas, baterias, celulares, computadores, pode procurar o CCBEU de Barretos ou levar durante a Feira no Parque do Peão

Arrastão - No dia 05 de junho será realizado um arrastão no Bairro Barone para arrecadar Cacarecos e recicláveis. O arrastão será realizado com o apoio do Tiro de Guerra. Todo o material recolhido será usado na Feira.

2B Duracell Racing disputa a segunda etapa do Mineiro de Motocross neste final de semana

Balbi não participa desta etapa do AMA Motocross
Foto: Fred Mancini / Y.Sports


Neste final de semana a 2B Duracell Racing disputa na cidade de Conselheiro Lafaiete, MG, a segunda etapa do campeonato Mineiro de Motocross. Líder nas categorias MX1 e MX2 com o piloto Jorge Balbi Jr., a equipe tem a oportunidade de sair da prova com a liderança em mais duas categorias, a 85cc e a Nacional.

No motódromo Moinho Velho, a equipe será representada pelo catarinense Pipo Castro que vem logo atrás de Balbi na vice-liderança da tabela de classficação na MX1. Além de Pipo, os outros nomes do time serão os paulistas Gustavo Amaral na MX2 e MX1, Anderson Amaral na 85cc e MXJr, e Nivaldo Viana na categoria Nacional.

Para Pipo, que correrá pela primeira vez em Lafaiete, a expectativa é fazer uma boa prova e vencer a etapa, visando a manutenção do título estadual. “Tenho treinado bastante e a cada dia estou ficando mais à vontade com a moto e acredito que tenho boas chances de fazer uma boa corrida nesta etapa”, disse o catarinense.

Já Nivaldo Viana, tem boas recordações da pista de Conselheiro Lafaiete. Foi nela que o santista conquistou a primeira vitória competindo pela 2B Duracell na segunda etapa do Mineiro de Supercross em 2009. “A pista me lembra muito a que eu treino em Santos. Estou com um bom equipamento e espero fazer uma grande prova para brigar pela ponta do campeonato”, declarou o piloto, que será o único a correr no sábado, na categoria Nacional. No domingo, acontecem seis baterias com a largada da MXJr às 13h e a MX1 encerrando as competições às 15h25.

Mari Balbi representa 2B Duracell no exterior
 Foto: Idario Araújo - Y.Sports
Mari e Jorge Balbi

Mariana Balbi mais uma vez não vai disputar o mineiro, já que tem como prioridade a disputa do campeonato feminino de motocross americano, o WMA. A piloto será a única representante da 2B Duracell a competir fora do Brasil neste final de semana. Na segunda etapa em Wortham, Texas, Mari pretende conquistar mais um bom resultado, embalada pela quarta colocação obtida na abertura em Sacramento.

“Semana passada não fui bem na primeira bateria, mas na segunda me recuperei e terminei na terceira colocação. Estou evoluindo a cada treino e acredito ter chances de pelo menos repetir a quarta colocação que consegui na primeira etapa”, disse Mariana, que em 2010 conta com a estrutura de ponta da equipe MotoConcepts Yamaha.

Já Jorge Balbi Jr, que disputou na semana passada a “corrida do século” em Glen Helen, não vai participar da segunda etapa do AMA Motocross. Além de ter quebrado a suspensão da moto na última prova, imprevistos com a logística de transporte de seu equipamento da Califórnia para o Texas o deixarão fora desta etapa. “Não vou correr e agora é encarar esse período nos EUA como um treinamento de luxo para voltar ainda mais forte para continuar as disputas das competições brasileiras, que são o meu principal foco neste ano”, declarou Balbi.

A Equipe 2B Duracell Racing tem o patrocínio de Gilette, Ariel, Mobil, i9/Coca-Cola, Mormaii, Café Fino Grão e Mart Plus. Os patrocinadores/fornecedores são NFS, NEYFA, Pirelli e L’aquila.

Anderson Amaral busca liderança do Mineiro de MX
Foto: Idário Araújo - Y.Sports
Sobre a Duracell

Nessa temporada, a equipe tem uma energia extra da líder mundial em pilhas alcalinas de alta performance. O forte apoio da Duracell, uma das marcas da Procter & Gamble (P&G), propicia a equipe condições pelos melhores resultados nas pistas. Conceitos importantes para a Duracell como energia, resiliência e durabilidade são conceitos em comum com a equipe, além é claro da resistência e capacidade de superação que os pilotos apresentam a cada etapa.

A linha Duracell é composta por pilhas alcalinas, pilhas ultra e pilhas de lítio de alta potência. Além de pilhas recarregáveis e lanternas. São desenvolvidas com tecnologia avançada, têm mais energia e duram até 8 vezes mais que as pilhas comuns de zinco, como comprovado por pesquisas.

A marca Duracell pertence a Procter & Gamble. Três bilhões de vezes por dia as marcas da P&G participam da vida das pessoas em todo o mundo. Possui um dos mais respeitados portfolios de produtos, com marcas líderes de mercado como Pampers®, Ariel®, Always®, Pantene®, Mach3®, Oral-B®, Duracell®, Head & Shoulders®, Wella, Gillette®, Crest® e Pringles®. A comunidade P&G é formada por mais de 138 mil empregados que trabalham em 80 países.


Números da equipe 2B Duracell Racing no Brasil em 2010

Provas disputadas: 23
Número de pódios: 24
Número de vitórias: 11

Número de categorias que a equipe lidera: 10 (Superliga MX – MX1-Jorge Balbi, MXJr- Anderson Amaral, CRF 230cc- Nivaldo Viana. Brasileiro de MX – 85cc- Anderson Amaral, MX1 e MX2- Jorge Balbi. Campeonato Sergipano – MX1- Rodrigo Lama. Campeonato Brasileiro Feminino- Mariana Balbi. Campeonato Mineiro – MX1 e MX2- Jorge Balbi)

Fórum Abremar debate cruzeiros marítimos

Autoridades públicas e empresários discutiram a situação da atividade, que cresceu 38% na temporada 2009/10


O III Fórum Abremar, realizado durante o Cruise Day 2010, foi marcado pelo debate sobre os entraves e gargalos do setor que, no último ano, cresceu quase 40%. A quinta edição do evento foi realizada nesta quarta-feira (02), em São Paulo (SP).

O secretário executivo do Ministério do Turismo (MTur), Mário Moysés, destacou a importância de se estreitar o relacionamento entre o governo e a iniciativa privada para o desenvolvimento de políticas públicas, que atendam às necessidades do setor.

O presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), Ricardo Amaral, avaliou o debate como produtivo e democrático, pois, “em um mesmo lugar pudemos unir os poderes Legislativo e Executivo, bem como todo o trade interessado no tema”.

Para a deputada Raquel Teixeira, presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, os grandes eventos esportivos que serão sediados no Brasil nos próximos anos são uma boa oportunidade para fazer um planejamento adequado de investimentos nos portos. “Temos alguns projetos prioritários que já estão em andamento, como a questão dos vistos e da legalização das agências de viagens.”

Ministério do Turismo

Turismo brasileiro é divulgado no Rock In Rio Madri

Embratur faz promoção que permite ao público “experimentar” cultura e destinos do Brasil, no festival que começa neste fim de semana



 Depois de participar da edição lusitana do Rock in Rio, em maio desse ano, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) participará de outra edição do Rock in Rio no exterior, dessa vez na Espanha, nos dias 4, 5, 6, 11 e 14 de junho. Com um estande de cerca de 100m², com mezanino e sala VIP com vista privilegiada para o Palco Mundo, o principal do Rock in Rio, a Embratur apresentará de forma divertida o turismo e a diversidade cultural e natural do Brasil aos participantes do festival de música. Quem visitar o estande poderá participar de um jogo virtual em 3D, no qual fará a simulação de um voo livre sobre a cidade do Rio de Janeiro. O jogo é destinado a grupos de cinco pessoas e, ao final de cada dia de festival, a equipe vencedora ganhará passagens aéreas para o Rio de Janeiro.

“As marcas da promoção do Brasil no Rock in Rio são criatividade e interatividade. O empenho em fazer ações de grande visibilidade é proporcional à importância que o mercado espanhol tem para nós, pois está entre os de alta prioridade”, destaca o ministro do Turismo, Luiz Barretto.

O público poderá também se inscrever, em totens disponíveis no estande, para participar do “Drum Circle”, grupos de percussão organizados os intervalos dos shows, formados por aproximadamente 200 pessoas, que farão apresentações nas proximidades do estande da Embratur sob a regência de um maestro. Os participantes também concorrerão a passagens aéreas para o Brasil.

As ações promocionais da Embratur destinadas ao público e para a imprensa visam expor a Marca Brasil e consolidar o Brasil como opção de destino turístico para a prática do ecoturismo, do turismo cultural e do turismo de sol e praia, apresentando a diversidade do produto turístico brasileiro para um público de diversos perfis e faixas etárias. “O objetivo é mostrar a diversidade brasileira, fazendo com que o desejo de visitar o Brasil, ou voltar a visitar, seja despertado no público que participa do Rock in Rio – que tem um perfil de consumo que se encaixa perfeitamente no público alvo que a Embratur trabalha”, afirma Jeanine Pires, presidente da Embratur.

Atrações on line - A Embratur aproveitará o evento na Espanha para incrementar suas ações de comunicação digital. Além de disponibilizar as imagens das ações realizadas no canal do Youtube e utilizar as redes sociais para repercutir as ações do Rock in Rio, o Instituto irá desenvolver o envio de mensagens, por meio de Bluetooth, para que os visitantes do estande baixem um menu interativo da Embratur no telefone, com opções de entretenimento e informações.

“A participação da Embratur no Rock in Rio também é uma grande oportunidade para relacionamento. Durante os shows, convidaremos operadores de turismo espanhóis, empresários do setor e jornalistas europeus para visitar o estande e participar das promoções. É uma forma importante para ampliar o conhecimento desse público sobre o Brasil”, explica Walter Vasconcelos, diretor de Marketing da Embratur. A estimativa de público para os cinco dias do evento em Madri é de aproximadamente 290 mil pessoas. Os organizadores do evento estimam uma visibilidade internacional de 800 milhões de espectadores em mais de 70 países, com a mídia gerada e as transmissões.

Mercado espanhol - A Espanha é um mercado de alta prioridade para a promoção turística brasileira. O país é o nono maior emissor de turistas para o Brasil – em 2009 o País recebeu 174.526 visitantes espanhóis. De acordo com a pesquisa de Demanda Turística Internacional 2008 (FIPE/Embratur), 41,8% dos turistas espanhóis vieram ao Brasil a lazer e 17,8% a negócios, eventos e convenções. Os destinos preferidos pelo turista que vem a lazer são: Rio de Janeiro (RJ), Foz do Iguaçu (PR), Salvador (BA), São Paulo (SP) e Florianópolis (SC). Já o turista que vem a negócios, eventos e convenções visitam mais, nessa ordem: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre (RS) e Natal (RN).

Ministério do Turismo