ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

segunda-feira, 19 de abril de 2010

UNIFESP RECRUTA VOLUNTÁRIOS

A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas e estudos científicos, oferece vagas para voluntários nas seguintes áreas:


Tratamento de seborréia

O departamento de Dermatologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) está selecionando pacientes voluntários para protocolo de estudo sobre tratamento de seborréia ou dermatite seborréica.

Poderão participar homens e mulheres com idade entre 18 e 40 anos que tenham queixas de cabelos oleosos, caspas, coceira na cabeça e pele oleosa.

Os interessados deverão comparecer somente na terça-feira (20 de abril), das 9h às 11h, ao Ambulatório de Dermatologia do Campus da universidade em São Paulo, localizado à rua Napoleão de Barros, 771, na Vila Clementino (próximo ao metrô Santa Cruz).



Sono e envelhecimento saudável

O Departamento de Psicobiologia da UNIFESP recruta homens, com idade entre 60 e 70 anos ou com mais de 90 anos, que tenham interesse em participar de pesquisa com o objetivo de investigar a importância do sono para um envelhecimento saudável e longevidade bem sucedida.

É necessário que o voluntário entre 60 e 70 anos não possua doença crônica sem tratamento, distúrbios de sono e distúrbios neurológicos e/ou psiquiátricos. Não há restrições para os voluntários acima de 90 anos.

Os candidatos passarão por uma entrevista de triagem por telefone e, se selecionados de acordo com os critérios da pesquisa, serão convocados para comparecer ao Instituto do Sono, onde realizarão o exame de polissonografia e também um check-up de exames de Análises Clínicas. Os interessados devem entrar em contato com Diego Mazzotti ou Camila Guindalini pelo telefone 2149-0155, ramal 251, ou pelo celular 9512-4902 (falar com Diego).



Sobre a Unifesp

A Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) foi criada oficialmente em 1994, a partir da Escola Paulista de Medicina, entidade criada em 1933 que foi federalizada em 1956. Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica. Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão com a criação do campus Baixada Santista. Em 2006 foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). Atualmente, a Unifesp conta com 4.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 3.342 discentes nos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado e Mestrado Profissionalizante), outros 8.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento) e ainda 713 discentes no maior programa de residência médica do Brasil. A instituição tem em seu quadro 935 docentes, sendo que 94,2% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição. Em 1940 a universidade, então Escola Paulista de Medicina, inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp localizado junto ao campus São Paulo, no bairro Vila Clementino. Ao longo de sua história, a Unifesp se consolidou como um dos principais centros de pesquisa e inovação da América Latina, tendo contribuído com 80.715 trabalhos de produção científica no período entre 2001 e 2009 em várias áreas do conhecimento.