ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quarta-feira, 7 de abril de 2010

RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES NA ZONA NORTE

A Subprefeitura Jaçanã/Tremembé, por meio da unidade de áreas verdes, realiza importante trabalho de recuperação da vegetação das margens de rios: o Programa de Recuperação da Mata Ciliar.
Este ano, já foram plantadas 200 mudas de árvore nas margens do córrego Piqueri e 100 mudas ao longo do córrego Tremembé, visando a garantir a recomposição florestal e a qualidade da água - beneficiando não só o meio ambiente, mas também toda a população da região. As espécies plantadas são árvores nativas como aroeira, pau-formiga, ipê-amarelo, dedaleiro, jacarandá, entre outras. Os plantios são feitos às sextas-feiras ou aos sábados.
Mata ciliar é a designação dada à vegetação que ocorre nas margens dos córregos e rios. O termo refere-se ao fato de que ela funciona como cílios (como os da orla das pálpebras), protegendo os cursos de água, evitando assoreamento e erosão e promovendo melhor infiltração.
As principais funções das matas ciliares são estabilizar áreas críticas, como as ribanceiras dos rios, pelo desenvolvimento de um emaranhado de raízes; efeito guarda-chuva das folhas, que evita que gotas de chuva causem erosão e assoreamento; diluição e filtragem do escoamento superficial, impedindo ou dificultando o carregamento de sedimentos para o leito do rio e evitando assoreamento; por ser uma área de terra margeando os rios, melhora a infiltração de água e a absorção radicular e diminui o efeito de escoamento de água, contribuindo assim para a diminuição de enchentes; a sombra das árvores evita o crescimento de mato às margens dos rios, o que evita o desenvolvimento de ratos e conseqüentemente o risco de leptospirose, além da qualidade e temperatura do ar, que melhora proporcionalmente, à medida que são plantadas novas mudas.