ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

segunda-feira, 19 de abril de 2010

O Falecido estreia em comemoração aos 11 anos do N.Ex.T

Foto: Antonio Rocco
Para comemorar os 11 anos do N.Ex.T (Núcleo Experimental de Teatro), a companhia remonta seu maior sucesso, O Falecido, de Antonio Rocco, que estreia dia 7 de maio, sexta-feira, às 21h30.

Depois do enorme sucesso da primeira montagem, em 2002, O Falecido volta à cena para divertir o público de todas as idades. O espetáculo é composto de duas pequenas peças: Amor à Vista e O Falecido. Em Amor à Vista um casal se encontra na sala do Cartório à espera de seus respectivos noivos que estão atrasados. Na segunda peça, O Falecido, um homem acorda na sala de seu próprio velório.

Segundo o autor/diretor Antonio Rocco, a principal diferença desta nova montagem é “a atuação do ótimo elenco, composto por Lulu Pavarin, Antonio Destro, Luciana Caruso, Ivan Capúa e Mario Mathias; todos já participaram de várias produções do N.Ex.T, em 2008, no primeiro Festival do Teatro Grotesco e na A Loucadora de Vídeo, em 2009”.

O Falecido volta com o mesmo frescor de comédia inteligente, despretensiosa, criada para levar o bom humor às mais variadas plateias. “Procurei fugir da farsa. Considerando as devidas licenças poéticas, quanto mais de verdade for o trabalho, mais contagiante e mais divertido fica o espetáculo”. Comenta Antonio Rocco.

Sinopses

Amor a Vista tem 20 minutos de duração. Dois noivos, Berenice e Benedito, se encontram em um cartório à espera de seus respectivos pares. Ambos, nervosos com o atraso das caras metades, disputam quase que a tapa a única cadeira disponível. O Juiz de Paz aparece para comunicar que o cartório fechará em cinco minutos. A espera fica ainda mais aflitiva, quando descobrimos que milhões de reais estão em jogo.

O Falecido tem 40 minutos de duração. Hermelindo Saraiva acorda em seu próprio velório. Ao escutar passos no corredor, sem saber se está vivo ou morto, resolve ficar bem quietinho no caixão. Um a um, amigos e parentes aparecem para relatar os terríveis acontecimentos e as baixarias que motivaram a sua morte. Muito envergonhado, sem se lembrar de nada do que aconteceu na noite passada, Hermelindo ainda terá muitas surpresas nesta fúnebre e hilária manhã de ressaca.

11 anos do N.Ex.T

O espetáculo é só o pontapé inicial nas comemorações dos 11 anos do espaço. Além da estréia de O Falecido estará em cartaz as Sextas-Sexys: espetáculo de variedades, com artes plásticas, bandas, DJs, performances, Drops teatrais e muito mais. “Com mesma filosofia que lançamos, em 2001, a Terça Insana, é um show com convidados e amigos da casa que servirá também para revelar novos talentos. Um show de dança, artes plásticas, teatro, música, circo e o que mais acontecer”, explica Rocco, diretor do N.Ex.T. Para o segundo semestre está programado um festival de teatro com os principais autores da cena paulistana.

Em seus 11 anos, o espaço, além das produções próprias, viabilizou mais de 100 espetáculos de grupos teatrais e já viu passar por seu palco mais de uma centena de dramaturgos, tendo sido importante laboratório para a maioria dos atuais autores da cena paulistana. Entre os inesquecíveis da década, Rocco destaca o primeiro texto de Newton Moreno, que foi lido no N.Ex.T, e as várias peças de Mario Bortolotto, que também estrearam ali. Entre as produções próprias, além do Terça Insana, em 2001 e 2002, que mudou a cara do humor paulistano, Rocco recorda a peça de maior sucesso: O Falecido, com mais de 100 apresentações e 5.000 espectadores.

Sobre o autor e diretor

Antonio Rocco nasceu em São Paulo, em 1961. Escreve para teatro desde 1980. Iniciou seus estudos em dramaturgia com Renata Pallottini na ECA/USP. Estudou direção com Fernando Peixoto e Marcio Aurelio. Atuou no TECA - Teatro Experimental da ECA coordenado por Miroel Silveira. Escreveu crônicas para o jornal Diário Popular, em 1996 e 1997. Participou do grupo de dramaturgia Núcleo dos Dez, coordenado por Luís Alberto de Abreu. É autor dos livros O Teatro de Antonio Rocco – Coleção Aplauso/Imprensa Oficial; O Falecido e Outras Comédias (Editora N.Ex.T) e Três Peças Curtas / Teatro na Escola (Editora Aquariana). Escreveu para o projeto Teleconto da TV 2 – Cultura, sob coordenação de Chico de Assis. Em 2008, participou da equipe de roteiristas do seriado 9mm (Canal Fox). Criou e dirige o N.Ex.T (Núcleo Experimental de Teatro), fundado em 1999, espaço exclusivamente dedicado à apresentação da nova dramaturgia brasileira.

Encenou e dirigiu oito de suas peças em circuito comercial: Os Dez Mandamentos do Jogo dos Sete Erros (1994/1995 - com Grace Giannoukas, Luciene Adami e Cláudio Chakmat); A Alegria do Palhaço (2000 - com Carin Feres), O Falecido (2002 - com Grace Gianoukas, Otávio Mendes, Marat Descartes, Daniela Duarte, Roney Facchini, Luciane Adami, Sidnei Caria e Nilton Bicudo); A Um Passo da Tragédia (2003 - com Mila Ribeiro e Tatiana Thomé); A Estranha (2004 - com Newton Bicudo e Melissa Vaz, Lulu Pavarini/Arlete Montenegro, Sérgio Corsetti e Reinaldo Taunay, direção de André Garolli); Textículos - Textos Minúsculos Para Teatro (2006/2007 - com Lulu Pavarim, Daniela Castelini, Javert Monteiro, Antonio Destro, Ivan Capúa, Fernanda Pirondi, Gabriela Scarcelli, Elam Lima); A Alegria do Palhaço (2008 - com Roney Facchini) e Feriado Nacional no 1º Festival do Teatro Grotesco; em 2009 A Loucadora de vídeo, com Lulu Pavarin, Luciana Caruso e Ivan Cápua.

Sobre o N.Ex.T.

Centro de produção e difusão da nova dramaturgia brasileira em espetáculos experimentais de qualidade, sempre com preços populares, o N.Ex.T, acumula dez anos de existência, além de produções próprias como Terça Insana, O Falecido e o 1º Festival do Grotesco. Já viabilizou mais de 80 montagens de grupos convidados que não teriam espaço em teatros comerciais. O N.Ex.T, apresentando novos talentos, se transformou em um pólo de atração de público à região central de São Paulo. Além do público em geral e moradores da região, os espectadores do N.Ex.T são críticos, jornalistas, artistas, profissionais e estudantes de teatro que se interessam por novos caminhos e possibilidades nas artes cênicas. A abertura do N.Ex.T aconteceu em junho de 1999. Idealizado por Antonio Rocco e Celso Curi, estreou com a peça O Caderno Rosa de Lori Lamby, adaptação do livro de Hilda Hilst, com a atriz Iara Jamra e direção de Bete Coelho.

Desde então, diversos autores brasileiros contemporâneos tiveram seus trabalhos apresentados no N.Ex.T, entre eles, Pedro Vicente, Aimar Labaki, Clarice Lispector, Ângela Dip, Paulo Rogério, Gisela Arantes, Bianca Ramoneda, Alexandre Stockler, Dionísio Neto, Cristina Mutarelli, Alice K., Elias Andreato, Alcides Nogueira, Eliseu Paranhos, Alberto Guzik e Wolff Rothstein, Eduardo Figueiredo, Vange Leonel e Heloisa Pait, Newton Moreno, Patrícia Gaspar, Grace Gianoukas (Terça Insana), Lena Roque, Mário Bortolotto, Renata Melo, Antonio Rocco, Grupo Caixa de Imagens, Mário de Andrade, Silvia Rinaldi, Nelson Rodrigues, César Vieira, Otávio Mendes, Marcelo Médici, Marcelo Mansfield, Fernando Bonassi, Roberto Athaide, Alexandra Golik, Marcelo Fonseca, Mário Viana, Alessandro Marson, Leo Lama, Leo Chacra, Jorge Miguel Marinho, Maurício Paroni de Castro, Elzermann Neves, Paulo Moraes, Otávio Frias, Lena Whitaker, Lucianno Maza, Sérgio Roveri, Newton Cannito, Hugo Possolo...

Serviço

Para roteiro
Espetáculo: O Falecido - Estreia dia 7 de maio de 2009, sexta, às 21h30. Texto, direção e cenografia: Antonio Rocco. Assistência de direção: Jussara Felix. Produção: N.Ex.T. Figurinos: Cássio Brasil Arte gráfica: Nino Dastre. Trilha original: Tunica Preparação corporal: Helena Ciampolini. Cenotécnica e operação: Ivan Fagundes. Iluminação: Marcos Loureiro. Elenco: Antonio Destro, Lulu Pavarin, Luciana Caruso, Ivan Cápua e Mário Mathias. Temporada: sextas e sábados às 21h30, domingos às 19h30. Duração: 60 minutos. Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia). Classificação etária: 12 anos. Gênero: Comédia. Sinopse – Duas pequenas peças compõe o espetáculo, em O Falecido: Um homem acorda em seu próprio velório; em Amor à Vista: Um casal se encontra no cartório à espera de seus respectivos noivos que estão atrasados.

N.Ex.T – Rua Rego Freitas, 454 – Vila Buarque. Próximo à estação República do Metrô. Bilheteria 1h antes do espetáculo. Ar condicionado. Acesso universal. Capacidade: 70 lugares. Estacionamento conveniado no subsolo a R$ 5,00. Aceita cartão de crédito e débito, cheque e dinheiro. Telefone: (11) 3259-9636 e (11) 3255-3642.
Site: www.teatronext.com.br.

Temporada: de 7 de maio de 2010 a 25 de julho de 2010. Horários: sextas e sábados às 21h30 e domingos às 19h30.