ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

segunda-feira, 19 de abril de 2010

MALA INTELIGENTE

Novo invento facilita o transporte de malas em todo tipo de terreno – até mesmo em degraus

Com patente nacional e internacional, Mala Inteligente deve fazer sucesso entre executivos, estudantes e pessoas que viajam muito e precisam percorrer longos trechos carregando seus pertences

Protótipo virtual mostra o mecanismo que permite que a Mala Inteligente seja movimentada sem esforço de seu condutor

Todo mundo já passou por este transtorno: ter de transportar malas – mesmo com rodinhas – em terminais rodoviários, hotéis, aeroportos ou no metrô, percorrendo longas distâncias e até escadas.
O jovem empresário Daniel Resende Washington, brasileiro radicado em Londres, cansou de ver milhares de pessoas sofrendo todos os dias nas estações de metrô e nas ruas, numa verdadeira luta para carregar pesadas malas de viagem ou mesmo com material de trabalho. Por experiência própria sentia que, mesmo em distâncias curtas, era muito cansativo transportá-las. “Em escadas do metrô, então, chegava a me sentir perdido, pois não podia contar com a ajuda de ninguém”, revela.

Foi então que teve a ideia de inventar a Mala Inteligente, um dispositivo com motor elétrico, que facilita o transporte de malas até mesmo subindo e descendo escadas, com um mínimo de esforço. “Para a subida, as rodas em formato de cruzeta nas laterais da mala giram com a ajuda do motor, evitando o uso da força ou movimentos bruscos. Na descida, não é preciso acionar o motor, apenas o freio”, explica.

Washington tem grandes expectativas em torno de seu invento, já que existem milhões de usuários constantes ou esporádicos de malas. Por isso, o público-alvo é bastante abrangente: adolescentes, empresários, mulheres grávidas e pessoas idosas, com problemas de coluna e até mesmo com necessidades especiais. “É a maneira mais prática para qualquer pessoa transportar volumes”, garante.

O dispositivo – inédito no Brasil e no mundo – constitui-se de um motor elétrico adaptável a qualquer mala, que permite girar a haste e o conjunto de rodas laterais, possibilitando seu transporte sem o uso da força manual, inclusive em escadas. Contém uma haste inferior horizontal que se prolonga lateralmente a certa distância do corpo da mala, e um conjunto de rodas nas laterais fixadas a três hastes. Ao ser acionado, o motor gira essas hastes e, por consequência, o conjunto de rodas, permitindo que a mala se movimente tanto em terrenos planos quanto sobre degraus. A haste de apoio localizada no compartimento do motor é provida dos comandos de acionamento, velocidade e freio do dispositivo.

A Mala Inteligente pode ser fabricada já com o dispositivo, mas também existe a opção de acoplar um kit a malas convencionais, com suportes para alojar o motor, que será interligado ao conjunto de rodas laterais. A alimentação é elétrica com tomada de conexão, e seu funcionamento é sem fio.

Com patente requerida em nível nacional e internacional, Washington está aberto a propostas de parceria com fabricantes e até mesmo à venda da patente, ou sociedade nos royalties. Empresários interessados no produto devem entrar em contato com a Associação Nacional dos Inventores pelo telefone (11) 3873-3211.

Serviço:

Nome do invento: Mala Inteligente
Breve descrição do invento: Trata-se de umdispositivo motorizado para movimentar malas de viagem e similares, provido de uma haste horizontal que se prolonga lateralmente a certa distância do corpo da mala. Ao ser acionado por comandos de velocidade e freio, permite que a mala se movimente em terrenos planos ou sobre degraus. A alimentação é elétrica com tomada de conexão, e seu funcionamento é sem fio.

Inventor: Daniel Resende Washington
Cidade: Londres
Protótipo: Virtual

Sobre a Associação Nacional dos Inventores

Tudo começa com uma boa ideia na cabeça.Depois do desenvolvimento de um protótipo e da realização de testes, o inventor tem a certeza de que o fruto daquela boa ideia vai melhorar a vida de muitas pessoas. A partir daí, muitos deles se perguntam: “O que fazer agora?”.

A Associação Nacional dos Inventores (ANI) foi criada exatamente para que as invenções brasileiras sirvam a toda a sociedade e para estimular os inventores a continuar se dedicando à descoberta de novidades. “Nosso papel é incentivar e popularizar as inovações tecnológicas no País”, afirma o presidente e fundador da entidade, Carlos Mazzei. “Trabalhamos na orientação e regularização das patentes de projetos e na posterior comercialização dos inventos em escala industrial.”

Mazzei, também conhecido como “empresário dos inventores”, dedica-se integralmente à busca pelo reconhecimento dos inventos brasileiros. “Quando se fala em invenção, muitos pensam apenas em projetos ‘malucos’. Eles também existem, mas anualmente, são desenvolvidos diversos produtos e soluções para os problemas cotidianos.”

Muitos projetos de extrema importância ainda aguardam investidores decididos a produzi-los em escala industrial. Outros já estão no mercado, trazendo bons lucros a quem os criou.