ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sábado, 24 de abril de 2010

Festival Cine Favela de Curta-Metragem

A 5ª edição do Festival pioneiro, que acontece dentro da Comunidade de Heliópolis, reuniu mais
de 50 títulos de filmes realizados por ONGs, Associações, Coletivos e Periferias. Sessões gratuitas.

O V Festival Cine Favela de Curta-Metragem apresenta, nos dias 30 de abril, 1º e 2 de maio, a Mostra Competitiva com os curtas que concorrem ao prêmio de melhor filme pelo júri popular. A premiação será no dia 8 de maio, às 20 horas, no encerramento do Festival na sede do Cine Favela, em Heliópolis. O Festival teve início em 2 de abril, no Cine Favela, e dia 6, a abertura foi no SESC Santana, co-realizador do projeto.

A Mostra Competitiva é formada por 24 títulos; o melhor filme (escolhido pelo público) receberá R$ 2.000,00 em dinheiro. Várias outras atrações movimentaram a programação do Festival: Mostra Itinerante (exibição de curtas ao ar livre em três pontos da Comunidade), Cine Recreio (exibição de uma grade infantil em 12 escolas públicas), debates e Oficina de Cinema para 30 jovens com a realização de um curta que será exibido no encerramento do Festival (8/5). A oficina foi ministrada por Luiz Adriano Daminello e teve participação de outros renomados profissionais do cinema (Braulio Mantovani, Thais Canjani, Monica Palazzo, Luciana Canton e Kira Pereira).


Um dos filmes da mostra - A Distração de Ivan - de Cavi Borges (Cavídeo) acaba de ser selecionado para o Festival de Cannes. O curta será exibido no primeiro dia da mostra. Outras obras do diretor estão na programação, totalizando 6 filmes.

Mostra Competitiva - V Festival Cine Favela de Curta-Metragem
Programação completa disponível no www.cinefavela.org.br/festival


• Mostra Competitiva – 1º dia
Data: 30 de abril – sexta-feira – às 20 horas
Local: Cine Favela
Duração da sessão: 75 minutos.


Pré-estreia: Efeito Social (SP, ficção, 15’16”), de Janf José Nunes. Projeto: Independente.
Filmes / Competitiva 1: Iraque – Terra da Esperança (AL, doc., 11’57”), de Douglas Nogueira (Coletivo Os Saudáveis Subversivos); Máicou Diéquison (ES, ficção, 8’50”), de Ramon Zagoto e Natanael de Souza (Cine Clube Kbça); Entrelinha (SP, ficção, 4’38), de Ariel Schvartzman e Pepe Mendes (Projeto Independente); Neguinho e Kika (RJ, ficção, 17’), de Luciano Vidigal (Nós do Morro e Cavídeo); D.O.R. (SP, experimental, 3’56”), de Leandro Goddinho (Cia de Teatro Os Crespos); Infância (RJ, anim., 3’), criação coletiva (Cinema Nosso); Sete Minutos (RJ, ficção, 7’), de Cavi Borges, Julio Pecly e Paulo Silva (Projeto Cavídeo).


• Mostra Competitiva – 2º dia
Data: 1º de maio – sábado – às 20 horas
Local: Cine Favela
Duração da sessão: 78 minutos.


Filmes / Competitiva 2: Desmemórias do Sr. D. (SP/MG, ficção, 11’50”), de Bruno Peixoto (Projeto Independente); O Melhor Lugar (SP, ficção, 12’53”), de Nildo Ferreira e Jefferson Paulino (Oficinas Querô); Bin Laden (MG, doc., 06’37”), de Arthur B. Senra e Edmar P. da Cruz (Favela é Isso Aí); Além do Olhar (Senegal, ficção, 05’24”), criação coletiva (Cinema Nosso); Quando a Parede Cai (MG, doc., 3’), de Marcelo Reis, Nilo Augusto e Patrícia Vieira (Audivisual Cufa BH); A Distração de Ivan (RJ, ficção, 16’), de Cavi Borges e Gustavo Melo (Cavídeo e Nós No Morro); Enchente – Reflexão dos Seus Atos (SP, doc., 04’), de Magda Gonçalves, Michael de Jesus, Paulo Cardoso e William Nunes (Oficinas Kinoforum); Tem Gente! (RS, ficção, 17’), de Evandro Berlesi (Alvoroço Nas Escolas).

• Mostra Competitiva – 3º dia
Data: 2 de maio – domingo – às 19 horas
Local: Cine Favela
Duração da sessão: 76 minutos.


Filmes / Competitiva 3: Cuidado! Palhaços. (DF, doc., 14’30”), de Pablo Peixoto (Produção Independente); Nymphalidae (RJ, experimental, 2’40”), de Felippe Xyu (projeto CIEM.H2); O Primitivo (RJ, ficção, 6’31”), de criação coletiva (Cinema Nosso); Um Dia a Mais (RN, ficção, 07’39”), de criação coletiva (Oficina de Vídeo Tela-Brasil); Picolé, Pintinho e Pipa (RJ, ficção, 14’), de Gustavo Melo (Nós do Morro e Cavídeo); Umburei (PE, ficção, 12’), de Fausto Filho (Projeto Independente); Dia das Crianças (RJ, doc., 5’), de Cavi Borges (Projeto Cavídeo); João e Genésia (SP, doc., 14’), de André Ferezini e Gildivan Felix (Projeto UNAS).

• Premiação
Data: 08 de maio - sábado – às 20 horas
Local: Cine Favela
Programação: Pré-estreia do curta-metragem realizado pelos alunos da Oficina de Cinema do Festival. Divulgação e premiação do Melhor Filme do V Festival Cine Favela de Curta- Metragem, escolhido pelo voto popular.


Serviço:
V Festival Cine Favela de Curta-Metragem
De 2 de abril a 8 de maio de 2010
Programação gratuita
Cine Favela - Rua da Alegria Popular, 63 C – Heliópolis/SP
SESC Santana - Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana/SP
Direção geral: Daniel Gaggini
Coordenação: Reginaldo de Túlio
Patrocínio: Petrobras
Co-realização: SESC São Paulo
Curadoria / Mostra Competitiva: William Hinestrosa e Daniel Gaggini; colaboração de Maria Cristina Villas Boas e Flávia Tonalezi.
Curadoria / Mostra Itinerante, Cine Recreio e Mostra Cine Favela : Daniel Gaggini
Direção de produção: Flávia Tonalezi
Assistentes de produção: Rebecca Salles, Liu Mr e Donizete Bomfim
Secretária: Geneci Ledo de Túlio
Diretor de arte: David Galasse
Vinhetas: Igor Sales e Leo Defenteo
Produção Gráfica: Camila Prado
Hotsite: BMGV
Consultora Internacional: Luciana Rossi
Promotores/Monitores: Jeane Tauvares, Silvana Silva, Rita Andrade, Jucélio Santos e Fabíola Santos.



Em apenas 23 dias de inscriçõeso V Festival Cine Favela de Curta-Metragem recebeu mais de 215 filmes (recorde do festival), provenientes de vários estados (RJ, BA, MG, SP, ES, TO, RS, PE, DF, AL e PR). São filmes realizados por Associações, ONGs, Coletivos e Periferias que utilizam o cinema como ferramenta de inclusão sociocultural. Entre elas, destacam-se: Nós do Morro, Boca de Filmes, Cavídeo, Cinema Nosso, Tela Brasil, Kinoforum, Projeto Arrastão, AnimaTV, Instituto Querô, Telinha de Cinema, Favela É Isso Aí, Cine Clube Clã Periférico, Cine Kbça e outros realizadores independentes.


Em cinco anos ininterruptos, o Festival já atraiu mais de 8.500 espectadores, exibiu mais de 95 títulos de filmes periféricos, beneficiou mais de 160 jovens em oficinas de cinema e distribuiu prêmios. Desde 2009, o projeto tem à sua frente o gestor cultural Daniel Gaggini, responsável pela reestruturação do Cine Favela, que, a partir deste ano, se transforma em um Ponto de Cultura do Governo do Estado de São Paulo e tem orçamento garantido até 2012 para desenvolver atividades ligadas à Sétima Arte.

Com mais de 130 mil habitantes, na maioria jovens, Heliópolis é uma das maiores comunidades carentes do mundo. O Cine Favela, uma iniciativa sem precedentes desde 2004, busca inserir o jovem tanto social como culturalmente por meio do cinema. O diferencial do Festival Cine Favela de Curta-Metragem, além do seu pioneirismo, é o de ser realizado dentro de uma das maiores comunidades da América do Sul e comprovar que ações desenvolvidas em camadas com baixa oferta de atividades culturais obtêm êxito de público e de resultados, além de contribuir para a integração social e cultural.