ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

domingo, 21 de março de 2010

Ribeirão Preto recebe Unidade de Reabilitação Lucy Montoro

Até o final de 2010, Estado inaugura 17 unidades na capital e no interior

A cidade de Ribeirão Preto recebeu neste sábado, 20, uma unidade da Rede de Reabilitação Lucy Montoro do Governo de São Paulo. O centro, localizado à Avenida Bandeirantes, contará com dois prédios: um para atendimento infantil e outro para adultos. Neste sábado, foi entregue o primeiro edifício totalmente reformado e adaptado para integrar a Rede de Reabilitação Lucy Montoro e, até o final do ano, será inaugurado o segundo.
A primeira etapa responderá por 12 mil atendimentos mensais. Quando o segundo prédio estiver pronto, a capacidade da unidade será de 20 mil pessoas por mês. "É maravilhoso ver mais uma unidade inaugurada e em funcionamento. É um momento que o Estado deixa clara a importância da reabilitação das pessoas com deficiência", diz a secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella.
"Esse centro também vai disseminar conhecimentos avançados para todo o País; vai ter laboratório para análise de pacientes amputados com paralisia cerebral, piscina funcional para treinamento de portadores de lesão medular, entre outros, e completa oficina de cadeira de rodas e prótese", ressaltou o governador. José Serra ainda destacou que o local vai ser referência na reabilitação de problemas cardiorespiratórios e na área de deficiência visual.
Até o final de 2010, o Estado inaugura, na capital e interior, 17 unidades da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, que também já conta com uma Unidade Móvel. A Rede recebe investimento e é gerida pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e pela Secretaria da Saúde.
Além de Ribeirão Preto, mais 12 cidades do interior paulista contarão com a Rede Lucy Montoro de Reabilitação. São elas: Campinas, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Taubaté, Jaú, Fernandópolis, Botucatu, Presidente Prudente, Marília, Pariquera-Açu e Santos. Já na capital as unidades estão localizadas em Santo Amaro, Vila Mariana, Lapa e Jardim Umarizal.
Lançada por decreto em maio de 2008, toda a Rede deverá fornecer 100 mil atendimentos por mês às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Outras regiões do estado também poderão receber unidades, após análise técnica e entendimentos entre governo e prefeituras locais.
As unidades empregarão uma equipe completa de profissionais, composta de médicos fisiatras, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, enfermeiros e nutricionistas especializados em reabilitação, além de fornecerem ajudas técnicas, como órteses e próteses.
Na ocasião, o governador também inaugurou e visitou o novo Centro de Radioterapia do HC da cidade. "Os equipamentos de radioterapia, com investimentos de R$ 8 milhões, vão triplicar o número de pessoas aqui em Ribeirão Preto", completou.

Unidade Móvel

Lançada em São Paulo no dia 19 de janeiro de 2009, a Unidade Móvel da Rede de Reabilitação Lucy Montoro visita o interior do Estado, colhe dados das pessoas atendidas e personaliza as ajudas técnicas em oficina especializada na capital. Já esteve nas cidades de Jacareí, Taubaté, Guaratinguetá, Cruzeiro, Avaré, Sorocaba, Capão Bonito e Piracicaba. Na segunda-feira, 22 de março, estará em Campinas.
A Unidade Móvel é um hospital sobre rodas de 15m de comprimento x 2,60m de largura, pesa 20 toneladas, que levou três meses para ser montada e adaptada, num trabalho que contou com dez profissionais. Além de elevador hidráulico para atender à pessoa em cadeira de rodas ou em maca, a unidade dispõe de banheiro adaptado, um consultório médico, sala de espera e oficina de órteses e próteses, composta por salas de prova, de máquinas e de gesso. Vários profissionais da área da saúde fazem o atendimento, entre os quais médicos fisiatras, técnicos de órtese e prótese, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e enfermeiros.