ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

terça-feira, 16 de março de 2010

Pacientes especiais exigem cuidados redobrados com a saúde bucal

Nos últimos anos, o cirurgião-dentista vem exercendo um papel cada vez mais significante na abordagem multidisciplinar no cuidado do paciente. A prática da Medicina e da Odontologia, muitas vezes, requer uma ação interdisciplinar para que, utilizando os conhecimentos científicos de ambos seja possível maximizar resultados.

No Brasil, os resultados obtidos pela Tabulação Avançada do Censo Demográfico 2000 (IBGE, 2002) indicam que aproximadamente 24,5 milhões de pessoas, ou 14,5% da população geral, apresentam algum tipo de incapacidade ou deficiência.

De acordo com o Dr. Valdir de Oliveira, um dos diretores do Instituto Bernal e Oliveira, clínica multidisciplinar onde todos os ramos da odontologia são efetuados, a concretização de uma equipe multidisciplinar é essencial principalmente quando se trata de pacientes especiais.

“Atenção especial deve ser dada a pacientes cadeirantes, portadores de tetraplegia, oferecendo acessibilidade dos mesmos às salas das clínicas e dando-lhes condições de higienização através uso de adaptadores feitos em PVC e moldados diretamente nas suas mãos para melhor adequação do equipamento”, destaca o profissional.

A higiene bucal é um aspecto fundamental, exercendo impacto direto sobre a saúde, conforto e bem estar das pessoas. “Os cuidados com higienização durante o tratamento de pacientes especiais devem ser redobrados, pois são mais vulneráveis às doenças, o que pode atrapalhar a estabilização de sua saúde”, alerta o dentista.