ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sexta-feira, 5 de março de 2010

MULHERES REPRESENTAM 37% DO SETOR CONTÁBIL BRASILEIRO

Em 1950, o percentual de mulheres na profissão era de apenas 4,3%. Passados 60 anos elas mostram que a força e a competência feminina já faz grande diferença.

É fato que as mulheres ocupam a cada dia mais espaços no mercado de trabalho, e entre os fatores que contribuem para essa progressão, está o aumento da visibilidade da participação feminina em importantes cargos e instâncias decisórias da área contábil.
O setor contábil é uma prova de que a profissão está deixando de ser predominantemente masculina. Em 1950, o percentual de mulheres na profissão era de 4,3%, em 1990 esse índice subiu para 31,7% e, atualmente, dos 417 mil profissionais brasileiros 37% são contadoras ou técnicas de contabilidade, conforme dados divulgados em dezembro de 2009 pelo Conselho Federal de Contabilidade - CFC. Apenas nos últimos cinco anos o número passou de 121 mil para 155 mil.
Apesar da região Sudeste registrar o maior número de mulheres nesta profissão com 78.693, 36% do total, é a região Norte que registra o maior percentual de mulheres neste setor com 47%, totalizando 11.379. Em seguida está o Nordeste com 39% (25.351), o Sul com 37% (26.144), e o Centro-Oeste com 37% (13.133).
Segundo Juarez Carneiro, presidente do Conselho Federal de Contabilidade – CFC, o “ser mulher” é indescritível. “Há algum tempo me questiono qual o segredo das mulheres para fazer tantas coisas ao mesmo tempo e de forma tão perfeita, seja no trabalho, na família ou na comunidade”, observa. A força da mulher neste setor permitiu a criação e realização dos Encontros Regionais e Nacional da Mulher Contabilista em todo País, conquistando um lugar permanente no calendário das programações oficiais do Conselho Federal de Contabilidade.