ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

domingo, 21 de março de 2010

COMO EVITAR PROBLEMAS COM A LAVAGEM DAS ROUPAS

Sindilav ensina consumidor a ler etiquetas de roupas e a evitar problemas com a lavagem das peças

Sindicato alerta: há etiquetas dizendo que a roupa não pode nem sequer ser lavada! Recomendação é não retira-las – por mais que sejam incômodas!

Imagine a cena: você compra uma roupa maravilhosa, a usa uma única vez e quando vai a uma lavanderia é informado de que aquela peça não pode ser lavada nem a seco, nem a água. Ou seja, a roupa que você comprou não pode ser lavada! Essa falsa ‘estratégia’, apesar de pouco comum, já foi usada por empresas sem idoneidade para se livrarem de problemas na lavagem, como manchas e encolhimento. “Como as pessoas não têm o hábito de olhar a etiqueta quando compram a roupa, não conseguem reclamar depois”, alerta o presidente do Sindilav, José Carlos Larocca.

O Sindilav (Sindicato de Lavanderias e Similares do Município de São Paulo e Região) conta que quando uma roupa é levada à lavanderia os profissionais lêem a etiqueta para usarem os procedimentos corretos. “As etiquetas têm de indicar se aquela peça tem de ser lavada na água ou a seco, se pode ou não ser alvejada, se pode ser seca em secadora, enfim, as especificações devem ser precisas para que, caso haja manchas, elas possam ser retiradas e se evitem o encolhimento e outros problemas que ocasionam menor durabilidade ao produto”, diz.

Em casa, também é preciso ler as etiquetas antes de lavar as peças. “Se indicar lavagem a seco, ela não pode ser feita em casa”, alerta Larocca. Ficam, então, três conselhos do Sindilav: olhar as etiquetas antes de comprar a roupa, não retira-las, ainda que sejam incômodas e observá-las na hora de lavá-las.

Para auxiliar a leitura, veja o que os símbolos significam (temos essa imagem em alta resolução):

Conheça o Sindilav

O Sindilav foi fundado em 1941, em São Paulo. Representa mais de 3.600 lavanderias em 377 municípios do Estado de São Paulo. Nos últimos seis anos, o Sindilav assumiu uma postura mais ativa e empresarial, adequada aos tempos globalizados. Tendo como foco os empresários do segmento de lavanderia, atua para contribuir para a redução de custos administrativos desses estabelecimentos, além do aperfeiçoamento profissional dos funcionários e atualização tecnológica da operação. É filiado à Federação do Comércio do Estado de São Paulo – Fecomercio/SP.

Como todo sindicato patronal, sua atividade está voltada para os macrorrelacionamentos, que envolvem o segmento como um todo, as autoridades legalmente constituídas e, especialmente, o público consumidor. Nesse sentido, na área do governo federal, mantém constante envolvimento com o Ministério do Trabalho e Emprego – TEM (por meio de seu órgão regional, a Delegacia Regional do Trabalho e Emprego – DRTE/SP em São Paulo), objetivando a implementação de normas relativas às questões de saúde ocupacional e segurança do trabalho.

O Sindicato oferece aos associados assessoria jurídica trabalhista e cível, convênio com o Sesc do Brasil – para usufruir de programas educativos, culturais de lazer e esportes - e promove palestras gratuitas nas áreas técnica e trabalhista. Permite ainda que o associado tenha poder de voto em Assembleias Gerais que decidem importantes questões – em geral, solução de problemas e criação de novos meios de expansão e melhora da atividade de lavanderia.