ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Como escolher o melhor creme dental para uma perfeita higiene bucal?


Em meio a tantos produtos expostos nas gôndolas dos supermercados, farmácias e lojas especializadas é fundamental fazer uma escolha acertada.

O processo de higiene bucal é bem simples e fundamental, mas como escolher o melhor creme dental, em meio a tantos produtos? Essa é uma dúvida freqüente do consumidor que quer manter a saúde bucal e eliminar as bactérias, que progressivamente prejudicam, causam cáries, gengivite, além de mau hálito e dentes feios.

As perguntas mais comuns são: qual critério para escolher o creme dental mais adequado? Como confiar? Que quantidade de pasta devo usar?

Para esclarecer um pouco sobre o assunto e acabar de vez com as perguntinhas e o dilema na hora de comprar o creme dental mais adequado consultamos a especialista Maristela Lobo que dá dicas importantes.

Segundo ela, para quem não possui problemas bucais relevantes, o melhor creme dental é aquele que se encaixa melhor no gosto e bolso de cada um. O creme dental funcionará como mantenedor dessa saúde e motivador da escovação, pois promove sensação de limpeza, adstringência e bem estar.

A dentista alerta que devemos desconfiar dos cremes dentais que prometem clarear os dentes. Pois, a maioria deles não o faz realmente. Em 2009 uma *pesquisa com sete pastas representativas no mercado mostrou que apenas duas teriam realmente efeito clareador. Eles trazem substâncias mais abrasivas em sua composição que promovem apenas a remoção das manchas externas do dente, muito comuns nos indivíduos que fumam, ou que ingerem alimentos excessivamente corados.

Maristela Lobo afirma também que quem possui sensibilidade nos dentes tem um problema clínico de difícil resolução na odontologia. Algumas pessoas apresentam melhoras nos sintomas quando utilizam cremes dentais específicos para esse fim, enquanto que outros indivíduos, utilizando o mesmo produto, podem não responder da mesma forma. Geralmente os cremes dentais que combatem a sensibilidade dental utilizam substâncias que “anestesiam” as terminações nervosas que estão expostas na superfície do dente e outras substâncias que se de depositam sobre essas regiões de exposição e protegem as terminações do estímulo doloroso.

Quanto à higiene, a especialista ensina que é importante saber que a escovação adequada é aquela que promove um atrito suave entre as cerdas da escova e todas as superfícies acessíveis às mesmas, removendo a camada de bactérias que estava aderida sobre elas. A escovação deve ser cuidadosa, relativamente demorada, e a escova deve ser movimentada em diversas posições. Quantidades maiores de creme dental na escova podem provocar ardência na língua e promover a redução do tempo adequado à escovação. Por isso, a quantidade ideal de creme dental na escova é o equivalente a uma ervilha.

“Existem cremes dentais para várias indicações clínicas. Para amenizar a sensibilidade dental, para tratar e prevenir a doença cárie, ou para diminuir a gengivite e auxiliar no tratamento das doenças gengivais. Mas o melhor a ser feito é consultar um dentista, pois o mesmo saberá qual o creme dental mais adequado à situação do paciente.”, finaliza Maristela Lobo.

No site da especialista é possível conhecer mais detalhes sobre tratamentos dentais http://www.maristelalobo.com.br/.



A dentista Maristela Lobo alerta que devemos desconfiar dos cremes dentais que prometem clarear os dentes.. (foto divulgação Maristela Lobo).
A ESPECIALISTA:
Dr. MARISTELA MAIA LOBO
ÁREA DE ATUAÇÃO: ODONTOLOGIA ESTÉTICA
(DENTÍSTICA, PERIODONTIA E IMPLANTES)
SITE: http://www.maristelalobo.com.br/