ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 23 de abril de 2009

VANESSA DAMO no combate à violência contra a mulher

O velho ditado “Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” está fora de moda
Diversas mulheres foram assassinadas e violadas pelos seus parceiros até que uma lei fosse elaborada para coibir a violência doméstica e familiar. Por anos e anos presenciamos algum tipo de discriminação à mulher, vendo o agressor saindo impune e vários casos se transformarem apenas em estatística de uma realidade vergonhosa.
Muitas esposas ou namoradas, mães ou filhas, ainda estão à mercê do desequilíbrio de alguns homens que se impõe de forma bruta, tornando essas relações verdadeiros pesadelos, passando por estupros, cárceres privados, espancamentos ou qualquer outra forma de coação e constrangimento. Mesmo com a sanção da Lei Maria da Penha, ainda existem muitas mulheres que são vítimas dos companheiros e sentem vergonha ou medo de denunciar.
Para a Deputada Estadual Vanessa Damo (PV), que trabalha arduamente para o combate à discriminação e pela valorização da mulher, a sociedade tem que se unir para extinguir qualquer violência ou exclusão da mulher, seja ela de qualquer natureza, já que enquanto isso não acontecer dentro da cultura nacional, pouco poderá ser feito.
“Os crimes devem ser punidos com o maior rigor possível, pois as conseqüências físicas e psicológicas afetam tanto mães quanto seus filhos e estes podem acabar reproduzindo o ato na idade adulta” alerta a deputada. Portanto a idéia de “em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” está desatualizada e a denúncia pode ser uma grande arma nesta luta!
O portal Violência contra a Mulher (http://www.violenciamulher.org.br/) disponibiliza o número 180 - Central de Atendimento à Mulher, que pode ser usado de qualquer lugar do Brasil e a ligação é gratuita.

Sobre a deputada

Vanessa Damo é a deputada estadual mais jovem do país. Tomando posse aos 25 anos, a parlamentar - que aos 22 foi eleita a vereadora mais votada da cidade de Mauá -, trouxe ares de renovação para a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.
Em 2007 assumiu a liderança do Comitê Brasileiro pela libertação da senadora franco-colombiana, Ingrid Betancourt, gerando um movimento internacional e supra-partidário, cujo lançamento se deu em 148 países simultaneamente. Em 2008 foi relatora da CPI da queima da palha da cana-de-açúcar, propondo o fim desta prática danosa à saúde e ao meio-ambiente em todo o Estado de São Paulo. Agora Vanessa trabalha para levar o Pró- Mulher- centro de saúde da mulher- para o maior número de cidades no Estado de São Paulo.
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt