ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

terça-feira, 14 de abril de 2009

Cirurgias plásticas após o parto - opinião médica

Descubra o período ideal para realização de cirurgia plástica após a gravidez, conheça as técnicas para melhorar o corpo e dicas para não colocar a saúde em risco

Após o parto é muito comum mulheres procurarem cirurgiões plásticos para melhorar o contorno corporal e eliminar a flacidez causada pela gravidez. Segundo o cirurgião plástico Marcelo Assis, especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, para poder se submeter a procedimentos cirúrgicos com fins estéticos depois do parto é preciso esperar seis meses após o término da lactação, no caso das mulheres que amamentam, ou seis meses após o puerpério, quando não há amamentação.

“Devido à influência de hormônios da gestação e da lactação, alguns problemas podem ocorrer quando a plástica é realizada logo após o parto, como manchas escuras na pele e na cicatriz, que são de difícil clareamento; cicatrização lenta; maior retenção de líquido, o que causa maior dor no pós-operatório; maior pré-disposição à depressão e até trombose venosa, que pode ser fatal”, alerta o cirurgião plástico.

Mas quando a mulher já passou pelo período de lactação e puerpério, é possível corrigir o contorno corporal e acabar com a flacidez com diversas técnicas cirúrgicas, muitas vezes associadas, como as cirurgias de mama e abdômen.

De acordo com Marcelo Assis, existem três indicações diferentes de cirurgias para as mamas:

1ª – Quando a mama involui após a lactação e fica com pouca glândula (murcha): indicação de inclusão de prótese de silicone.
2ª – Quando a mama fica murcha e com excesso de pele: indicação de maxtopexia (levantamento com retirada de pele) e inclusão de prótese de silicone.
3ª – Quando há hipertrofia mamária: indicação de mamoplastia redutora.

Quanto ao abdômen, a indicação depende da quantidade de filhos e de quantos quilos a paciente ganhou durante a gestação. “Se a paciente manteve um ganho de peso de aproximadamente 12 quilos em nove meses, normalmente o abdômen retorna ao normal e, nesse caso, indico apenas a lipoaspiração isolada ou associada a um mini-abdômen”, complementa.

No entanto, quando a paciente passa pela segunda gestação, mesmo que tenha engordado apenas um quilo por mês, é necessário realizar uma abdominoplastia. “Além da sobra de pele, a paciente apresenta um afastamento dos músculos reto-abdominais que projeta o estômago para frente, necessitando, assim de uma plicatura (amarração) dos músculos para a correção ideal”, explica.

Para o cirurgião plástico, além de corrigir mamas e abdômen, a associação de lipoaspiração de culotes e região medial de coxas e flancos (os indesejáveis pneuzinhos) é praticamente obrigatória.

Dicas para grávidas

O cirurgião plástico Marcelo Assis também é especialista em cosmiatria e orienta as gestantes a usar hidratantes potentes à base de óleo de semente de uva, amêndoas doces e óleo de maracujá que previnem estrias e a desidratação do tecido cutâneo que podem surgir devido ao estiramento da pele durante a gravidez. “Cosméticos mais concentrados para massagens ajudam tanto na hidratação cutânea, quanto na prevenção da retenção hídrica”, recomenda. “Também é importante alertar que mulheres grávidas não podem usar produtos à base de ácidos e hidroquinona devido ao risco de absorção sistêmica”, destaca.

Sobre o cirurgião plástico Marcelo Assis

Marcelo Assis cursou medicina na Universidade Sul Fluminense, no interior do Rio de Janeiro. Cursou dois anos residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Municipal Lourenço Jorge, seguidos de mais três anos de residência em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora no Hospital Naval Marcílio Dias, instituição militar reconhecida pela alta disciplina e elevado conceito de ensino, ambos localizados na cidade do Rio de Janeiro. No Hospital da Marinha, Marcelo recebeu das mãos do diretor geral, o Almirante Helton José Bastos Setta, o prêmio de Honra ao Mérito por ter sido o melhor médico residente.

Ingressou na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, instituição reconhecida internacionalmente pela criatividade e competência de seus cirurgiões. Ainda, desenvolveu seus conhecimentos em cirurgia plástica nas pós-graduações (programa de fellowship) na UNIFESP e na clínica do Prof. Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro e mantém-se atualizado nos congressos nacionais e internacionais.


Clínica Marcelo Assis Cirurgia Plástica:

Unidade Campinas
Rua Engenheiro Carlos Stevenson, 385,
Nova Campinas - Campinas/SP
Contato: (19) 3201-3781 / 3201-3782 / 3201-3783 / 3201-3784

Unidade Americana
Rua dos Bambus, 418, Jardim São Paulo
Contato: (19) 3604-3114 / 3604-3116

http://www.marceloassis.com.br/
*
*Statuscom*
*
*
*
*
Mural: