ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 26 de março de 2009

Soluções práticas para evitar desperdício de alimentos

Hoje no Brasil, 26 milhões de toneladas de alimentos vão para o lixo diariamente
Chega a ser contraditório, num país onde uma parte considerável da população vive no limite da miséria – de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), atualmente 58 milhões de pessoas no Brasil vivem em situação de insegurança alimentar, enquanto outros 14 milhões simplesmente não têm o que comer – metade da produção ir parar, não no prato de quem não tem o que comer, mas no lixo.

Uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas revela que 26 milhões de toneladas de alimentos são jogadas fora por dia no Brasil. Ainda de acordo com a FGV, em média, desde a plantação até chegar ao consumidor, perdemos 30% da produção de grãos, 35% das frutas e metade das hortaliças. O que comprova que o desperdício não é um problema único do consumidor que vê os produtos estragar antes de ser consumidos, mas uma questão mais ampla, que afeta diretamente os índices de desenvolvimento econômico do país e causa impacto na sociedade e no meio ambiente.

Algumas medidas consideradas simples podem ser tomadas para contribuir com a erradicação deste problema. Para isso, reunimos dicas de uma nutricionista, um chef de cozinha e um restauranteur a fim de ajudar os consumidores na difícil tarefa de não desperdiçar os alimentos em casa: Arlete Nagano, nutricionista da rede de cafeterias Fran’s Café, Jesse de Andrade, restauranteur do Josephine Bistrô, em São Paulo e Sergio Arno, chef de cozinha da rede La Pasta Gialla.

O restaurante Josephine adaptou o cardápio para diminuir o desperdício. “Nós temos no próprio cardápio a opção de meio-prato, para o cliente se sentir à vontade”, explica Jesse de Andrade. O chef Sergio Arno também adapta o cardápio da rede La Pasta Gialla ao gosto do cliente. “Criamos até um menu especial, o per bambini, que em tese seria um menu infantil, mas como são porções menores dos pratos do cardápio, muitas pessoas acabam optando por elas”, conta Sergio.

De acordo com a nutricionista Arlete Nagano, da rede Fran’s Café, “o ideal é respeitar o apetite de cada um. Da mesma forma que existem aqueles clientes que pedem para caprichar nas porções, existem aqueles que optam por porções menores”, explica. “É interessante sempre poder atender a esta demanda, para diminuir o desperdício nos restaurantes”, conclui Arlete.

Em casa tudo funciona de forma diferente. Às vezes é difícil saber qual a quantidade exata de alimentos se deve fazer para não desperdiçar, qual a melhor maneira de armazenar esses alimentos para conservá-los por mais tempo e etc.

Sendo assim, o grupo reuniu algumas dicas práticas, além de receitas caseiras. Segue abaixo:

Conservação

- Hortaliças: a melhor maneira de conservá-las é lavar bem, secar e guardar na geladeira. Deste modo, duram até uma semana;

- Frutas: devem ficar em lugares frescos e secos, mas nunca expostas ao sol. Também podem ser guardadas na geladeira, mas nas prateleiras inferiores;

- Legumes: podem ser armazenados na geladeira, em gavetas na parte inferior.

Quantidades- Arroz: a quantidade ideal para quatro porções é uma xícara (chá)
- Feijão: 1 e ½ xícara (chá) rende quatro porções
- Macarrão: calcule sempre 150g por pessoa, em média
- Purê de batatas: cerca de 6 batatas pequenas rendem 4 porções
- Bife: um bife de contra-filé pesa cerca de 150g e em média, cada pessoa come um ou dois bifes
- Strogonoff: 600g de carne rendem a receita para quatro pessoas

Aproveitamento das sobras
Se mesmo com as dicas, ainda sobrar alimentos, não se preocupe. Segue algumas receitas que vão facilitar o aproveitamento:

Bolinho de arroz
Ingredientes:
Sobras de arroz do dia anterior
Tempero a gosto (salsa, pimenta, orégano, etc)
Ovo
Farinha

Preparo:
Misture os temperos ao arroz, acrescente sal se achar necessário. Adicione o ovo e, aos poucos, a farinha, até que a massa chegue ao ponto de formar os bolinhos com a colher.

Ingredientes:
Frutas como morangos e abacaxi dão ótimas geléias
Preparo:
Para cada 2 xícaras de frutas, adicione 1 xícara de açúcar e ¼ de xícara de água.
Deixe ferver por cerca de 30 min. ou até alcançar a consistência firme de geléia.
Dica do chef: Se a fruta for macia demais, como o abacaxi, por exemplo, acrescente mais água e ferva por mais tempo. Se tiver muito caldo, diminua a água e acrescente mais açúcar.

Sopa de legumes
Ingredientes:
Legumes como cenouras, batatas e mandioquinha rendem ótimas receitas.
Você pode cozinhá-los em 1 litro de água, temperar a gosto e terá uma ótima sopa.
Se preferir pode adicionar macarrão ave-maria.
Dica do chef: Você pode, antes de adicionar o macarrão, bater um pouco dos legumes no liquidificador, para ter uma consistência mais cremosa.

Arlete Nagano, é nutricionista da rede Fran’s Café e assina todos os pratos do cardápio das mais de 100 lojas em todo o país.

Jesse de Andrade, empresário, criou o Josephine Bistrô em 2001, onde originalmente comandava uma boutique de carnes. Em pouco mais de sete anos conquistou clientes fiéis e se tornou um dos restaurantes mais bem frequentados e disputados na Vila Nova Conceição.

Sergio Arno, é chef de cozinha, especialista em culinária italiana. Com mais de 20 anos de carreira, acaba de criar a marca Agropecus, criação de caprinos que abastece os seis restaurantes sob sua assinatura e também se prepara para inaugurar o mais novo empreendimento, um bistrô francês, Francciacorta.

Dica do chef: Se a quantidade de arroz for muito grande, use dois ovos e acrescente mais farinha.
*
*
*
Publicidade: