ASSISTA OS NOSSOS PROGRAMAS

quinta-feira, 26 de março de 2009

JUVENTUDE PARTICIPATIVA



Até os mais jovens têm o que dizer?
Não! Principalmente os mais jovens!

Está no ar uma campanha que pede o engajamento de todos, em particular dos mais jovens: a pesquisa nacional do PNUD – Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, dirigida a toda a população brasileira e empenhada em conseguir respostas que orientem o PNUD na confecção de seu Relatório 2009.

O PNUD é a agência da ONU que desenvolve programas de desenvolvimento humano em todo o mundo e, no Brasil, já produziu vários Relatórios. Mais conhecido pela elaboração do IDH – Índice de Desenvolvimento Humano, que todo ano tem grande destaque na mídia, o PNUD também produz análises sobre meio ambiente, energia, pobreza e governança democrática.
Deste modo, colabora com governos e entidades do Terceiro Setor na boa orientação de recursos humanos, tecnológicos e financeiros para a superação dos principais desafios ao desenvolvimento humano.

No Brasil, o PNUD resolveu este ano principiar os trabalhos de elaboração de seu Relatório com uma ampla consulta à população, inclusive os mais jovens (que têm opiniões e ouvem em casa ou no trabalho quais são os principais problemas a enfrentar), para a definição do seu tema: saúde, segurança pública, educação, transporte, condições de trabalho, saneamento básico? Qual destes é o principal assunto que aflige a população e que deve ser enfocado pelo PNUD em seu Relatório 2009?

A facilidade por internet – No ano passado o PNUD estabeleceu uma parceria com o CONSED (Conselho das Secretarias de Educação) para disseminar nas escolas esta importante iniciativa e colher o maior número possível de respostas entre os jovens.

Para o PNUD é muito importante escutar os jovens. Primeiro, porque eles são normalmente críticos, abertos a novas idéias e muito perceptivos a realidade que está ao seu redor. Segundo, porque o relatório se propõe a ser escrito para a população. Com os jovens, o PNUD pode aprender a usar uma linguagem mais direta, mais franca e aberta que fale para a população. Finalmente, o relatório se quer ajudar as pessoas a se ajudarem e para tal precisa de todo entusiasmo normalmente carregado pela juventude.

Além disto, montou uma verdadeira máquina de obter opiniões, associando a rede internet a outros instrumentos de comunicação. Quem quiser, até o dia 15 de abril pode registrar por escrito sua opinião no site http://www.brasilpontoaponto.org.br/ ou até mesmo simplesmente mandar um vídeo, gravado no celular e respondendo a esta importante questão: “O que precisa mudar no Brasil para sua vida melhorar de verdade?”

Como hoje em dia os jovens acessam a internet de casa, da escola, do local de trabalho e mesmo de lanhouses espalhadas por todo o País, o PNUD espera conseguir o maior índice possível de adesão, com isso gerando um precioso retrato da opinião pública de todo o País sobre os principais problemas que impedem um maior desenvolvimento humano no Brasil.

O Coordenador do Relatório PNUD 2009,Flávio Comim é bem claro: “a participação das pessoas na escolha dos temas é fundamental não só por uma questão de legitimidade, mas principalmente pela qualidade e utilidade do relatório: somente por meio da participação das pessoas é que podemos ter conhecimento dos problemas que realmente afetam a vida de todos no país. Por outro lado, a participação das pessoas na definição do tema é fundamental também em outro sentido: o respeito à diversidade de opiniões e construção da razão pública na análise das principais questões para o país. Somente assim, respeitando a opinião dos cidadãos em sua diversidade, é que podemos caminhar para a construção de argumentos sobre o que é melhor fazer para termos um país mais bem desenvolvido e mais justo e humano”.

E a esta diversidade de opiniões também os mais jovens têm o que oferecer, pois não somente eles estão cada vez mais participando da vida nacional, como eles serão os adultos de amanhã, com importantes responsabilidades de desenvolvimento de si mesmos e de suas famílias.

Amélia Whitaker, Gilmara Oliveira e Kelly Schwarz
VISAR PLANEJAMENTO 11 3079 0123 l 9945 1383 l +5511 7810 5117

*
*
*
Mural: