quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Portadores de necessidades especiais ganharão trens adaptados

Fotos: Milton Michida

O Plano de Expansão do Transporte Metropolitano do Estado de São Paulo, comprou 47 novos trens que circularão no ano que vem na Linha 2-Verde do Metrô, com capacidade de transportar até 2 mil passageiros.
Os vagões são adaptados para melhor mobilidade de pessoas com necessidades especiais, com portas mais largas, que foram aumentadas de 1,3m para 1,6m, menos ruídos e sistema de freios que permitem uma parada mais suave. Acima das portas centrais há um ‘mapa dinâmico’ que indica, por meio de sinais luminosos, a localização do trem, auxiliando pessoas com deficiência auditiva. Um sistema de leds indicará a posição atual do trem e sua próxima parada. Na 2ª porta do vagão-líder, onde é realizado o embarque preferencial, há comunicação em Braille com o número do carro indicando a localização para pessoas com deficiência visual. Além dos assentos preferenciais para gestantes, idosos e passageiros com mobilidade reduzida, cada vagão-líder terá um banco para pessoas obesas, com espaço equivalente a dois assentos comuns, porém sem a divisória central.
A composição terá seis vagões, com câmeras instaladas e cabines transparentes, que permitirão a visualização por parte de passageiros e condutores.
Os passageiros que viajam em pé poderão utilizar um grande pega-mão central, uma barra longitudinal no teto que atravessa o carro todo. Os freios das novas composições são dos tipos antideslizante e antiderrapante, o que proporciona paradas mais suaves sem prejudicar a velocidade de circulação, principalmente em dias de chuva.

“Estes trens têm muitas vantagens: maior acessibilidade, ar condicionado, mais segurança e mais espaço, ou seja, mais conforto. Faz parte do trabalho de modernização que nós estamos fazendo tanto para o Metrô quanto para a CPTM. Na verdade, o Metrô melhora não apenas com as novas linhas, mas com novos e mais modernos trens.”, disse o governador do estado de São Paulo, José Serra.


Expansão SP

Até 2010, o Plano de Expansão do Transporte Metropolitano receberá do Governo do Estado de São Paulo R$ 20 bilhões, o maior investimento já realizado no setor. Um dos principais objetivos é quadruplicar o número de linhas com qualidade de metrô, dos atuais 61,3 km para 240 km, sendo 160 km em forma de metrô da superfície, na CPTM.

No Metrô, além da expansão das linhas, os recursos serão utilizados para comprar novos trens, reformar composições antigas e implantar um novo sistema de sinalização. Com o plano consolidado, o número de pessoas que se deslocam pelo sistema metroferroviário, nas três regiões metropolitanas, aumentará em 55% e o tempo de viagem diminuirá em 25%.

*
*
*
*>i<* Assista o programa Balada da Fada sobre pessoas com necessidades especiais:



www.videolog.com.br/fadaceleste

Nenhum comentário: