Nossos Vídeos

quinta-feira, 29 de maio de 2008

MÚSICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS AGORA É LEI!

DEPUTADO FRANK AGUIAR É RELATOR DE PROJETO APROVADO QUE DEVOLVE À SOCIEDADE O ENSINO DA MÚSICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS

Foi aprovado no último dia 28 de maio, (hoje) na Comissão de Educação e Cultura, o Projeto de Lei nº 2732/2008, de relatoria do Deputado FRANK AGUIAR (PTB/SP) e autoria da senadora Roseana Sarney(PMDB/MA), que torna obrigatório o ensino da música na Educação Básica. A proposta resgata valores culturais da sociedade brasileira que foram silenciados desde 1971, época da ditadura militar.


O relator Frank Aguiar proferiu seu parecer favorável fazendo questão de frisar que a música simboliza a identidade nacional em toda sua gênese ,defendendo também que, as crianças, tendo contato com o ensino desse tão importante segmento cultural, já no ambiente escolar, terão a possibilidade de ingressar em um novo mundo, plural, repleto de encanto e inteiramente aberto aos variados talentos e à magia que aflora da sensibilidade natural que a música evoca.


Além disso, o deputado Frank Aguiar defendeu a função social imbuída da aprovação desse importante texto: “ aprender música na escola é aprender harmonizar, é se colocar a favor da paz, em busca da diminuição da violência e contribuição real para a elevação da auto estima. Fazer música na escola é permitir a construção de um Brasil melhor, diferente, com oportunidades para todos...”
O projeto teve amplo apoio das comunidades artísticas, a exemplo de Daniela Mercury, Gabriel o Pensador, Francis e Olívia Hime, Roberto Frejat, Zé Renato entre outros que, recentemente, participaram de audiências públicas na Câmara dos Deputados e, em visita ao próprio Frank Aguiar, demonstraram sua relevância.


Representantes da Universidade de Brasília, entre professores e alunos de música,que fizeram uma bela apresentação em agradecimento à aprovação do texto legal, o coordenador do Pró-Música Felipe Radicetti além das diversas entidades, presenciaram reiteradas manifestações e apoio unânime dos deputados da Comissão de Educação e Cultura.


A proposta tramita em caráter conclusivo e como não foi alterada pela Câmara, será encaminhada à comissão de Justiça e Cidadania para depois seguir à sanção presidencial.
O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que a implementação da proposta se dará tão logo o Projeto seja sancionado.




Malucy Nogueira
Assessora de imprensa-SP
Dep. Frank Aguiar
Contatos: 4122.5748- 4330.6263 – 9458.3976
malucynogueira@yahoo.com.br
frankaguiar2008@gmail.com

terça-feira, 27 de maio de 2008

XII Parada Gay - Programa Balada da Fada 8




Caso não consiga ver o vídeo, clique aqui:
XII Parada Gay - Programa Balada da Fada 8 @ Yahoo! Vídeo

A Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT), promoveu a sua XII Parada, trazendo discussão aos temas "Preconceito" e "Homofobia", utilizando o termo "estado laico de fato" que possui a seguinte definição: "É um Estado neutro. Suas leis e ações (políticas públicas) não seguem princípios de nenhuma religião específica e qualquer pessoa tem liberdade de professar a religião que escolher. Nenhuma é privilegiada, nenhuma é discriminada. Só existe democracia e justiça se o Estado for laico de fato."


Desde 1999, data de sua fundação, que a APOGLBT luta em defesa da diversidade sexual, direitos iguais para todos e por uma sociedade mais justa.

Além da XII Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (25/5), que reuniu mais de 4 milhões de pessoas da Avenida Paulista até o final do trajeto, a associação promoveu a VIII Feira Cultural GLBT e o VIII Prêmio Cidadania em respeito à Diversidade (22/5). A Praça da República, teve uma visitação pública de aproximadamente 200 mil pessoas num intervalo das 10hs às 22hs. A Feira Cultural, contou com Oficinas (sobre Erotismo, Saúde e Direitos). O VI Ciclo de Debates discutiu as questões: "GLBTT e a formação do psicólogo"; "A atuação do psicólogo junto a população GLBTT", o "Estado Laico" e "Direitos Sexuais".

No dia 24/5, foi realizado um passeio ao Playcenter, a VI Caminhada de Lésbicas e bissexuais de São Paulo e um Show com a cantora Marina Lima no HSBC Brasil.


Coletiva de Imprensa:

Em 25/5, foi realizada uma coletiva de imprensa na sede da FECOMÉRCIO (Federação dos Comerciantes de São Paulo). Compuseram a mesa personalidades do cenário político, ativistas do movimento gay nacional, internacional e representantes das empresas patrocinadoras.

O Sr. Antonio Carlos Borges, Diretor Executivo da FECOMÉRCIO, ressaltou a importância do evento e divulgou a implantação de um "Selo de Diversidade" que será entregue mediantea a certificação do uso de políticas corretas de atendimento dentro dos estabelecimentos comerciais e o desenvolvimento de práticas para o consumo consciente. Afirmou que mediante pesquisas realizadas, 61% dos consumidores, sentem-se bem atendidos e a próxima meta é corrigir esta diferença, alcançando o maior índice possível de satisfação. (Veja o vídeo).

O Prefeito Gilberto Kassab, agradeceu a todas as parcerias, imprensa e ressaltou a importância do evento, que junto com a Virada Cultural, Carnaval e Fórmula 1, estão entre os 30 principais realizados em São Paulo. Disse que o crescimento e fortalecimento da Parada GLBT, aumenta considerávelmente o turismo, gerando renda e visibilidade da cidade, repercutindo positivamente com a imagem de uma São Paulo acolhedora e hospitaleira.

O Secretario de Assistência ao Desenvolvimento Social Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, disse que a Secretaria mantem um convênio com entidades européias que financiam projetos de inclusão social e que o Centro de Referência das Diversidades, atende no Centro de São Paulo, aproximadamente 130 pessoas, com atendimento e prevenção aos grupos portadores de HIV em parceria com o "Grupo Vida" e inclusão social através de cursos profissionalizantes.

Caio Luiz de Carvalho, presidente da São Paulo Turismo, disse que a Parada só perde para a Fórmula 1 em geração de renda. Mencionou que a oferta hoteleira de São Paulo é igual a de Nova York, com o número aproximado de 46 mil quartos, que em função do evento, estão reservados, trazendo 85% de pessoas vindas de todas as partes do mundo. Parabenizou a Polícia Militar pela especialização na atuação dos eventos deste porte.

A gerente de responsabilidade social da Petrobrás, Vânia de Jesus Santana, justificou a participação da empresa no evento, como forma de demonstrar a preocupação com relação aos Direitos Humanos e Meio-Ambiente, inserindo no contexto os temas da Diversidade Cultural. Ressaltou o orgulho que a Petrobrás sente em participar da instituição de políticas públicas.

O Vice - Presidente de pessoal da Caixa Economica Federal Carlos Gomes Sampaio de Freitas, salientou que a Caixa está implantando políticas de valorização às Diversidades, diferenças culturais e sociais aos seus funcionários e colaboradores e por ser um Banco de todos os brasileiros sem distinção social, apóia as ações da diversidade, cidadânia, dignidade, direito e liberdade de cada um.

A Senadora Fatima Cleide, parabenizou o tema escolhido "Homofobia Mata", dizendo que apesar de todo o esforço e investimento realizados anteriormente, ainda não foram suficientes para que a tolerância e respeito às diferenças se estabeleça e que este ano está sendo muito importante, pois percebe-se o crescimento na demanda participativa nas Paradas GLBT; principalmente devido ao Decreto Lei Federal, assinado pelo Presidente Lula (Dezembro/2007), que convoca a 1ª Conferência Nacional visando discutir os direitos da população de gays, lésbicas, travestis, transgêneros e homossexuais. "Este é o primeiro evento deste tipo realizado no Mundo, sendo motivo de orgulho para o povo Brasileiro" comentou. Confessou que a sua expectativa com relação a XII Parada do orgulho GLBT, venha a contribuir em defesa da cidadania GLBT e a aprovação do PLC nº 122 que criminaliza a homofobia (Projeto de Lei idealizado pela Ex-Deputada Iara Bernardi).

Segundo a Deputada Cida Diego da Frente Parlamentar da Livre Orientação Sexual, as Paradas GLBT no país, representam o maior movimento de massa da atualidade no Brasil, principalmente pelo aspecto positivo, mostrando que podemos brigar pelos nossos direitos de forma alegre e diferente; embora isso incomode os setores intolerantes que não conseguem respeitar o direito às diversidades, com reações agressivas dos setores religiosos no Congresso e na Sociedade, e atitudes altamente ofensivas. "Existe a necessidade de fortalecer as ações dos parlamentares que estão ao lado do movimento para que se alcance os objetivos esperados de defender a individualidade de pessoas que só querem exercer o seu direito em paz e sem incomodar ninguém."

Além destes eventos, durante o ano a APOGLBT promove várias outras atividades: reuniões temáticas; acolhem, registram e encaminham os casos de violência e discriminação; intervenção educativa; capacitação de ativistas; prevenção de DST/Aids, hepatite, entre outras doenças e no direcionamento dentro das políticas públicas. Maiores Informações: http://www.paradasp.org.br/

Fotos:

XII Parada do Orgulho GLBTT de SP

Reportagem: Claudia Souza / JORNAL DA FADA - http://www.fadaceleste.com/



terça-feira, 20 de maio de 2008

ABRIN 2008 - Feira dos Brinquedos




A Abrin 2008, realizada no mês de abril, reuniu 200 expositores com grandes novidades que prometem aquecer o mercado de brinquedos para o Dia das Crianças e Natal.

Passaram pelo pavilhão azul e branco do Expo Center Norte, mais de 20 mil pessoas, entre profissionais da área, lojistas e convidados.

Cheio de novidades, que despertaram o interesse até dos profissionais mais acostumados com os brinquedos, o evento mostrou que é possível reunir em um só lugar, interesses comerciais e propostas de responsabilidade social.

A FRANCAL e a ABRINQ, através da Francal Cidadania, provaram que é possível agregar benefícios à sociedade, apoiando projetos beneficentes através de eventos desta magnitude. O Projeto Reciclagem promovido pela ong PUERAS, foi responsável por todo o processo de triagem de 8 toneladas de lixo descartado gerado no evento. O material foi encaminhado para a Cooperativa de catadores VIVA BEM que separou tudo por tipo, para prensagem e comercialização, gerando assim, uma renda extra para mais de 64 famílias participantes do projeto.

Aproximadamente noventa metros cúbicos de madeira que seriam descartadas, foram encaminhadas para a empresa MadeVila para serem reaproveitadas.

Segundo a assessoria de imprensa da Francal, o Projeto Reciclagem, continuará a participar dos eventos, destinando seus dejetos de maneira ambientalmente correta.

A Sociedade Assistencial Bandeirantes, também foi uma das beneficiadas nesta feira. Participou com apresentações sobre o seu programa de Socorristas Mirins e também recebeu os brinquedos doados pelos expositores para a criação de brinquedotecas em entidades de assistência à crianças carentes.

Atualmente, o mercado de brinquedos reúne 318 indústrias, que geram 22.640 empregos diretos para suprir um mercado estimado em 35 milhões de consumidores de 0 a 14 anos, mais de 60% das crianças do País inteiro. Somando ao varejo – cerca de 15 mil pontos de venda – o faturamento do setor ultrapassa os R$ 2,5 bilhões e o número de empregos chega a 200 mil.

Reportagem: Claudia Souza - www.fadaceleste.com - jornaldafada@bol.com.br

terça-feira, 13 de maio de 2008

Crianças com Câncer e a Alegria de Viver





O Centro de Apoio à Criança Carente com câncer, Cândida Bermejo Camargo - "Alegria de Viver", é uma entidade sem fins lucrativos, de iniciativa privada, que atende crianças portadoras de neoplasia e outras patologias.

Fundada em 1999, recebeu este nome, porque a pessoa em questão, era avó de uma das fundadoras e faleceu de câncer.

Ampara aproximadamente 40 pessoas por mês, encaminhadas pelo serviço social do Hospital das Clínicas, Hospital do Câncer, entre outros, que vêm de diversos estados do Brasil, se hospedam na entidade, onde recebem apoio psico-social, alimentar e transporte até os hospitais para os exames e tratamentos.

Antonia, uma das voluntárias que nos atendeu, contou que conheceu a entidade, quando veio do Pará, acompanhando uma índia que precisava de tratamento e se apaixonou pelo trabalho.

As crianças atendidas, são acompanhadas com as mães, ocupando o mesmo leito. Já os maiores, ocupam dois leitos. Alguns, ficam somente alguns dias, para a realização dos exames solicitados pelos médicos. Outros, permanecem durante meses, até que se cumpra o tratamento.

Entre as maiores necessidades, estão a falta de arroz, feijão e óleo para abastecer a dispensa. O "CBC" como é chamado, aceita doações de agasalhos, móveis e utensílios em geral, que são colocados à venda no Bazar, caso não sejam de utilidade para o público atendido.

Voluntários de todas as áreas podem participar, levando atividades para as crianças, que em sua maioria, estão muito longe da terra natal e precisando se distanciar do drama que estão vivendo.

Para maiores informações, o Centro de Apoio à Criança Carente com Câncer, está localizado na R. Miguel Gonçalves Correia, 157 - Campo Limpo - São Paulo - Tel: 5842-8575. Se quiser conhecer pela internet, é só acessar: www.centrocbc.org.br

Reportagem: Claudia Souza - www.fadaceleste.com/jornaldafada.htm