Nossos Vídeos

quarta-feira, 30 de abril de 2008

3º Seminário do Programa Tear reúne empresários para debate sobre Corrupção




Aconteceu no dia 24 de abril em São Paulo, o 3º Seminário para discussão sobre política de integridade e combate à corrupção, promovido pelo PROGRAMA TEAR, que reuniu em debate diversos empresários.

Lançado em 2007, o Programa Tear é uma parceria do Instituto Ethos com o BID –Banco Interamericano de Desenvolvimento. Fazem parte do programa, aproximadamente 120 empresas de grande, médio e pequeno portes de setores estratégicos da economia como: açúcar e álcool, construção civil, energia elétrica, mineração, petróleo e gás, siderurgia e varejo.

As atividades têm por objetivo, incorporar e ampliar a gestão socialmente responsável nos processos internos das empresas, ensinando como estabelecer um relacionamento com seus fornecedores, de modo que o resultado da atuação não crie impactos danosos no meio-ambiente.

Entre os projetos apresentados, podemos citar a Fazenda Bang-Bang, situada em Mato Grosso, que em parceria com o Grupo Pão de Açúcar (uma das empresas representantes do setor varejista), que supervisionam a produção de carne, desde a inseminação, até a chegada nas prateleiras dos supermercados; garantindo uma carne de excelente qualidade, com baixo teor de gordura e rica em propriedades nutricionais. Todo este processo, resultou na participação de 38 fazendas que empregam 420 profissionais devidamente registrados.

Os empresários encontram-se periodicamente, para trocas de experiências e elaboração de planos de ação que resultam na melhoria dos processos e a avaliação dos resultados obtidos.

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL

Será realizada de 27 a 30 de Maio no Anhembi, a Conferência Internacional 2008, que marcará o aniversário de 10 anos da fundação do INSTITUTO ETHOS que deu início ao movimento de Responsabilidade Social e Empresarial no Brasil.
O tema abordado será “Mercado Socialmente Responsável: Uma nova Ética para o Desenvolvimento”.

Farão parte da programação uma plenária, mesas-redondas, painéis temáticos, oficinas de gestão, cerimônias de abertura e a entrega do Prêmio Inovação em Sustentabilidade, Mostra de Tecnologias Sustentáveis e um Debate promovido pela rede Ethos de Jornalistas.
Para maiores detalhes, acesse: www.ethos.org.br/ci2008


CLAUDIA SOUZA
www.fadaceleste.com

sexta-feira, 25 de abril de 2008

1ª MOSTRA NORDESTE NO ANHEMBI


Acontece no Anhembi, até o dia 27 de Abril, a 1ª MOSTRA NORDESTE, que reúne vários Estados do Nordeste Brasileiro, mostrando a sua diversidade.


O Programa Balada da Fada esteve por lá e conferiu tudo de perto.


Presentes no local, personalidades do cenário político nacional, internacional e artístico. Reencontramos o cantor Donizetti, que iniciou carreira ainda menino, em meados dos anos 80 com o sucesso "Galopeira". Hoje, um homem feito, me prometeu que vai arranjar um tempinho em sua agenda para uma entrevista para o nosso Programa onde irá contar pra gente como foi sua trajetória de sucesso e de que forma encarou tamanha responsabilidade tão cedo, como muitas crianças de hoje em dia.


Vários estados, trouxeram seus artistas para abrilhantar o evento com shows belíssimos, que vale à pena você passar por lá pra conferir.


A cantora Elba Ramalho, linda como sempre, fez um show maravilhoso. É impressionante como essa mulher se transforma em cena!


Vários artistas ainda irão irão pisar naquele palco: Alceu Valença (6ª) , Dominguinhos e o idealizador do evento, Frank Aguiar, que doou seu show para comemorar o sucesso do evento, no Sábado (26/4).


Assista o BALADA DA FADA 5 - ESPECIAL e confira todas as emoções que eu vivi.






Agradecimentos especiais para a Assessora de Imprensa do Deputado, jornalista Malucy Nogueira, que mais uma vez, fez questão de nos convidar para esta festa.


CLAUDIA SOUZA
www.fadaceleste.com

sábado, 19 de abril de 2008

2° Concurso Fotografe o Centro de São Paulo





Com o objetivo de colaborar para a revitalização da região central da cidade de São Paulo, estarão abertas as inscrições gratuitas para o 2° Concurso Fotografe o Centro de São Paulo, edição 2008, no período de 22 de abril a 07 de junho de 2008, organizado pelo jornalista e produtor cultural, Maurício Coutinho, com apoio de diversas empresas e entidades.

Divididos em quatro categorias - infantil: até 13 anos, juvenil: de 14 a 17, adulto: 18 a 64 e terceira idade: acima de 65 anos - cada concorrente poderá inscrever gratuitamente, num único CD, até duas fotos digitais, em formato JPEG, devendo abordar única e exclusivamente a arquitetura de ruas, avenidas, praças, viadutos e monumentos existentes no Centro da cidade, contribuindo para a redescoberta das belezas existentes.

Nos locais de inscrição, abaixo descritos, haverá uma ficha a ser preenchida com seus dados pessoais:
- Nova Foto Ferrara, Rua D. José de Barros, 65
- Espaço Metrópole Café, Av. São Luis, 187, 2° Piso, Gal. Metrópole
- Colégio Inaci, Praça Pedro Lessa, 41, ao lado dos Correios
- ACM/Centro, Rua Nestor Pestana, 147, Consolação
- Ri Happy Brinquedos, Rua Xavier de Toledo, 23, 2°a., Shop.Light

A comissão julgadora, composta por fotógrafos profissionais, jornalistas, empresários e autoridades, divulgará os vinte vencedores, cinco em cada categoria, em 20 de junho de 2008 através do site www.fotografeocentrosp.blogger.com.br, sendo que dentre os prêmios destacam-se o Certificado Especial do evento, participação em cursos da ACM/Centro e da Yóga Ganapati, pochetes da Alvha Cases, ampliação da foto premiada pela Nova Foto Ferrara, brinquedos da Ri Happy, livros da Madras Editora, produtos da ITBells/BellShop, do Café Helena e brindes da Aboissa Óleos Vegetais.

A exposição das fotos vencedoras será realizada de 21 de junho a 05 de julho de 2008 no hall cultural do Espaço Metrópole Café, na Av. São Luis, 187, 2° piso, Galeria Metrópole, com visitação gratuita.

O Concurso Fotografe o Centro de São Paulo, edição 2008, tem o apoio cultural de Aboissa Óleos Vegetais, ACM-Centro/Associação Cristã de Moços, Alvha Cases, Angel Equipamentos Fotográficos, Café Helena, Colégio Inaci, ITBell´s Comunicação Estratégica, Madras Editora, Nova Ferrara Fotos, Espaço Metrópóle Café, Ri Happy Brinquedos, Yóga Ganapati, Auditórios NDJ, SoArte e Tryp Higienópolis by Sol Meliá, além de parceria institucional da Prefeitura Municipal de São Paulo, Sub-Prefeitura da Sé, São Paulo Turismo, Ação Local República II, Associação Paulista de Imprensa, Fundação Mario Covas e Inst.Cultural Galeria do Rock.

Informações à Imprensa: Mara Porto/Maurício Coutinho – 9803.9796 – mauricioimprensa@yahoo.com.br

-----------------------------------------------------------------------------------------
2° Concurso FOTOGRAFE O CENTRO DE SÃO PAULO - edição 2008

REGULAMENTO GERAL

1. Objetivo: Contribuir para a revitalização do Centro da Cidade de São Paulo.

2. Tema único: Arquitetura de prédios, casas, ruas, avenidas, viadutos e monumentos da região central.

3. Inscrições: Gratuitas no período de 16 de abril até 07 de junho de 2008.

4. Modo de Inscrição: Entregar até 2 fotos, num único CD e preencher ficha no local de inscrição.

5. Categorias

a. Infantil: até 13 anos;
b. Juvenil: de 14 a 17 anos;
c. Adulto: de 18 a 64 anos e
d. 3a. Idade: acima de 65 anos.

6. Formato: As fotos deverão ser gravadas em JPEG.

7. Quantidade: Cada participante poderá concorrer até duas fotos digitais.

8. Locais de inscrições:
- NOVA FOTO FERRARA: R. D.José de Barros, 00
- ESPAÇO METRÓPOLE CAFÉ: Av. S. Luiz, 187, 2° piso, Gal. Metrópole
- COLÉGIO INACI: Pça Pedro Lessa, 41, 10°
- ACM/CENTRO: R. Nestor Pestana, 147
- RI HAPPY: R. Xavier de Toledo, 23, 2°a.

9. Ineditismo: Não serão aceitas inscrições de fotos já premiadas e/ou publicadas.
10. Autorização: "Closes" de pessoas deverão vir acompanhadas de autorização de uso de imagem.

11. Comissão julgadora: Composta por fotógrafos profissionais, jornalistas, empresários e autoridades, cuja decisão é soberana e irrecorrível.

12. Classificação: Num total de 20 vencedores, sendo cinco em cada categoria.

13. Resultados: Publicados em 20.06 no site: www.fotografeocentrosp.blogger.com.br.

14. Certificados: Entregues aos 20 vencedores na festa de premiação.

15. Importante: Nenhuma foto será devolvida, sendo doadas ao acervo da SP Turismo, Sub-Prefeitura da Sé, Associação Paulista de Imprensa e Ação Local República II.

16. Imagem: No ato da inscrição, os concorrentes cedem automaticamente os direitos autorais de cada foto aos organizadores para fins de divulgação, publicação e exposição dos premiados, estando isentos de qualquer obrigação legal.

17. Premiação:Para todas as categorias: infantil, juvenil, adulto e terceira idade

1° lugar:
- Aboissa Óleos Veg.: brinde especial
- ACM-Centro: gratuidade em curso
- Alvha Cases: pochete
- Café Helena: cesta de produtos
- Certificado do Concurso
- Colégio Inaci: brinde especial
- Painel exclusivo na exposição
- Espaço Metrópole Café: almoço
- ITBell´s: presente da Bellshop
- Madras Editora: livro
- Nova Ferrara: ampliação foto premiada
- Yóga Ganapati: curso por 2 meses

2° lugar:
- Aboissa Óleos Veg.: brinde especial
- ACM-Centro: gratuidade em curso
- Café Helena: cesta de produtos
- Certificado do Concurso
- Colégio Inaci: brinde especial
- ITBell´s: presente da Bellshop
- Madras Editora: livro
- Nova Ferrara: ampliação foto premiada
- Yóga Ganapati: curso por 2 meses

3° lugar:
- ACM-Centro: gratuidade em curso
- Certificado do Concurso
- Colégio Inaci: brinde especial
- ITBell´s: presente da Bellshop
- Madras Editora: livro
- Nova Ferrara: ampliação foto premiada
- Yóga Ganapati: curso por 2 meses

4° lugar:
- ACM-Centro: gratuidade em curso
- Certificado do Concurso
- Madras Editora: livro
- Nova Ferrara: ampliação foto premiada
- Yóga Ganapati: curso por 2 meses

5° lugar:
- ACM-Centro: gratuidade em curso
- Certificado do Concurso
- Madras Editora: livro
- Nova Ferrara: ampliação foto premiada

Na categoria infantil os 5 vencedores receberão brinquedo da Ri Happy

18. Festa de premiação: Os vencedores receberão Convite Especial para a festividade de 20.06.2008.
19. Exposição: Fotos premiadas serão expostas de 21.06 a 05.07.2008, no hall cultural do Espaço Metrópole Café, à av. São Luiz, 187, 2° piso, Galeria Metrópole, com visitação gratuita ao público.

20. Disposição Final: A simples inscrição neste Concurso pressupõe que os concorrentes concordam e aceitam todas as clausulas do presente regulamento.
Site oficial: www.fotografeocentrosp.blogger.com.br

Maurício Coutinho - Jornalista e produtor cultural - Cel: 9803.9796
R. Carlos Escobar, 230 - cj. 14 - 02013-050 - Santana - SP


CLAUDIA SOUZA
www.fadaceleste.com

VEM AÍ A FEIRA NORDESTE DO BRASIL


CANTOR E DEPUTADO FEDERAL FRANK AGUIAR IDEALIZA I MOSTRA NORDESTE BRASIL, COM O MELHOR EM CULTURA, NEGÓCIOS E TURISMO NORDESTINOS EM SÃO PAULO

Visite o Nordeste sem sair de São Paulo. Essa é a idéia da I Mostra Nordeste Brasil, evento inédito que acontece de 23 a 27 de abril, no Anhembi, reunindo o melhor de cultura, turismo, negócios e gastronomia dos nove estados da região. Iniciativa do cantor e deputado federal Frank Aguiar, a feira reunirá autoridades, empresários, políticos, estudantes, nordestinos que vivem em São Paulo e o público em geral, com objetivo de promover e estimular por meio de rodadas de negócios, encontros empresariais e visitação pública os potenciais existentes em cada estado da região. "Queremos prestigiar a família nordestina que vive na capital paulista e que ajudou a construir a cidade", comemora Frank.

Piauí, Maranhão, Ceará, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe mostram seus pontos altos nos segmentos:

Turismo: com roteiros tradicionais e alternativos, das praias ao sertão, além de sugestões culturais e históricas.

Gastronomia: serão mostradas características específicas da cozinha típica nordestina, incluindo o preparo dos alimentos ao vivo e degustação.

Comércio: no âmbito privado, empresários da região poderão fazer contatos e negócios com empresas de outras regiões. No setor público, a idéia é abrir possibilidades de investimento no Nordeste.

Cultura: ambiente destinado a apresentações, shows e todas as variedades de performances artísticas, com grupos folclóricos, repentistas, literatura de cordel, exposição de quadros e gravuras.

No dia 23, abertura da Mostra, acontecerá um almoço para imprensa especializada, trade turístico e cultural, e a visitação será destinada à imprensa, empresários do segmento, agências de viagens, hoteleiros, estudantes, professores e coordenadores de faculdades de turismo e gastronomia.

No dia 24, será oferecido um almoço para consulados, câmaras de comércio, políticos, associação comercial, imprensa, empresários, além de uma palestra com o Presidente da Comissão Permanente do Mercosul, Dr. Carlos Chacho Alvarez.

E até o dia 27 o evento ficará aberto ao público em geral, com entrada franca. Ao longo da semana acontecerão shows de artistas nordestinos como Elba Ramalho, Dominguinhos, Alceu Valença, Calcinha Preta e outros típicos de cada estado, mas somente para convidados.

A Mostra Nordeste Brasil é uma iniciativa do cantor e deputado Frank Aguiar, da G. Brazil Feiras e Negócios e conta com o apoio do Governo Federal, dos Ministérios da Cultura e do Turismo, das Federações Brasileiras do Convention Bureau e dos estados do Nordeste.


SERVIÇO

I Mostra Nordeste Brasil
Data: 23 a 27 de abril de 2008
Horário: Das 15h às 21h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – São Paulo (SP)
Entrada Franca

Site: www.mostranordestebrasil.com.br

sexta-feira, 11 de abril de 2008

AES Eletropaulo instala aquecedor solar em favelas





Projeto tem como objetivo auxiliar na redução de até 50% da conta de energia elétrica dos clientes com baixo padrão aquisitivo e com consumo elevado que tiveram as ligações legalizadas.

A AES Eletropaulo, distribuidora que atende 24 municípios da Região Metropolitana de São Paulo - incluindo a Capital -, inicia neste mês de abril a instalação de equipamentos de energia solar nas comunidades de baixa renda que tiveram as ligações clandestinas legalizadas. Inicialmente, será realizado um teste piloto em 20 casas da favela de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, a fim de se ganhar conhecimento e experiência no desenvolvimento da solução para posterior decisão de expansão nas áreas regularizadas. A primeira instalação do aquecedor solar foi concluída na sexta-feira passada, dia 4 de abril, e as outras serão finalizadas até o fim deste mês.

"Após seis meses de testes em Paraisópolis, esperamos chegar junto com nossos fornecedores a um resultado concreto de solução para aquecimento solar adaptado às condições de urbanização de nossas favelas. Esses imóveis possuem peculiaridades de construção e seria bastante oneroso e complexo instalar um equipamento padrão de energia solar nestes locais", explica o gerente de Recuperação de Mercado da AES Eletropaulo, José Cavaretti. Até o fim de 2010, a distribuidora espera instalar dez mil equipamentos de energia solar em favelas e conjuntos habitacionais, com investimento previsto de mais de R$ 15 milhões.

O projeto tem como objetivo auxiliar na redução do valor da conta de energia elétrica dos clientes com baixo padrão aquisitivo e com consumo elevado (acima de 150 kW/h) que tiveram as ligações legalizadas. O foco é ajudar a diminuir o consumo do chuveiro, aparelho elétrico que mais demanda o insumo em uma residência. "Optamos pelo aquecedor solar, pois se trata de uma solução capaz de reduzir em até 50% o valor da fatura dessas famílias", observa Cavaretti.

Durante o processo de teste, técnicos vão explicar às famílias beneficiadas sobre o uso do equipamento. Elas também terão assistência técnica gratuita por dois anos.

"Manter esses clientes com as ligações regulares e como fiéis pagadores, além de resgatar a cidadania, também integra a estratégia da companhia para reduzir o índice de perdas comerciais. É nossa obrigação termos o compromisso de diminuir essas perdas de energia, pois como não são contabilizadas acabam sendo repassadas na tarifa de todos os nossos 5,7 milhões de consumidores", ressalta o diretor de Gestão da Receita da AES Eletropaulo, Charles Capdeville.

Sobre o Programa de Regularização de Ligações Elétricas -A AES Eletropaulo estima que ainda existam 280 mil ligações clandestinas ou "gatos" de energia em sua área de atendimento (24 municípios da Grande São Paulo - incluindo a Capital).

Esses "gatos" representam um risco constante para a segurança das comunidades de baixa renda. Constantemente, o Corpo de Bombeiros registra incêndios na área de atendimento da AES Eletropaulo provocados por gambiarras na rede elétrica.

Além de acidentes, os "gatos" também provocam oscilações de tensão, que podem estragar equipamentos elétricos.

Desde 2004, quando o projeto começou, até o fim de 2007, 200 mil famílias já foram beneficiadas, atingindo uma população de mais de 800 mil pessoas. Foram investidos R$ 80 milhões em reforma e ampliação da rede elétrica e R$ 30 milhões provenientes do Programa de Eficiência Energética em ações específicas voltadas aos clientes. Com essa ação, a empresa recuperou R$ 150 milhões até o fim de 2007.

Só em Paraisópolis, segundo maior núcleo a ser regularizado, foram 15 mil famílias beneficiadas até o fim de 2007 e mais duas mil que terão a energia legalizada em 2008. No local, um posto de atendimento da AES Eletropaulo já está em funcionamento.

A primeira grande comunidade beneficiada por este programa foi a de Heliópolis, na Zona Sul de São Paulo. No local, 13 mil famílias já foram atendidas e um posto de atendimento da AES Eletropaulo já está em funcionamento. Outro exemplo de sucesso foi no Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo. Lá, foram feitas 3 mil regularizações em 2004.

O programa ainda inclui a instalação de iluminação em vielas.

Como é feito?

O primeiro passo do processo de regularização é a aproximação com as lideranças comunitárias para conscientizar a população e cadastrar as famílias. Depois é feita a instalação gratuita dos postes, cabos e caixas de medição.

Para as grandes comunidades o passo seguinte é a inauguração do posto de atendimento Mais Eletropaulo. Nos postos de Heliópolis e de Paraisópolis também foram instaladas uma biblioteca e uma sala de computadores, que pode ser usada pelos clientes que pagam a conta de luz em dia.

A AES Eletropaulo doa o "padrão de entrada" (caixa de medição, "bengala", disjuntor e postinho) necessário para fazer a ligação à rede elétrica. Se tivesse que comprar esse padrão, o morador pagaria em média R$ 650 nas lojas de material de construção. No projeto da AES Eletropaulo, esse equipamento sai de graça, ou seja, não há nenhum custo para essas famílias receberem a energia elétrica regularmente.

Para evitar novas ligações clandestinas na rede elétrica regularizada, a AES Eletropaulo usa o cabo antifurto tipo biconcêntrico. Esse tipo de cabo dificulta o uso de objetos perfurantes como pregos e lâminas, geralmente usados para fazer os "gatos".

Conta de luz

Depois que a ligação é regularizada, o consumidor recebe a conta de luz mensalmente, calculada pela Tarifa Social Baixa Renda para as famílias cadastradas no programa Bolsa Família do Governo Federal ou em caráter provisório por meio de formulário de autodeclaração de renda disponível na empresa. Quem regulamenta a concessão da Tarifa Social Baixa Renda é a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Essa tarifa é aproximadamente 35% mais barata que a tarifa normal.

Nos primeiros três meses depois da regularização, AES Eletropaulo limita a cobrança de no máximo 150 kWh (quilowatts/hora) por mês.

Se o morador consumiu 200 kWh, serão cobrados 150 kWh. Se ele consumiu 90 kWh, serão cobrados somente os 90 kWh.

Durante esses três meses, os funcionários da AES Eletropaulo vão orientar o morador para que ele aprenda a usar a energia com segurança e sem desperdício.

Troca de geladeiras e de lâmpadas

Todas as residências são beneficiadas com a substituição de duas lâmpadas comuns pelas do tipo fluorescente compacta. Ao todo em 2006, foram substituídas 150 mil lâmpadas. Em 2008, serão substituídas mais 150 mil lâmpadas.

Como o desperdício também está relacionado ao mau estado dos aparelhos elétricos, o programa de regularização oferece a substituição de geladeiras e de lâmpadas das famílias mais carentes.

Até setembro de 2008, a AES Eletropaulo pretende substituir 10 mil geladeiras em mau estado de conservação.

Cursos para a comunidade

Para estar no dia-a-dia das comunidades, a AES Eletropaulo também promove cursos de qualificação para eletricistas comunitários, a exemplo do que já foi feito na comunidade de Heliópolis em maio de 2006. Esses cursos são oferecidos nos núcleos regularizados.

(Envolverde/Assessoria)

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Tributo à menina ISABELLA DE OLIVEIRA NARDONI

Sem palavras para expressar meus sentimentos.
A cada dia que passa, mais e mais crianças são vítimas da violência.
O "Ser" está se tornando "Desumano", até os que chamamos de animais, protegem seus filhotes e ainda adotam filhotes dos outros.
Precisamos começar a ensinar as crianças a se defenderem, pois estão se tornando objetos de predadores. Assim não dá mais! IMPOSSÍVEL SER FELIZ!




CLAUDIA SOUZA
www.fadaceleste.com

quarta-feira, 9 de abril de 2008

5 Mil vagas para o "Escola da Família"

A Secretaria de Estado da Educação está com inscrições abertas para 5 mil vagas destinadas ao Programa Escola da Família. As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira, 11 de abril, pelo site www.escoladafamilia.sp.gov.br.
Os participantes do Escola da Família têm a função de trabalhar nas escolas estaduais nos finais de semana. Em troca, recebem o valor correspondente à mensalidade escolar. O governo do Estado paga 50% da mensalidade, com teto de R$ 267. A instituição privada completa o gasto que o aluno teria.

Secretaria da Educação(11) 3218-2055/2063

Frank Aguiar apóia "Aula de Música nas Escolas"

Frank Aguiar apoiou o movimento de diversos artistas e Senadores ao projeto que torna obrigatório o ensino de Música nas escolas.
Estiveram presentes no Ministério da Educação, em 08/04, o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), Cristovam Buarque (PDT-DF), e os senadores Rosalba Ciarlini (DEM-RN) e Romeu Tuma (PTB-SP), onde manifestaram ao ministro Fernando Haddad apoio ao projeto de lei (PLS 330/06) que torna obrigatório o ensino da música na educação básica.

Além dos senadores, estiveram presentes, entre outros, os cantores Daniela Mercury, Roberto Frejat (integrante do grupo Barão Vermelho), Gabriel o Pensador, Francis Hime, Olivia Hime, Zé Renato (integrante do grupo Boca Livre) e Walter Franco. Da área erudita compareceram, entre outros, a maestrina Ligia Amadio, da Orquestra Sinfônica Nacional do Rio de Janeiro; a professora Liane Hentschke, presidente da International Society for Music Education; o professor Sérgio Figueiredo, presidente da Associação Brasileira de Educação Musical; e Beatriz de Freitas Salles, chefe do Departamento de Música da Universidade de Brasília (UnB).
O PLS 330/06, de autoria da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), foi aprovado em dezembro do ano passado, por unanimidade e em
decisão terminativa, na CE, onde foi relatado pela senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), vice-presidente da Subcomissão Permanente de Cinema, Teatro, Música e Comunicação Social (CECTMCS). A matéria, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96), é relatada na Câmara pelo deputado Frank Aguiar.

O senador Cristovam Buarque disse que o ministro manifestou "muita simpatia e vontade de apressar a aprovação na Câmara". O parlamentar lembrou que o ministro "tem força política, como representante do governo, para que o projeto seja aprovado rapidamente". O senador estimou que a proposta será aprovada até o final deste semestre. A velocidade da implantação da proposta, entretanto, dependerá da quantidade de recursos disponíveis, disse o presidente da CE.

A senadora Rosalba Ciarlini disse que a medida, além de sua importância nos processos educativo e de formação da cidadania, é também geradora de emprego e renda. Pediatra, afirmou que a música "faz bem à criança quando ela ainda está no útero da mãe". Lembrou que tramita na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) projeto para regulamentação da carreira de profissional do musicoterapeuta.

Rosalba citou sua experiência como prefeita de Mossoró, quando criou escola de música da cidade. Para 80 vagas oferecidas, apareceram 400 candidatos no dia da matrícula. Os resultados logo vieram: a cidade, enfatizou, tem hoje uma orquestra sanfônica - como são chamadas na região Nordeste as orquestras de acordeons - e uma orquestra de cordas. Muitos dos alunos, lembrou ela, já atuam como profissionais da música.

Depois da reunião no ministério, os músicos e o secretário da CE, Júlio Ricardo Linhares, participaram de reuniões sobre o projeto nas Comissões de Educação e Cultura e de Constituição e Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados.
Fonte: Jornalista Malucy Nogueira - Assessoria de Imprensa do Dep. Frank Aguiar
José Paulo Tupynambá / Agência Senado

quarta-feira, 2 de abril de 2008

ÁGUA COMO FONTE DE VIDA

Participei do FÓRUM DAS ÁGUAS, um evento para jornalistas, que teve como tema, a inserção de matérias nos meios de comunicação, falando a respeito da água.

Os dados são alarmantes. Até os palestrantes, da ONU, Sabesp, Envolverde, Rede Globo, entre outros, possuíam informações estatísticas defasadas, de meados de 2004, porque não se têm disponível para consulta, dados atualizados.

Segundo as informações obtidas, o planeta inteiro, possui somente 3% de água potável para consumo. Lembrando que este não é um bem renovável e pelas datas dos dados apresentados, muita água já rolou pelo cano.
Cheguei à conclusão que se faz urgente, medidas de conscientização e prevenção da extinção desse líquido precioso. Segundo o representante da ONU, José Borghettti, o Brasil possui a maior reserva aqüífera do mundo e provavelmente seremos os fornecedores de água para os outros países, o que sem dúvida, irá gerar uma exploração comercial mundial.

O palestrante também ressaltou um dado que estou investigando:

Para se fazer 1 litro de álcool, são necessários 4 litros de água. Economicamente é inviável, pois 1 litro de álcool, custa aproximadamente R$1,50 e 4 litros de água, R$ 4,50. Será que não existe meios tecnológicos de se desenvolver o álcool, sem usar tanta água?
Todos os seres, têm direito a água gratuita. O que pagamos, é o serviço para que ela chegue às nossas torneiras. Porém, muitos ainda, não possuem saneamento básico em seus bairros, gerando poluição nos córregos, rios e poços, constituindo uma água de péssima qualidade para consumo, que atrai diversos tipos de doenças.

Precisamos ensinar nossas crianças, sobre o consumo responsável da água, para que elas conscientizem seus pais...

Eu vivo falando para as crianças da periferia sobre escovar os dentes com a torneira fechada, desligar o chuveiro para se ensaboar e parece que todos esquecemos de uma fonte de "desperdício inesgotável" que são as piscinas que consomem milhares de litros de água.

A economia tem que ser para todas as camadas da sociedade!

O que os donos das piscinas fazem quando trocam a água?

Há cerca de 7,4 milhões de piscinas privadas na América, contendo uma média de 68 mil litros de água cada. São 427 trilhões de litros. Cada piscina perde cerca de 29 mil litros por mês em evaporação, sendo necessário adicionar mais e mais água.

Sendo assim, cada piscina de aproximadamente 68 mil litros pode abastecer 4 pessoas (40 litros por dia), durante 1 ano inteiro. O que resultaria no equivalente a 28 milhões de pessoas/ano, multiplicando-se pela quantidade de piscinas mencionadas (isso só na América!), sem contar os 29 mil litros que são perdidos na evaporação.

E muitas residências por aí, têm famílias pequenas que nem ao menos usam a piscina, sem contar que neste momento em que você está lendo este texto, milhões de empreedimentos imobiliários de luxo, estão sendo construídos no mundo inteiro.

Assim como querem que os executivos deixem seus carros em casa, para utilizarem os transportes coletivos, preparem-se para o dia que terão de esvaziar as piscinas e começarem a frequentar novamente os clubes.

Fique por dentro:

A região Norte, com 7% da população, possui 68% da água do País, enquanto o Nordeste, com 29% da população, possui 3%, e o Sudeste, com 43% da população, conta com 6%

A agricultura é o setor que mais consome água no país, cerca de 59%. O uso doméstico e o setor comercial consomem 22% e o setor industrial fica por último com 19% do consumo

Projeções feitas por cientistas calculam que em 2025, cerca de 2,43 bilhões de pessoas estarão sem acesso à água.

No Brasil 40% da água tratada fornecida aos usuários é desperdiçada. Cada pessoa necessita de 40 litros de água por dia, mas a média brasileira é de 200 litros.

Diarréia e as infecções parasitárias estão em segundo lugar como maior causa de mortalidade infantil no Brasil.

Apesar dos esforços, são poucas as indústrias brasileiras que tratam seus despejos antes de devolvê-los à natureza.

Nossas cidades, indústrias, plantações, e, mesmo o oxigênio que respiramos, cerca de 70% dele, vem das microscópicas algas habitantes dessa enorme massa formada por rios, lagos e oceanos.

3/4 da superfície do nosso mundo são cobertos por água, sendo 97% salgada, e apenas 3% doce. Contudo, do percentual total da água doce existente, a maior parte encontra-se sob a forma de gelo nas calotas polares e geleiras, parte é gasosa e parte é líquida - representada pelas fontes subterrâneas e superficiais. Já os rios e lagos, que são nossas principais formas de abastecimento, correspondem a apenas 0,01% desse percentual, aproximadamente.

Baseado na média de uso de água dos campos de golfe dos Estados Unidos, 12.700 litros são usados para regar a grama a cada rodada. Há 16.100 campos de golfe nos Estados Unidos, com uma média de 90 rodadas por dia. Isso aumenta para 18 bilhões de litros de água usados todos os dias.
30% a 60% de toda a água potável urbana é usada para regar gramados. 50% é desperdiçada. Quase toda essa água pode ser economizada por meio do uso de plantas nativas, que só necessitam da água da chuva.

Soluções práticas do dia-a-dia:

Lavar a louça, durante 15 minutos, com a torneira da pia meio aberta, gasta 243 litros de água. Para gastar apenas 20 litros limpe os restos de alimentos dos pratos e das panelas com um papel e jogue no lixo. Molhe a louça rapidamente, ensaboe e depois enxágüe.

Não jogue o óleo usado em frituras na pia ou no ralo. Um litro de óleo de cozinha que vai parar nos rios contamina cerca de 1 milhão de litros de água, equivalente ao consumo de uma pessoa em 14 anos.

Uma lavadora de louças, com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres (para seis pessoas), gasta 40 litros. Só a ligue quando estiver cheia e com muitos utensílios. O mesmo vale para a lavadora portátil.

A bacia sanitária com válvula acionada por 6 segundos gasta 10 litros de água. Quando a válvula está com defeito, o gasto pode ser de até 30 litros. O ideal é trocá-la por um sistema com válvula acoplada à bacia sanitária que gasta apenas 6 litros, representando uma economia de 50%. Nunca use o vaso sanitário como lata de lixo.

Feche a torneira ao escovar os dentes. Se uma pessoa demora 5 minutos para escovar os dentes e deixa a torneira aberta, lá se vão 12 litros de água pura, tratada e clorada. É um enorme desperdício.

Não demore para lavar o rosto. Um minuto de torneira meio aberta consome 2,5 litros de água.

Fontes: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EDG82626-7833,00-O+PLANETA+PEDE+AGUA.html

http://www.amigodaagua.com.br/interna.aspx?path=planetaagua/AGUANOMUNDO/ITEM.aspx

http://planetasustentavel.abril.uol.com.br/noticia/atitude/conteudo_227240.shtml





CLAUDIA SOUZA
www.fadaceleste.com