Nossos Vídeos

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Publicidade para crianças menores de 12 anos...


O Burger King Europe anunciou um detalhado plano para mudar sua publicidade direcionada a crianças menores de 12 anos nos países que compõe a União Européia.

A partir de agora, a rede de lanchonetes, só poderá fazer publicidade de produtos que cumpram rigorosas normas de nutrição.

Estas regras especificam os critérios para elaborar um menu (contendo um primeiro prato, prato adicional e bebida), especialmente para os pequenos, estritamente aos moldes de um compromisso firmado com a UE em 'oferecer e promover opções saudáveis para crianças e adultos'.

De acordo com a Rede, só poderão ser anunciados, a partir de agora, menus que não superem as 560 calorias e que não contenham transgênicos.

Além disso, o cardápio deverá contar, em sua composição, com menos de 30% de calorias provenientes de gorduras e de 10% de gorduras naturais.

O nível de detalhamento é tanto que os produtos também não ultrapassar 1,67 grama de sal ou 660 miligramas de sódio. Por último, não poderão ser veiculados anúncios de lanches com corantes e aromatizantes artificiais.

Onze empresas, entre elas o Burger King, possuem um acordo voluntário, celebrado em novembro de 2007, alinhado com os compromissos da União Européia, com o objetivo de mudar, entre outros itens, a forma de dar publicidade aos seus produtos e sua política na área da propaganda na área alimentar para crianças.

Fonte: Publicidad

Secretaria coordenará políticas para deficientes

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008 às 18h28

O Plenário da Assembléia aprovou nesta terça-feira, 26, a criação da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O projeto da Lei Complementar 26/2007, de autoria do governador José Serra, prevê a implementação de políticas públicas e efetivar ações voltadas à inclusão social dessas pessoas.

A nova secretaria terá a missão de "centralizar as atividades de planejamento, coordenação, supervisão, controle e execução das ações" destinadas às pessoas com deficiência, segundo a mensagem enviada pelo governador à Assembléia Legislativa. Caberá ainda à nova secretaria "articular-se com entidades da sociedade civil vinculadas à causa da pessoa com deficiência, propondo parcerias para a execução de metas, programas e projetos concebidos para o fim de melhorar a qualidade de vida desse segmento".

Íntegra do Complemento da Lei 26/2007
Também foi aprovado o projeto de Lei 1.063/2007, dos deputados Célia Leão (PSDB) e Rafael Silva (PDT), que determina uma única legislação para garantir os direitos dos deficientes.

Desde 1984, o Estado conta com o Conselho Estadual para Assuntos da Pessoa Deficiente (atualmente Conselho Estadual para Assuntos da Pessoa Portadora de Deficiência - CEAPPD) para propor medidas dirigidas à inclusão social dessas pessoas.

Com a medida, o poder Executivo fica autorizado a abrir créditos suplementares de até R$ 658.300,00 para incluir o novo órgão no Orçamento estadual.

Fonte: Informativo do Governo do Estado de São Paulo

DENTISTAS SE UNEM PARA PROMOVER SAÚDE BUCAL

A Turma do Bem é uma organização que incentiva a prática da cidadania, criando meios para a transformação de novas idéias em realidade. As Ações da entidade buscam a melhoria das condições de vida de crianças e adolescentes que necessitam de cuidados imediatos.

Os projetos da turmadobem.org são voltados à saúde bucal e os profissionais da odontologia que lá prestam serviço voluntário. Para conhecer o trabalho da Turma do Bem clique aqui.

REVESTIR 2008 APRESENTARÁ PRODUTOS ECOLÓGICOS

A feira REVESTIR 2008, que se realizará de 11 a 14 de março no espaço Transamérica Expo Center em São Paulo, trará novidades em revestimentos ecológicos:



A Lepri é uma das empresas cujas pastilhas são decoradas com resíduos de lâmpadas fluorescentes na massa e no esmalte. Feitas uma a uma, levam a impressão em baixo relevo de conchas, estrelas do mar e caramujos. Disponíveis em três tons de azul, branco brilhante e branco fosco, amarelo, laranja, vermelho, lilás, dois tons de verde, preto e bianchetto (aspecto envelhecido). Apostando em efeitos visuais, a empresa lança ainda a linha Pérola que, como o próprio nome revela, é composta por pastilhas de efeito perolado.





Além do vidro, da cerâmica e do mármore, outro elemento em evidência é a casca de côco. A Ekobe investe no seu efeito e textura para criar a linha Aoba Elementos. São mosaicos produzidos a partir de um processo sustentável, que reaproveita resíduos agro-industriais. Em cores diversas, possibilita vários tipos de acabamento e combinações. Disponível em chapas nas dimensões 42x84cm e 42x42cm. A Studio Marmo também se utiliza dessa matéria-prima nos mosaicos de sua marca Ateliê de Vidro.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

PLENARINHO DEBATE SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

O portal infantil da Câmara dos Deputados realiza no dia 28 de fevereiro, às 10h30, um bate-papo virtual sobre alimentação saudável e maneiras de enriquecer o cardápio da merenda escolar. O convidado é o deputado Homero Pereira (PR-MT), autor do Projeto de Lei 2232/2007, que propõe a inclusão de legumes, verduras e frutas sem agrotóxicos nos cardápios da merenda escolar na rede pública de ensino. É dele também o Projeto de Lei 2144/2007, que determina a criação de um programa de redistribuição de alimentos excedentes de restaurantes e supermercados para instituições de caráter assistencial.

Como funciona o bate-papo

A sala de bate-papo do Plenarinho é aberta às 10h30. Haverá dois links para acessá-lo: no centro e no topo da página inicial do Plenarinho. A criança deverá escolher um apelido para participar da conversa. Os meninos e meninas fazem suas perguntas e comentários, os quais serão respondidos pelo deputado. Educadores, pais e outros internautas interessados também podem participar da conversa:

http://www.plenarinho.gov.br/pinga_foguinho/home_previsao

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

DEP. FRANK AGUIAR VAI APOIAR CARNAVALESCOS




Com a valorização dos blocos da Bahia e os altos custos, o carnaval de salão está diminuindo cada vez mais e as escolas de samba, esbanjam sofisticação e criatividade com modestas verbas, fazendo verdadeiros milagres para apresentar um belo espetáculo na avenida.

Felizmente para os carnavalescos, o Deputado FRANK AGUIAR, declarou para imprensa nos dias de carnaval, que pretende discutir projetos de lei que beneficiarão as escolas de samba do grupo de acesso.

Este ano ele desfilou na Tom Maior (SP), onde é padrinho de honra, na Unidos de Lucas (RJ) e na Ziriguidum, escola de samba de Teresina (sua terra natal).

Entre os questionamentos de seu estado civil, se realmente pretende se casar este ano, Frank preferiu salientar suas propostas políticas declarando:

"Dentro dos meus limites como deputado, vou ajudar no crescimento do carnaval brasileiro."

Fonte: Jornalista Malucy Nogueira
Assessora de Imprensa do Deputado Frank Aguiar

MOVIMENTO DE APOIO AOS JORNALISTAS SEM DIPLOMA

Ministro do STF diz que Lei de Imprensa tem "viés autoritário" e defende mudanças - da Folha Online, em Brasília dia 21/02/2008.

A afirmação do Ministro do STF quanto a lei de imprensa deixa claro que a questão do Decreto-Lei n° 972/69, regulamentado pelo Decreto n° 83.284/79, que obriga o diploma de jornalista é muito mais grave, pois afronta a liberdade de expressão e de imprensa.
O Texto Constitucional de 88 não recepcionou o Decreto-Lei nº 972/69 e o seu Decreto Regulamentador nº 83.284/79 no tocante a obrigatoriedade do diploma de jornalista. Notáveis juristas manifestaram-se a respeito do assunto, em pareceres específicos, entre eles o hoje Excelso Ministro do STF, Dr. Eros Grau, que concluiu que o desenvolvimento da profissão de jornalista independe de diploma, uma vez que o seu exercício prende-se ao estofo cultural e conhecimentos específicos do exercente, sem expor a coletividade a qualquer fator de risco.
A obrigatoriedade do diploma é coerente no caso de outras profissões como a de médico, advogado, engenheiro, farmacêutico, etc., pois a ausência de conhecimentos técnicos adequados, somente adquiridos em cursos especializados, é fator de sérios riscos para a coletividade.
Além desses motivos, a nova Lei de Direito de Autor (nº 9.610/98) qualificou o trabalho jornalístico, de qualquer natureza, como obra intelectual protegida (arts. 5°, inciso XIII, letra "h", 7º, inciso XIII e 17, §§ 1º e 2º, c.c. artº 5º, inciso XXVIII, letra "a" da C.F.), razão pela qual a livre difusão de tais criações jamais poderá ser impedida pela ausência de um diploma, por força do que dispõe a C.F., no art. 5º, inciso IX.
País de primeiro mundo, como é o caso dos EEUU, onde os cursos de jornalismo são concorridos e de alto nível, não obrigam o diploma.
Acrescente-se a isto o direito constitucional do cidadão de ter assegurado o acesso à informação e às fontes de cultura nacional (arts. 5º, inciso XIV e 215, "caput" da C.F.), sem qualquer embaraço.
Ao considerar privativas de jornalistas todas as atividades desenvolvidas dentro dos veículos de mídia impressa e eletrônica, incluindo rádio, televisão e internet, o legislador acometeu-se contra a Constituição Brasileira, que protege os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa (art. 1º, inciso IV, c.c. com o art. 5°, inciso VIII da C.F.), como fatores fundamentais do Estado Democrático do Direito.
A prevalecer este entulho autoritário, a liberdade do cidadão, independentemente do seu conhecimento técnico e cultural, estaria cerceada para os meios de comunicação em geral, apenas e tão somente pela eventual ausência de um diploma de jornalista, que funcionaria como salvo-conduto para a expressão cultural de qualquer natureza.
Editado sob a constância do regime militar, por Junta Militar formada pelos Ministros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, no uso das atribuições que lhes conferiam os Atos Institucionais n°s 5, de 13/12/1968 e nº 16 de 01/10/1969, o Decreto-Lei nº 972/69 (art. 4º, inciso V) instituiu a obrigatoriedade do diploma, com o objetivo de exercer o controle sobre a população de jornalistas do País, bem como das publicações da imprensa. Como se vê, tal obrigatoriedade assenta-se sobre os ditames do AI-5, um dos textos mais censórios e totalitários de que se tem notícia na história política do País.
Manter-se hoje a obrigatoriedade do diploma, quando se tem em vigor uma Constituição cidadã, que designa o estado brasileiro como Estado Democrático de Direito (Art. 1°, CF) e confere ao indivíduo o acesso pleno às informações culturais de interesse da coletividade (art. 5º, XIV), significa cercear a liberdade de expressão, a duras penas conquistada pela sociedade, ao ratificar o retrocesso àquele período de triste memória em que a expressão do pensamento constituía séria ameaça ao cidadão.
O cientista, o pensador, o regente, o virtuose ou o especialista em futebol, seriam impedidos de dar publicamente sua contribuição cultural, ao contrário do que ocorre em outros Países, apenas por não terem cursado uma escola superior de jornalismo. Isto seria totalmente inconstitucional, pois agrediria a liberdade de expressão das atividades intelectual, artística e de comunicação, que são princípios pétreos consagrados pela Carta Magna. Tal liberdade é reflexa no sentido de que somente existe e se justifica no direito exercido pelo indivíduo de ter acesso livre às informações de seu interesse, o que também é princípio constitucional básico (Art. 5°, XIV c/c Art. 215, caput da CF).
Por tudo isso é que propomos: LIBERDADE AINDA QUE TARDIA ......PELO FIM DESTA OBRIGATÓRIEDADE ABSURDA.
MOVIMENTO EM DEFESA DOS JORNALISTAS SEM DIPLOMA www.jornalistassemdiploma.blogspot.com

Manual de sexo para crianças cria polêmica na Espanha

Um manual de educação sexual para crianças e adolescentes intitulado Sexo sem tabu, lançado pelo governo da Catalunha, na Espanha, provocou reclamações entre os pais católicos da região. O folheto aborda com naturalidade temas polêmicos, como a masturbação para menores de 16 anos.
Os manuais de 24 páginas para estudantes de 10 e 11 anos e de 32 páginas para os de 12 a 16 abordam, com ilustrações e linguagem simples, vários aspectos da sexualidade, desde as mudanças no corpo até a homossexualidade.
Algumas associações de pais estão se manifestando contra o uso do folheto nas aulas e, após uma reunião realizada no último sábado, decidiram enviar um manifesto ao secretário de Educação da Catalunha, Ernest Maragall.
Os pais pediram a retirada do manual das salas de aula porque julgam que os textos "não falam de valores, de confiança nem de família, só de sexo sem considerar a família", de acordo com o manifesto.
"Um folheto sobre um tema como a educação sexual não pode ser entregue diretamente aos menores sem a autorização dos pais", protestou a assessora de comunicação da Associação Européia de Pais, Remédios Falaguera, que participou da reunião.
O secretário da instituição, Carles Armengol, divulgou uma nota à imprensa. No comunicado, afirma que os conteúdos do manual são "avançados demais".
"Acreditamos que abrangem determinados temas de forma prematura", diz o secretário. "A Generalitat (governo estadual da Catalunha) pode informar sobre sexualidade, mas são os pais e os professores que devem educar."
Nada de novo
O governo catalão minimiza a polêmica. A Secretaria de Educação disse à BBC Brasil que "as críticas vêm sendo feitas por setores minoritários" e que os manuais foram criados por especialistas.
"Nenhuma informação ali é nova para eles", diz uma nota de imprensa assinada pelo diretor-geral do Departamento de Saúde Pública, Antoni Plasènsia.
Para o governo, os folhetos têm como objetivo ajudar os menores a conhecer o cuidado com o corpo e incentivar condutas saudáveis em relação à sexualidade.
"A diferença está na clareza e naturalidade com que trata os temas", afirma a Secretaria de Educação catalã. "Por isso, chamou-se Sexo sem tabu."
Os 400 mil manuais já começaram a ser distribuídos nas escolas catalãs. Os dedicados às crianças de 10 e 11 anos têm como título: Comigo também está acontecendo e com você?. Nos folhetos preparados para os adolescentes de 12 a 16 anos, o título éSeja seu.
A definição para masturbação de crianças de 10 e 11 anos é descrita no manual como "uma coisa natural, uma forma de conhecer seu corpo e ter novas sensações".
O manual também retrata a situação de um casal de adolescentes que pretende iniciar sua vida sexual. Ao informar sobre os detalhes da experiência, deixa uma recomendação.
"Viva de acordo com seus gostos e preferências, explore seu corpo, tocando-se e tendo prazer", diz o texto. "Se bem que nada é obrigatório", acrescenta o manual.

Anelise InfanteDe Madri para a BBC Brasil

AGENDA DE EVENTOS

MARÇO/ 2008:

04 a 06 - 9h50 - VOICE OVER IP 2008 - LEUCOTRON




11 A 14 - DAS 10 ÀS 14HS - EXPO REVESTIR 2008

A feira de revestimentos, que promete lançar no mercado, pisos cimentícios de alta durabilidade e segurança, apostando no bom gosto para acabamentos internos e externos, será realizada no Transamérica Expo-Center em Santo Amaro.
Para maiores detalhes, é só acessar o site: http://www.exporevestir.com.br/

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Metrô - Procedimentos de Evasão dos vagões



A tarde de terça-feira (19/02), ficou marcada para os usuários do metrô que circulavam na linha vermelha no sentido Corinthians-Itaquera. Aproximadamente Às 17h30, a composição parou bruscamente e depois de alguns minutos, a voz trêmula da operadora, dizia que havia usuário na linha e por isso o trem ficaria parado na estação por alguns instantes.

O Ar condicionado foi desligado, as luzes, parcialmente apagadas e no vagão lotado, os ânimos começaram a ficar exaltados.

Percebemos que do lado de fora, aterrizava um helicóptero da polícia. No calor de tantas respirações, uma senhora que estava sentada, começou a ficar nervosa. Outras, queriam espiar pelos cantos das janelas o que estava acontecendo, quando novamente, a voz da operadora nos informou que os seguranças iriam fazer a evacuação dos vagões dentro de mais alguns minutos.

Mesmo assim, devido o calor, outras pessoas resolveram quebrar a proteção do botão de alarme que fica ao lado da porta e esmurraram os vidros(talvez na intenção de fazer entrar ar ou descerem pela janela, não sei ao certo).
A sorte, foi que os seguranças vieram logo em seguida e abriram as portas dos vagões que estavam fora da plataforma.

Não havia uma escada apropriada para que as pessoas descessem do vagão. Ainda bem que não havia nenhuma pessoa com necessidades especiais lá dentro.

As pessoas eram apoiadas pelo agente de segurança para descerem e tudo transcorreu com muita calma.
O trabalho dos agêntes do metrô foi muito bem feito.
Os usuários tiveram que sair da estação e procurarem outros meios de transporte, gerando atrasos e desconfortos terríveis.

Infelizmente, no dia seguinte, quando eu estava voltando novamente, aconteceu mais um acidente, desta vez, na estação Tatuapé e hoje (23/02), quando eu estava quase chegando na estação Corinthians, ouví novamente a notícia de que havia usuário na linha.

O que estará acontecendo com as pessoas? Gente se matando no metrô todos os dias?

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

PROTETORES DA NATUREZA DE SUZANO UNINDO FORÇAS




Os alunos do Ensino Fundamental I da Emeif Lídia Lima da Silva em Suzano, iniciaram o ano letivo em grande estilo. Comemoraram a volta às aulas com uma exposição dos trabalhos que produziram no final de 2007 sobre a dengue, e que foi patrocinada pela Vigilância em Saúde da Prefeitura de Suzano que confeccionou, com recursos de multa educativa, grandes cartazes, que reuniram os 20 panfletos produzidos pelos alunos com idade entre 7 a 9 anos.

Dispostos também nas 20 unidades municipais de saúde, praça de atendimento do Edifício Nacional e no piso térreo do Paço Municipal (foto), os banners têm por objetivo sensibilizar a população na adoção de dicas e hábitos simples de combate à dengue.

A exposição é resultado de um processo de discussão feito no ano passado em sala-de-aula pela então professora Adriana Queiroz. A partir de uma palestra da Diretoria de Vigilância em Saúde e agentes da zoonoses, com professores, funcionários e direção da Emeif Lídia Lima da Silva, a educadora propôs que os alunos desenvolvessem, por meio de pintura, desenho e redação, panfletos com o conteúdo aprendido
Na última semana de aula, em dezembro, os trabalhos dos alunos foram reproduzidos em preto-e-branco e, posteriormente, distribuídos pelos próprios autores aos moradores da comunidade no entorno da escola. Acompanhados pela professora, o diretor Joaquim Maurino de Souza, a inspetora de alunos Alvair Moraes Siqueira Miranda e a coordenadora do Núcleo de Vigilância em Saúde, Regina Brizolara, onze alunos percorreram o bairro, batendo de porta em porta para distribuir seu trabalho e alertar sobre medidas simples para prevenir a dengue. Ao final, mais de 40 casas visitadas, um saco cheio de lixo recolhido e muita disposição de dar continuidade ao trabalho de educação ambiental
Para o diretor da escola, Joaquim Maurino de Souza, a criança passa a ser o protagonista de todo o processo. “Foram eles que produziram o material, aprenderam a fazer um panfleto, o que era importante constar de informação e foram para a comunidade conscientizar as pessoas. Se a gente não consegue atingir a comunidade, a criança certamente consegue”, salientou.

Enviado por: Cecília Figueiredoassessoria de imprensa da saúde e do OPSecretaria de Comunicação da Prefeitura de SuzanoParabéns pela iniciativa.


Este é o verdadeiro sentido da frase "Unindo forças para um amanhã melhor".

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Crianças sofrem assédio em várias frentes

Por Thalif Deen, da IPS



Nações Unidas, 13/02/2008 – Os 2,2 bilhões de meninos e meninas do mundo estão cercados pela pobreza, fome, alistamento militar forçado, violência sexual, exploração no trabalho e pela aids, alertou a Organização das Nações Unidas.
A ONU estima que cerca de 600 milhões de crianças vivem na pobreza absoluta, aproximadamente 218 milhões sofrem as piores formas de trabalho infantil, em torno de 2,5 milhões estão infectadas com aids e cerca de 300 mil são obrigados a entrar no serviço militar como soldados.
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) disse que quase a metade dos 3,6 milhões de mortos em conflitos militares desde 1990 foi de crianças. “Apesar dos contínuos esforços de governos, organizações não-governamentais e humanitárias em todos os níveis, ainda há muitas crianças que sofrem pobreza e degradação ambiental, exploração, violência e enfermidades”, disse Samuel Koo, embaixador da Coréia do Sul para a cooperação cultural e ex-alto funcionário das Nações Unidas e do Unicef. Koo acrescentou que continuam sendo negados os direitos básicos consagrados na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, de 1990, primeiro instrumento internacional legalmente vinculante na matéria.
“Os avanços, onde quer que ocorram, frequentemente são muito lentos e pouquíssimos”, afirmou Koo, que também preside o comitê organizador de um próximo fórum internacional organizado pela Rede Global de Religiões da favor da Infância, com sede em Tóquio, criada pela Fundação Arigatou do Japão.
O tema do fórum, que acontecerá entre 24 e 26 de maio na cidade japonesa de Hiroxima, é “Aprender a compartilhar: Valores, ação, esperança”. O fórum é o terceiro de uma série. O primeiro aconteceu em maio de 2000 em Tóquio e o segundo nesse mesmo mês de 2004 em Genebra. “Os organizadores do fórum estão convencidos de que chegou o momento de as instituições religiosas do mundo e todos aqueles que professam alguma fé se dêem as mãos nesta luta mundial para aliviar o sofrimento das crianças e promover seu bem-estar”, disse Koo à IPS.
O objetivo é gerar consciência sobre os severos problemas que enfrentam meninos e meninas em todas as partes, e exigir uma ação concentrada por parte de pessoas e entidades religiosas em nível da sociedade civil, acrescentou Koo. Pretende-se “ajudar a aliviar a terrível situação das crianças e reunir um apoio maior das autoridades civis e governamentais, bem como nações doadoras e organizações internacionais”, prosseguiu.
O fórum lançará uma iniciativa mundial para promover a educação ética introduzindo um novo manual, provisoriamente intitulado “Aprendendo a viver juntos”, para ser usado por professores e líderes juvenis em todo o mundo. Produto de dois anos de investigação por parte de um seleto grupo de teólogos que representam diferentes religiões, o manual utiliza um novo processo de aprendizagem não religioso para que crianças e jovens desenvolvam um forte sentido de ética, destacou Koo. “Esta projetado para ajudar os jovens a compreenderem melhor e respeitar as pessoas de outras culturas e religiões e alimentar um sentimento de comunidade global e comportamentos não violentos, bem como dar poder a meninos e meninas para que se convertam em agentes da mudança social”, explicou.
Segundo a Rede Global de Religiões a favor da Infância, apesar de uma prosperidade econômica sem precedentes, principalmente nos países industrializados do Norte, mais do que nunca hoje há crianças em um contexto de pobreza. A Rede, com base em uma série de estatísticas, disse que 130 milhões de crianças em idade escolar, mais de dois terços delas meninas, crescem no mundo em desenvolvimento, privadas do direito à educação, o que limita suas possibilidades de assumirem os papeis que escolhem na sociedade.
Desde sua fundação em maio de 2000, a Rede surgiu como uma importante aliança mundial de organizações e pessoas religiosas comprometidas com o diálogo inter-religioso e com a ação que aspira melhorar a vida das crianças. Com nas instâncias anteriores, o fórum de Hiroxima será outra ocasião para que os membros da Rede avaliam os progressos, compartilhem as melhores práticas e tracem novos cursos de ação para aliviar o sofrimento das crianças. Segundo Koo, a sessão especial da ONU sobre a infância, realizada em 2002 em Nova York, constituiu um marco no impulso do desenvolvimento da Rede e suas iniciativas.
Na sessão especial, da qual participaram 180 líderes mundiais, foi adotado um plano de ação intitulado “Um mundo adequado para a infância”, que incluía 21 objetivos para a próxima década. As quatro prioridades-chave foram: garantir vidas saudáveis para todas as crianças, dar educação de qualidade para todos, proteger a infância contra o abuso, a exploração e a violência e combater o HIV/aids. A agenda do fórum de Hiroxima incluirá “o imperativo ético de por fim à violência contra a criança”, bem como “garantir que nenhuma criança viva na pobreza” e “proteger a Terra”.

(IPS/Envolverde)(Envolverde/IPS)

PROGRAMA BALADA DA FADA 3 - Os perigos do Cerol

Quando se fala em violência, lembramos de todas as atrocidades que estamos vivendo.
Os pais se perguntam: Aonde foi que eu errei?
Todos buscam justificativas para tais ações cometidas por jovens, que tão cedo, são banidos pela sociedade ou vítimas dela.
A orientação começa em casa e quase tudo o que os educadores tentam fazer, é criticado por pessoas "imensamente preocupadas".
Quando mostramos para crianças a verdade sobre o que acontece com a inconseqüencia, somos criticados e enquanto isso, esquecemos de notar o que está por trás de jogos e games que as crianças brincam por horas seguidas em frente da televisão.
Lógico, os pais estão mais preocupados em garantir a sobrevivência e não há tempo de parar e prestar atenção no que está acontecendo à sua volta.
Por isso, as vezes, a verdade dói, mas é melhor encararmos os nossos medos, antes que seja tarde.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

PROCURO VIDEO MAKER AMADOR PARA TRABALHO VOLUNTÁRIO

Olá!

Sou a FADA CELESTE, realizo palestras de conscientização para o público infanto-juvenil e estou lançando um programa que fica hospedado na internet, que está sendo distribuído para escolas e entidades.

Como parte do meu projeto, estou cadastrando o veículo para cobertura de alguns eventos e entrevistas com profissionais de São Paulo, sobre os assuntos que serão abordados no programa.

Quero convidar video-makers e fotógrafos voluntários, que tenham interesse em participar de uma proposta de responsabilidade social, para participarem comigo destes eventos.

O projeto ainda não é auto-sustentável, por isso, não será possível o pagamento de cachê. Porém, aos que têm interesse em desenvolver um trabalho de visibilidade, que está sendo respeitado e encaminhado para avaliação de diversas empresas, esta será uma oportunidade de abrir portas para um caminho profissional.

Se quiser conhecer mais sobre o trabalho, acesse o meu site: www.fadaceleste.com

Quem sabe, nós seremos uma equipe de sucesso!
"O caminho de mil milhas, começa com o primeiro passo".

UMA ESTRELA ENCANTADA PRA VOCÊ!

Aguardo o seu contato. Bjs!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

VOCÊ ACREDITA EM EXTRATERRESTRES

Assista estes vídeos com uma mensagem extraterrestre e raciocine um pouco!

Mensagem extraterrestre 1



Mensagem extraterrestre 2



Mensagem extraterrestre 3



Mensagem extraterrestre 4



Mensagem extraterrestre 5



Mensagem extraterrestre 6



Mensagem extraterrestre 7



Mensagem extraterrestre 8



Mensagem extraterrestre 9



Mensagem extraterrestre 10

Coleta seletiva de Lixo

Veja como é fácil participar da coleta seletiva de lixo.
É só você colocar todos os materiais recicláveis em um saco ou caixa, separado do lixo organixo e rejeitos.
Após coletado, o lixo e levado para um centro de triagem, onde são separados e vendidos para as indústrias recicladoras.
Para a coleta commum, devem seguir os resíduos orgânicos como sobras de alimentos, cascas de frutas, verduras, folhas e também os rejeitos (pó de varrição, lenços e fraldas descartáveis, absorventes, fotografias, louças, porcelanas e papéis engordurados).
Com essa atitude, economizamos muitos rtecursos, aumentamos a vida útil dos aterros sanitários e geramos emprego e renda para os participantes das cooperativas e das indústrias da reciclagem.

Começe agora a colaborar com a natureza, separando o seu lixo por categorias:

Papéis: Jornais, revistas, cadernos, folhas, listas telefônicas, caixas de papelão, embalagens da Tetra Pak.

Plásticos: Garrafas de água e refrigerantes, sacolas plásticas, embalagens de produtos de limpeza e higiene, brinquedos e utensílios de plástico.

Metais: Latinhas de bebidas, de alimentos, panelas, talheres, bacias, objetos de cobre, zinco, bronze e ferro.

Vidros: Garrafas, potes e frascos de alimentos e produtos de higiêne e limpeza.